PLACAR

Bia supera a estreia em Indian Wells e se recupera no circuito

Foto: Jimmie48/WTA

Indian Wells (EUA) – Em sua estreia no WTA 1000 de Indian Wells, Beatriz Haddad Maia conseguiu uma importante vitória e encerrou uma sequência de eliminações precoces das últimas semanas. Mesmo sendo bastante exigida na noite desta sexta-feira, a número 1 do Brasil e 13ª do mundo superou a eslovaca vinda do quali Rebecca Sramkova, 127ª colocada, por 7/5 e 6/2 em 1h55 de partida.

Bia vinha de três derrotas seguidas em estreias, nos WTA 1000 de Doha e Dubai e também no 500 de San Diego, sendo que as duas últimas foram de virada e para tenistas que terminaram as semanas como campeãs, a italiana Jasmine Paolini e a britânica Katie Boulter. A paulistana de 27 anos tem agora 7 vitórias e 7 derrotas na temporada, com destaque para a semifinal em Abu Dhabi.

Esta é a quinta participação de Bia na chave principal de Indian Wells. Cabeça 12 do torneio, ela entrou direto na segunda rodada e, com uma vitória, já iguala a campanha do ano passado. Seu melhor resultado na Califórnia foi em 2021, quando ela saiu do quali e foi até as oitavas de final, com direito a uma vitória sobre a então número 3 do mundo Karolina Pliskova. Na época, a brasileira era apenas a 115ª do ranking.

A adversária de Bia no próximo domingo será a russa Anastasia Pavlyuchenkova, 24ª do ranking e que tem duas vitórias recentes sobre a brasileira, no fim do ano passado em Hong Kong e em janeiro deste ano em Adelaide. Pavlyuchenkova está com 32 anos, já foi número 11 do mundo e finalista de Roland Garros em 2021. A russa estreou com vitória por 6/3 e 6/1 sobre a espanhola Nuria Parrizas Diaz.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Apesar de ter feito duas duplas faltas no game de abertura e de ter enfrentado break-points em seus dois primeiros games de serviço, Bia conseguiu confirmar os serviços e ainda quebrou uma vez para sair vencendo por 4/1. Mas quando liderava por 4/2, a brasileira voltou a passar por oscilações em seu serviço e não evitou que a rival devolvesse a quebra.

O difícil primeiro set da partida teve 1h10 de duração e a brasileira enfrentou break-points em quatro games distintos. Uma dessas chances foi quando o placar estava empatado por 5/5. Bia sustentou um longo rali do fundo de quadra, conseguiu se defender bem, até que a rival cometesse um erro com o backhand. No game seguinte, voltou a ameaçar o serviço da eslovaca e só fechou a parcial em sua quarta oportunidade.

Em vantagem no placar, Bia conseguiu ser mais agressiva em quadra no segundo set. Ela tinha maior iniciativa dos pontos e conseguia mexer a adversária do fundo de quadra, tirando a eslovaca de posições confortáveis. Apesar de ter sofrido uma quebra no início do set, Bia logo buscou o empate e passou a colocar pressão constante sobre os games de saque da rival, conseguindo duas novas quebras e vencendo cinco games seguidos.

30 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Guilherme
Guilherme
1 mês atrás

A Bia parece ainda não está 100% confiante, demorou para engrenar na partida.

O realista
O realista
1 mês atrás
Responder para  Guilherme

Normal. A Bia de sempre é aos trancos e barrancos e geralmente é em 3 sets. Ontem pegou uma mais fraca e deu para vencer em 2

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás
Responder para  O realista

Belo raciocínio.

Rogério Maceió
Rogério Maceió
1 mês atrás

Boa Bia precisava muito dessa vitória, tomara seja sinal de grande campanha, é hora de derrubar fantasmas.

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás

Olha o nível de adversária era mto baixo(em se tratando de um R2 de Masters 1000) e, ainda sim, a Bia teve muitas dificuldades pra se impor durante uns 3/4 do jogo..

Se n elevar mtooo o nível deve cair pra Pavluchenkova sem maiores dramas na próxima rodada..

Fernando Romero
Fernando Romero
1 mês atrás

A loirinha é meio cover da Haddad Maia. Muita pancada do fundo de quadra. Mas leva vantagem nas caras e bocas. Tem jogo de ranking 150 mas tem pose de top 10.

Edson Peres
Edson Peres
1 mês atrás

O 1º set foi bem instável para ambas as tenistas (principalmente para a Bia, a favorita para o jogo). No 2º set, a Bia mandou e não deu chances. Vitória importante, para buscar ganhar ritmo, mas a Bia precisa ser mais consistente, pra não dar sopa pro azar. É importante. Sorte pra ela na sequência.

Pedro
Pedro
1 mês atrás

Na boa, não consigo entender uma canhota desse tamanho com um saque tão medíocre.
Será que é tão difícil melhorar esse saque? Faz tempo que reclamo. Tem decidido jogos contra ela.

NFdS
NFdS
1 mês atrás
Responder para  Pedro

Seria interessante o Dalcim comentar sobre isso, pois parece que ela fez uma cirurgia no ombro esquerdo, o que dificulta aprimorar o serviço, não sei se é isso mesmo …

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  NFdS

Sim, já abordei esse aspecto antes, xará. Realmente houve essa cirurgia, mas nunca falaram abertamente sobre limitações. Eu particularmente acredito nisso.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

A Pavlyuchenkova está em boa fase, vem jogando bem e fazendo boas campanhas nos últimos torneios. Além disso, deve vir com confiança porque ganhou duas vezes da Bia recentemente, ambas as vezes com autoridade. Então, se quiser ter chances, a Bia terá que elevar o nível do seu jogo e ser forte mentalmente. Vamos ver o que acontece. Força, Bia!

Ranalfo Maia
Ranalfo Maia
1 mês atrás

Este é o caminho: ganhar o primeiro set e manter ou aumentar a intensidade no segundo set! Respeite a adversária e vá pra cima! Você pode

Haroldo Guimaraes
Haroldo Guimaraes
1 mês atrás

Parabens Bia, vamos continuar na luta. O que esta faltando na Bia e um 1o saque mais ofensivo, parece que o saque dela ficou fraco e previsivel… vai ter mais trabalho se continuar assim.

Camila
Camila
1 mês atrás

O nível da adversária era baixo, o teste pra ver se a Bia está realmente bem vai ser no próximo jogo.

José
José
1 mês atrás

As duas proporcionaram um jogo muito feio parecendo pelada de várzea. Bia tem que controlar mais as emoções, parece principiante, se continuar assim cai na próxima.
Continua com erros infantis, poderia gritar menos e jogar mais, tenho a impressão que esse treinador tem um domínio mental muito grande na jogadora, parece mais preocupada em agradar o chefe do que ganhar jogos.
Vai ter que melhorar muito, tem muito potencial mas tem que melhorar seu jogo, ser mais inteligente na hora de mudar o estilo, parece um robozinho previsível.

Camila
Camila
1 mês atrás
Responder para  José

Exatamente, parece que ela foca mais no técnico do que no jogo, se acerta olha pro técnico , se erra olha pro técnico. Deveria se concentrar mais no jogo.

André
André
1 mês atrás

Vitória importantíssima. Mesmo com toda oscilação e falta de ritmo, Bia precisava era afastar a Zika. A adversária era fraca, mas tinha bons golpes nas linhas. Quando Bia foi quebrada no segundo set parecia um filme se repetindo, mas logo ela reagiu. Boa sorte na próxima rodada, chance de quebrar uma escrita contra a Pavlyuchenkova…

Jorge Luiz
1 mês atrás

Parabéns Bia orgulho do Brasil

Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás

Finalmente saiu do momento ruim Precisou vir uma top127 para a reabilitação
Será que engrena agora?

CARLOS DA SILVA SEIXAS LIMA
CARLOS DA SILVA SEIXAS LIMA
1 mês atrás

Esta dificil ver o jogo da Bia, só joga no meio. Tem dificuldade de angular. Se continuar conservadora vai continuar perdendo

Hugo
Hugo
1 mês atrás

Jogo da Bia não encaixa com o da Palunchekova e ainda mais jogando nível abaixo. Não sei se não está 100% fisicamente.

Antônio Luiz Júnior
Antônio Luiz Júnior
1 mês atrás

A vitória foi muito importante para recuperar a confiança, mas a atuação, principalmente no primeiro set, deixou muito a desejar. Bia tem uma dificuldade impressionante para se impor, quando joga como favorita. Não tem como mudar a maneira de jogar a essa altura do campeonato. Tem um jogo muito previsível, e com vários buracos. O saque continua sendo seu ponto fraco, nenhum único ace em toda a partida e 05 duplas faltas. Com a altura que tem, era para fazer bem melhor numa quadra rápida. Mas, é o que temos, vamos continuar torcendo. A próxima rodada será bem mais difícil.

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Antônio Luiz Júnior

Eu concordo q aprender graaandes variações ou melhorar horrores a mobilidade nessa altura do campeonato realmente é muito complicado.

Mas, evoluir esse saque(q é simplesmente pífio pra uma jogadora da envergadura dela) é sim btt exequível(é tem ene exemplos no circuito pra comprovar). Só isso já resolveria uma boa parte dos problemas dela..

Roberto
Roberto
1 mês atrás

Continuo achando que a Bia deva trocar a equipe técnica, ela precisa ousar mais e trazer pra equipe um treinador de saques.

João
João
1 mês atrás

Bia é alta, esguia, físico perfeito para o tênis, no entanto muito insegura, erra muito o saque, parece sempre nervosa, tensa, instável. A checa muito fraca. Jogo muito feio das duas.

Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás
Responder para  João

Assino embaixo de tudo.

Guilherme ES Ribeiro
Guilherme ES Ribeiro
1 mês atrás

Venceu. Mas ainda não parece estar solta e confiante. Próxima rodada bem difícil. Terá que elevar bem o nível se quiser avançar

José Américo
José Américo
1 mês atrás

A Bia é uma campeã.

Nathan
Nathan
1 mês atrás

Morrendo pra ganhar de uma mina que n é nem top 100 kkkkkk, próxima rodada vai tomar um atropelo, n vão nem anotar a placa!

Francisco
Francisco
1 mês atrás

Eu acho que a Bia é zebra contra a Pavlyuchenkova. Na torcida para que a Bia avance, mas a russa é carne de pescoço e a fase da Bia não ajuda em nada. A ver…

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE