PLACAR

Bia abre confronto contra Siegemund no Ibirapuera

Foto: Luiz Candido/CBT

São Paulo (SP) – Tenista de maior ranking individual entre todas as participantes, Beatriz Haddad Maia abrirá o confronto diante da Alemanha no ginásio do Ibirapuera. Ela enfrentará às 18h30 desta sexta-feira Laura Siegemund. A ex-número 1 Angelique Kerber ficou previamente de fora das partidas de simples.

Em seguida, Laura Pigossi jogará contra a experiente Tatjana Maria. Como é regra na Billie Jean King Cup, o sábado começa às 15 horas com o duelo entre as números 1 e então Bia enfrentará Maria, seguindo-se Pigossi e Siegemund.

Caso seja necessário, o duelo será definido com a partida de duplas, em que estão previamente escaladas Bia com Luísa Stefani diante de Anna-Lena Friedman e Angelique Kerber.

Número 85 do ranking no momento, Siegemund já foi 27ª de simples e tem título no saibro do 500 de Stuttgart, em 2017. Em três duelos contra Bia, ganhou os dois primeiros lá em 2013 e foi superada na altitude de Bogotá, em 2019.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Maria por sua vez ocupa o 66º posto, abaixo do 42º do começo deste ano, e é duas vezes campeã no saibro e altitude de Bogotá. Nas duas partidas contra Pigossi, venceu ambas em três sets, na final de Bogotá de 2022 e na BJK Cup do ano passado.

Brasil x Alemanha é um dos oito duelos do qualificatório deste final de semana, que dá vaga na fase decisiva da competição, chamada de Finals. Os oito vencedores se juntarão aos quatro países previamente classificados para a final: o atual campeão Canadá, a atual vice Itália, a convidada Espanha e a convidada República Tcheca.

Quem perder neste fim de semana, disputará a repescagem em novembro, que agrupa também os oito vencedores dos grupos zonais.

15 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás

Estranho a Alemanha não colocar a kerber para jogar as simples.

Bricio Cunha Fagundes
Bricio Cunha Fagundes
1 mês atrás
Responder para  João Sawao ando

Também me surpreendeu. Provavelmente não está 100% e será usada só em caso de necessidade, contra a Pigossi, no segundo dia

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás

Pressão total na Bia pra esse primeiro jogo. Se perder, é provável que o 1o dia termine 2 a 0 contra. A adversária é encardida, gosta do saibro, jogou bem em Bogotá no último torneio (perdeu no detalhe pra Bouskova) e varia muito o jogo (impõe dificuldade para o estilo da Bia). Dito isso, se jogar nível Roland Garros 2023, faz 1 a 0 Brasil e sobe a moral da Pigossi para a 2a partida.

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás
Responder para  Eduardo

Perigoso e exaustivo mentalmente ela jogar todas as partidas do confronto. Tenho minhas dúvidas se vai rolar…

Cabelão de Boneca 2024
Cabelão de Boneca 2024
1 mês atrás
Responder para  Eduardo

“A pressão é um privilégio – só vem para aqueles que a conquistam” .Quanto melhor a performance, maior a pressão, e apenas o fato de estar próximo ao topo e em posição de conquistar o prêmio máximo é um privilégio não concedido a muitos.

Elmar
Elmar
1 mês atrás

Boa tarde. Será transmitido via tv?

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Só para assinantes? Ou aberto ao público?

NFdS
NFdS
1 mês atrás

Também estou surpreso com a ausência da Kerber nas simples!
Será que pensam que ganham sem ela?
Sei não, mas acho que surgiu uma luz no fim do túnel pra nós. As duas alemãs são ganháveis (pensando na Bia) e a Laurinha pode ter alguma chance, dependendo das condições da quadra, torcida etc.
Vqv, Brasil! Sem Kerber dá…

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás
Responder para  NFdS

Olha… a decisão alemã pela Siegmund faz sentido, vem com muito ritmo de jogo, gosta do piso e tem um estilo bem complicado pra Bia, com muita variação. Vai ser duro pra Bia, ainda mais com toda a pressão em cima. Kerber fica descansadinha pra entrar no 2o dia.

André Borges
André Borges
1 mês atrás

Hoje temos um time que tem condições de fazer 3×2 em qualquer outro time. Depende lógico da Bia estar em seu melhor e a Luisa e a parceira estarem entrosadas. E de quabra ainda podemos contar com alguma supresa que a Laura apronte.

O realista
O realista
1 mês atrás

Acho que ficou bem equilibrado. Não consigo ver favoritismo de alguma equipe.

André Aguiar
André Aguiar
1 mês atrás
Responder para  O realista

Discordo. Nesses confrontos previstos, ganharemos com folga. Se der a lógica e sairmos ganhando de 2×0 hoje, acho que amanhã elas virão com a Kerber na simples e a Siegemund na dupla, o que pode equilibrar, mas não o suficiente para impedir uma vitória nossa por 3×2.

Carlos M.
Carlos M.
1 mês atrás

Sem surpresa a ausência de Kerber, por dois motivos. Aos 36 anos, aceitou a convocação porque quer ir aos Jogos Olímpicos de Paris, e uma das exigências é cumprir um ciclo de torneios que inclui a BJK Cup.
Chegando aqui deu entrevista preocupada com o fuso e o cansaço, pois está inscrita no WTA 500 de Stuttigard, que começa no dia 15.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE