PLACAR

Bia tem estreia acessível em Miami e pode rever Boulter

Foto: Jimmie48/WTA

Miami (EUA) – O sorteio da chave do WTA 1000 de Miami ofereceu uma estreia acessível para a paulista Beatriz Haddad Maia. Cabeça 11 do torneio, a número 1 do Brasil folgará na primeira rodada e enfrentará na segunda fase a vencedora do duelo entre a romena Jaqueline Cristian, 82ª colocada no ranking, e a francesa Diane Parry, 54ª do mundo.

As duas adversárias são velhas conhecidas de Bia, que venceu Cristian de virada na segunda rodada de Wimbledon no ano passado e perdeu os dois confrontos anteriores diante de Parry em eventos da série 125 na temporada 2021, em Buenos Aires e Santiago.

Caso avance à terceira rodada, Bia pode reencontrar a britânica Katie Boulter, sua algoz nas oitavas de San Diego há três semanas. Já em um possível confronto de oitavas de final, as duas principais postulantes são a chinesa Qinwen Zheng, sétima cabeça de chave, e a bielorrussa Victoria Azarenka, 27ª pré-inscrita.

+ Veja como ficou a chave do WTA 1000 de Miami

Bia será a única brasileira na chave de simples feminina, já que Laura Pigossi acabou eliminada na estreia do qualificatório neste domingo pela norte-americana Taylor Townsend, com um duplo 6/4.

Leia mais: 

Iga tem chave favorável, mas pode reencontrar Noskova

Sabalenka tem Halep e Wozniacki no caminho em Miami

20 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Leandro Meneoli
Leandro Meneoli
30 dias atrás

Acessível….. para mim 50/50 com qualquer uma…. tem que entrar concentrada e com confiança, senão já sabe…..

Vanessa
Vanessa
30 dias atrás
Responder para  Leandro Meneoli

50% de chance é o que torna acessível e não “tranquilo/fácil”…

Leandro Meneoli
Leandro Meneoli
30 dias atrás
Responder para  Vanessa

Mas acessível significa ter acesso com facilidade!!! pode buscar no dicionário….. Não acho a palavra correta para nenhuma adversária nesse nível, principalmente na fase atual da Bia… mas é POSSÍVEL, e torceremos para isso!!!

Paulo Mala
Paulo Mala
30 dias atrás

A fase não é nada boa… mesmo acessível, não apostaria que vença.

Paulo A.
Paulo A.
30 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Estou com zero expectativa sobre a Bia. Na fase em que se encontra, está difícil torcer por ela. Melhor aguardar e torcer silenciosamente…

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
30 dias atrás

Não é muito bom enfrentar uma adversária que já ganhou 2 jogos dela. Quase nenhuma adversária é fácil para a Bia ! Mas lógico que o sorteio foi generoso, podia pegar uma pedreira maior

Blumenau
Blumenau
30 dias atrás

Tá difícil apostar na Bia, só tem dado decepção.

Astério Silva
Astério Silva
29 dias atrás
Responder para  Blumenau

Sim ! Ela é 13a do mundo porque a WTA gosta dela….

Scott
Scott
30 dias atrás

Acessível ou não, a estreia da Bia sempre será completamente imprevisível.

Márcio
Márcio
30 dias atrás

Bia favorita, joga mais que qualquer uma das duas adversárias e, portanto, deve impor seu jogo.

Adalberto
Adalberto
30 dias atrás

Beatriz, ah Beatriz…
Nossa maior Top nos últimos 50anos, que tanto amamos e torcemos, anda uma caixinha de surpresa…
Mas parece que toda(o)s tenistas passam por isso…
Carlitos que o diga… depois de 8 meses deu as cara em IW!
Então, continuamos acreditando que a Bia vai ter uma semana mágica como em Zuhai, no Elite!
Tênis ela tem!
Então, continuamos na torcida!
VQV Bia!

Matheus Fernandes de Barros
Matheus Fernandes de Barros
30 dias atrás

Acessível onde? Kkkkkkkkk só se for a Cristian, o que duvido.
Vai pegar a Parry que acabou de fazer quarta rodada e por pouco não eliminou a vice-campeã.

Gilberto Souza
Gilberto Souza
30 dias atrás

Para mim, infelizmente, mais uma derrota na estreia. Tomara que eu esteja enganado. Sou repetitivo, a Bia, atualmente, precisa de um bom psicólogo, caso contrário vai despencar.

Rodrigo Soares
Rodrigo Soares
30 dias atrás
Responder para  Gilberto Souza

Na verdade de técnico, precisa fazer igual Sakkari, ela tem potencial e altura para fazer bem mais, pq o saque da Bia ta um horror de fraco.

Rodrigo Soares
Rodrigo Soares
30 dias atrás

Acessível só se não for a Parry, que vem jogando bem. Mas vamos que vamos, se perder logo na estreia precisa tomar medidas pq a fase não é boa.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
29 dias atrás

Esse título da matéria me dá até um jeito ruim! Na atual fase da Beatriz não tem jogo acessível! É pézinho no chão ao extremo!

Haroldo Guimaraes
Haroldo Guimaraes
29 dias atrás

Temo que ficar precavidos na torcida, sim temos, os ares ainda nao estao bons pra Bia em 2024, sim nao estao. Agora despencar no ranking como alguns dizem, ainda esta longe disso, e gostaria de saber o que eh despencar: top 50, top 80, top100, top 200… teria que ir muito mal este ano. E nao acredito nisso

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
29 dias atrás

Se for comparar os últimos jogos da Bia com os das jogadoras entre top 11 e top 30 que avançaram mais nos últimos torneios (Kostyuk, Paolini, Boulter e Pavlyuchenkova), na minha opinião a diferença está na ousadia. Em alguns momentos dos jogos eu vejo a Bia com medo de arriscar, ao invés de jogar a bola onde a adversária não está, prefere jogar mais no centro da quadra pra não se arriscar e aí, na troca de bolas, quando a adversária se equilibra, joga a bola fora do alcance da Bia, e aí a confiança da nossa nº 1 vai diminuindo, a da adversária vai aumentando e a situação se complica. Então, acho que o problema maior da Bia atualmente está na parte mental, controlar as emoções pra conseguir resistir às pressões e ser mais ousada, ter menos medo de arriscar.

Rogério Maceió
Rogério Maceió
29 dias atrás

Impressionante a má vontade de alguns com a Bia, por mais que ela traga bons resultados ela tem uma cobrança desumana as vezes, mas segue o jogo, ela cada vez mais marcando seu nome no circuito do tênis e esses “entendedores” soltando o veneno dos próprios fracassos….eita vida.

Astério Silva
Astério Silva
29 dias atrás
Responder para  Rogério Maceió

Concordo 100%. Tem gente que acha que a Bia é 13 do MUNDO porque a WTA gosta muito dela… kkk

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE