PLACAR

Brasil aposta em aprendizados para enfim bater a Alemanha

Foto: Marcello Zambrana/DGW

Matheus Dalcim
Especial, de São Paulo (SP)

Pela terceira vez em quatro anos, Brasil e Alemanha medirão forças pela Billie Jean King. Derrotado nas duas ocasiões, em Florianópolis (2020) e Stuttgart (2023), o time brasileiro apostas nos aprendizados tirados de cada ocasião para enfim conseguir superar as alemãs. Presentes nos dois confrontos anteriores, as paulistas Luisa Stefani e Laura Pigossi abordaram essa questão e acreditam que a equipe ganhou corpo nos últimos, com bastante força e união dentro e fora de quadra.

“Ficou claro desde o primeiro confronto com a Alemanha que elas têm um time muito forte. Embora o nosso histórico contra elas também não nos favoreça, a gente vem construindo algo muito grande e importante, melhorando a cada ano e a cada vez que jogamos juntas. Estamos cada vez mais unidas e aprendendo com esses confrontos duros, e acredito que estamos preparadas para fazer diferente desta vez e sairmos vitoriosas daqui”, comentou Luisa, que está escalada para uma eventual decisão nas duplas ao lado de Beatriz Haddad Maia.

Companheira de Stefani nas conquistas do bronze olímpico em Tóquio-2021 e do ouro pan-americano em Santiago-2023, Laura reforçou o raciocínio da conterrânea e citou ainda que o fator casa pode fazer toda a diferença, já que o Ginásio do Ibirapuera deverá estar lotado tanto na sexta-feira quanto no sábado.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“Como a Luisa falou, acredito que a gente vem crescendo muito nesses confrontos contra a Alemanha. Em Stuttgart [no ano passado] nós batemos na trave, principalmente eu no duelo com a Tatjana Maria. A cada confronto que passa a gente vem aprendendo como time, se consolidando, e acho que chegou a nossa hora. Estamos jogando em casa, a torcida com certeza vai ajudar muito, a energia vai estar ao nosso favor e temos tudo para buscar essa vitória”, destacou Pigossi, que teve a chance de abrir 2 a 0 para o Brasil no confronto de 2023, mas acabou derrotada por 6/3, 3/6 e 7/5.

Peniza estreia no comando brasileiro
Quem também falou com a imprensa nesta quinta-feira foi o novo capitão da equipe brasileira, Luiz Peniza, que fará sua primeira participação na Billie Jean King Cup desde que assumiu a função, em janeiro. Segundo ele, o fato de conhecer muito bem suas jogadoras é um facilitador para que a equipe se fortaleça e possa fazer um grande duelo frente às alemãs.

“Eu conheço essas jogadoras desde que elas tinham 14 anos e foram pela primeira vez para a Europa jogar o circuito juvenil, então nós temos uma relação bem forte, o que é um trunfo para encarar essa estreia, que será um confronto realmente duro. Para mim, é muito importante a nossa construção como equipe”, frisou o treinador.

O Brasil encara a Alemanha a partir desta sexta-feira, às 18h30, com o duelo de Beatriz Haddad Maia e Laura Siegemund. Na sequência, Laura Pigossi revê Tatjana Maria. Já no sábado, os dois times retornam à quadra a partir das 15h, com mais duas partidas de simples e outra de duplas, caso necessário.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Guilherme Ribeiro
Guilherme Ribeiro
1 mês atrás

Bora Brasil

Alexandre de Magalhães
Alexandre de Magalhães
1 mês atrás

Elas têm um time mais completo. Nós somos locais e temos a jogadora melhor ranqueada. As duplas são parelhas. Para ganhar, necessitamos tênis, torcida e um extra de competitividade.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE