PLACAR

Bia leva virada de Swiatek e se despede de Madri nas quartas

Foto: Jimmie48/WTA

Madri (Espanha) – Pela terceira vez disputando as quartas de final de um WTA 1000, a paulista Beatriz Haddad Maia não conseguiu ir além em Madri. Nesta terça-feira, ela teve pela frente a polonesa Iga Swiatek, que saiu atrás no placar, mas fez valer a condição de número 1 do mundo e buscou a virada, fechando o jogo com parciais de 4/6, 6/0 e 6/2, após 2h30 de disputa.

Esta foi a quarta vez que as duas mediram forças no circuito e Iga levou a melhor pela terceira vez. Bia venceu o primeiro confronto entre elas, pelas oitavas de final de Toronto, em 2022, mas perdeu os três seguintes. Além deste agora em Madri, ela também foi superada na semi de Roland Garros, no ano passado, e na United Cup, nesta temporada.

Ao alcançar as quartas no saibro madrilenho, Bia deve ganhar uma posição no ranking, subindo de volta para o 13º lugar. A única que pode evitar isso e deixá-la na 14ª colocação é a norte-americana Madison Keys, mas apenas se for campeã do torneio.

Com a vitória sobre a número 1 do Brasil, Swiatek garantiu sua 15ª semifinal em nível WTA 1000, maior número para uma jogadora abaixo dos 23 anos. Ela espera agora pela vencedora do duelo entre a tunisiana Ons Jabeur, oitava favorita, e da cabeça de chave 18 Madison Keys, podendo ajudar Bia no ranking caso a norte-americana avance na competição.

Bia sai atrás, mas vence 1º set

Com a estratégia de tentar ser mais agressiva, para dar um pouco menos de ritmo a Swiatek, a brasileira correu mais riscos, mas fez um primeiro set bastante equilibrado. Bia também mostrou resiliência nos momentos de pressão, saindo duas vezes de 0-40 para confirmar o serviço, a primeira delas logo no segundo game. Em seguida, ela teve sua primeira chance de quebra, mas a polonesa fechou a porta com um saque aberto de quique alto.

No quarto game, a paulista foi quebrada de zero, mas seguiu batalhando e agredindo a número 1 do mundo, que em seguida teve que salvar mais um break-point, apostando na combinação entre saque e primeira bola, com backhand na paralela. Bia manteve o foco e no sétimo enfim bateu o saque da rival, empatando por 4/4 na sequência, quando mais uma vez saiu de 0-40 e venceu o game, que foi o mais disputado de toda a parcial.

O momento da partida foi então para as mãos de Bia, que aproveitou a oscilação da polonesa, errando um pouco mais do que de costume, para conseguir uma quebra fundamental no nono game, aproveitando o segundo break-point que teve, que veio em uma dupla falta de Iga. Na sequência, a canhota paulista confirmou o serviço e fechou o set depois de 58 minutos de disputa.

Recuperação de número 1 do mundo

Depois de perder um set pela primeira vez no torneio, tendo cedido só oito games até então, Iga voltou mais concentrada para a segunda parcial, esticou um pouco mais os pontos e freou o ímpeto da brasileira. A líder do ranking cortou os erros e passou a dominar as ações. Sacando melhor, ela perdeu só um ponto com o serviço e se soltou nas devoluções, anotou três quebras seguidas e aplicou um “pneu”.

Iga manteve o embalo e chegou a vencer oito games seguidos, abrindo 2/0 no terceiro set, mas Bia aproveitou que estava do lado do seu box, ouviu conselhos e conseguiu  devolver a quebra em seguida Contudo, o momento era da polonesa, que foi muito firme depois de perder o primeiro set, reduziu os erros ao mínimo e voltou a bater o saque da adversária, para abrir 4/1 logo depois.

Jogando demais, a número 1 do mundo deixou escapar um break-point no sexto game, mas converteu nova quebra no oitavo e assim selou sua vitória. Terminando a partida em alta, Swiatek teve 63% de aproveitamento com o saque, enquanto Bia, que perdeu um pouco de rendimento, principalmente na segunda parcial, venceu 46% dos pontos com o serviço. A polonesa liderou a estatística de winners da partida por 21 a 13 e cometeu 27 erros não-forçados contra 38 da brasileira. A tricampeã de Roland Garros criou 18 break-points e conseguiu sete quebras, enquanto Bia quebrou três vezes o serviço da rival nesta terça-feira.

 

98 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Guilherme Alcantara
Guilherme Alcantara
28 dias atrás

A virada no primeiro set foi sensacional. Depois a Iga entrou no jogo de novo e passou o carro. Ela está muito acima das outras, talvez a Rybakina pra tentar fazer frente.
Tenho a impressão de que a Bia poderia ter um saque muito mais agressivo pela envergadura que tem.
Algo parecido com a Sabalenka

Fernando Romero
Fernando Romero
28 dias atrás
Responder para  Guilherme Alcantara

Deu a lógica. Valeu pela virada sensacional no primeiro set. Mas ganhar da polonesa dada a grande diferença do nível de jogo das duas é dificílimo. Na idade da Haddad Maia não dá mais para melhorar as deficiências técnicas dela: saque, voleio, slice e movimentação. Então é trabalhar com o mental e com a estratégia. Mental com psicologo: 1) descobrir e corrigir a pane mental dela ao jogar break point s favor; ela só consguiu a quebra pra fechar o primeiro set devido a dupla falta da swiatek. 2) bloquear esse cacoetes de ficar rindo dos proprios erros; coisa mais ridícula. Estratégico com o Paciaroni: 1) somente uma subida a rede por jogo (pra cumprimentar o adversário no fim). Drop shot permitido somente em treinos. No jogo só depois que aprender bem treinando. E vamos em frente que ainda tem muito saibro pra ser jogado.

Guilherme
Guilherme
27 dias atrás
Responder para  Fernando Romero

Caramba!!! Só faltou uma coisa: chamar vc pra ser o COACH dela

Belarmino Jr
Belarmino Jr
27 dias atrás
Responder para  Fernando Romero

Como assim não dá mais pra melhorar na idade dela?! Novak melhorou muito seu saque, voleio e smash depois dos trinta… Federer melhorou muito seu backhand depois dos 30… Há vários exemplos.

Carlos Roberto Gomes
Carlos Roberto Gomes
27 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Apenas trocando toda a sua equipe!

Vitor
Vitor
27 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

O amigo acha que só pq dois dos três maiores jogadores de todos os tempos melhoraram nessa idade, a limitadíssima Haddad vai conseguir.
Totalmente desconectado da realidade.

Luiz Fernandes
Luiz Fernandes
27 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Até concordo que dá pra melhorar, só que os exemplos que você citou são fenômenos, mas da pra melhorar um pouco.

marcos
marcos
27 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Novak só conseguiu dar slice depois trinta …

Fernando Romero
Fernando Romero
27 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Meu amigo Belarmino Jr, nao se pode comparar genios como Federer e Djoko com bons tenistas comuns. A melhora deles que voce cita referem-se a golpes que já eram quase perfeitos. Afinal, o Djoko nunca teve um daque e voleio sofriveis. O backhsnd do Federer sempre foi bom, apesar de “fora de moda ” como dizem os jovens. Na minha terra, existe o jargão que “burro velho não aprende”. No tenis existem qualidades natas que não dependem de treinamento para aprende-las. Ninguém ensinou voleio pro Thomas Koch, ninguém disse pro Júlio Góes como ele deveria aplicar aquele slice. Ninguém ensinou o Kirmair a ser extremamente veloz na quadra. A Haddad Maia tem jogo pra ficar entre 10 e 30 no ranking, desde que ela use os golpes e jogadas que são naturais para ela, ou seja golpes sólidos do fundo da quadra. Está jogada que ela cansou de repetir hoje: rebater no meio da quadra da adversária e ir pra frente, resultou em várias passadas com ela parada no mata burro. Quando ela conseguiu volear, parou na rede ou pos a bola fora. Mas vamos continuar na torcida. Roma vem aí. Espero que sem os drop shots infrutiferos e subidas a rede meis boca.

Carlos Roberto Gomes
Carlos Roberto Gomes
27 dias atrás
Responder para  Fernando Romero

Perfeito suas colocações!

Adalberto
Adalberto
27 dias atrás
Responder para  Guilherme Alcantara

Sobre o saque, a Patrícia Medrado foi clara:
“Bia precisa reencontrar o saque, avalia Medrado”
https://tenisbrasil.uol.com.br/bia-precisa-reencontrar-o-saque-avalia-medrado.html
É incompreensível, 1,85m…
Será que vai ter de treinar com a Nahuany Silva, de 13 anos?
Mas ainda é a nossa #1.
Sem ela é o deserto…
VQV Bia! Roma é logo ali…

Carlos Roberto Gomes
Carlos Roberto Gomes
27 dias atrás
Responder para  Guilherme Alcantara

Concordo com seu posicionamento, a Bia poderia ter um saque muito mais agressivo pela envergadura que tem e ainda por ver canhota!

Arthur
Arthur
28 dias atrás

A Bia chora muito durante o jogo, tem que parar com isso, até o técnico dela nesse jogo flw pra ela parar de chorar

Rockton
Rockton
28 dias atrás
Responder para  Arthur

Isso é mental fraco.

Luiz Fernandes
Luiz Fernandes
27 dias atrás
Responder para  Arthur

E as vezes erra e fica rindo, estranho isso.

Davi silva
Davi silva
28 dias atrás

Esse jogo me lembrou o do Bellucci na semi de 2011 diante do Djoko, começou arrasadora, mas parece que acabou a pilha no segundo set, inexplicável essa queda tão acentuada de atuação.

Paulo Mala
Paulo Mala
28 dias atrás
Responder para  Davi silva

Não é que acabou a pilha. A Swiatek entendeu o que tinha de fazer e mudou sua forma de jogar que complicou para a Bia

André Borges
André Borges
28 dias atrás
Responder para  Davi silva

Não é queda, tem um/a numero 1 do mundo do outro lado né? Não fica igual um tonto/a olhando e sim resolve a situação, por isso é numero 1.

Beto_poa
Beto_poa
27 dias atrás
Responder para  Davi silva

acho q quem começou arrasadora foi a Iga que depois perdeu o foco na metade do primeiro set, mas isso nao durou muito e se recuperou à partir do segundo.

André
André
27 dias atrás
Responder para  Davi silva

Bellucci contra o Djoko não teve nada de surpreendente. O brasileiro venceu bem o primeiro set, depois o sérvio subiu o nível físico e tecnicamente, daí o Thomaz não resistiu.

Luis Ricardo
Luis Ricardo
27 dias atrás
Responder para  André

uai….foi a mesma coisa entre a Bia e a Swiateck , a unica diferencia é que elas são mulheres e os outros são H ..

Fernando Venezian
Fernando Venezian
28 dias atrás

A diferença da Swiatek é que ela mantém a consistência durante todo jogo! É preciso ter um aproveitamento alto de primeiro saque contra ela. Nesse quesito a Beatriz é ruim

Thiago Silva
Thiago Silva
28 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

O serviço dela é de Top 200.

Ricardo
Ricardo
28 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

A Bia ameaçava a Iga muito mais na devolução do que quando estava sacando. Assim, dificilmente conseguirá vencer as top 5. E além de tudo ela tem a vantagem de ser canhota, mas, infelizmente, não consegue explorar o saque aberto com eficiência como muitos outros canhotos.

Flávio
Flávio
27 dias atrás
Responder para  Ricardo

Que jogo feio o da Iga, a jogadora de ping-pong é mais do mesmo porque ela não joga tênis e sim ping-pong porque é só pancadaria. kkk

Gomez
Gomez
27 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Bia ajudou a Iga a voltar pro jogo, praticamente entregando o segundo set, com muitos erros não forçados e sem ameaçar o saque da polonesa. Com isso, a número 1 entrou no terceiro set com muito mais confiança e com a batida bem calibrada.

Carolina
Carolina
27 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

A própria Iga disse isso dias atrás que a diferença dela e Aryna para as outras e a consistência

Rockton
Rockton
28 dias atrás

Conseguiu ganhar um set da Swiatek. Acho que para a Bia isso já é muita coisa.

Grau
Grau
28 dias atrás
Responder para  Rockton

Se pegar o histórico recente da Swiatek vai perceber que isso é muita coisa para qualquer tenista

Rodrigo W
Rodrigo W
27 dias atrás
Responder para  Grau

Ribakyna pensa diferente

O realista
O realista
27 dias atrás
Responder para  Rockton

Não acho que ela ou nós devemos ficar romantizando o jogar duro mas perder.

Guilherme
Guilherme
27 dias atrás
Responder para  Rockton

Ela já havia ganho da Iga inclusive… entao nao é mt coisa…

O realista
O realista
28 dias atrás

A Swiatek entrou querendo fazer seu jogo atropelador, mas não estava muito calibrada. Voltou ao segundo set com golpes mais pacientes e atropelou.
A Bia sai com uma certa confiança, o problema disso é pegar em Roma uma jogadora fraca e acabar sucumbindo na pressão de fazer uma campanha como Madri.

Claudio Marçal
Claudio Marçal
28 dias atrás

Talvez a reflexão que deva ficar na cabeça da Bia e de seu técnico seja o que fazer pra melhorar o saque! Independente do fato de estar jogando contra a número um, Bia foi quebrada várias vezes hoje e o jogo terminou exatamente com seu saque sendo quebrado…

Thiago Silva
Thiago Silva
28 dias atrás

O nível da Bia é muito abaixo dessas jogadoras do Top 5, ainda conseguiu por milagre virar o primeiro set.

André Aguiar
André Aguiar
27 dias atrás
Responder para  Thiago Silva

Mas ela já ganhou uma vez da n°1 (Swiatek), duas vezes da n°4 (Rybakina) e quatro vezes da atual n°6 (Sakkari), sendo que em duas delas, a grega era top 5.

João Sawao ando
João Sawao ando
28 dias atrás

Vamos para o próximo torneio Bia

Glauco Antonio Lima
Glauco Antonio Lima
28 dias atrás

Que passeio que foi o segundo set e também o terceiro,chegou a irritar de ver.

Edson
Edson
28 dias atrás

Doce ilusão…..

Guilherme
Guilherme
27 dias atrás
Responder para  Edson

Nao tem nada de ilusao…. Bia jogou contra a melhor jogadora do mundo… simples assim

Gegê
Gegê
28 dias atrás

Bia deveria ter entrado no segundo set como se fosse o terceiro, aproveitando a queda de confiança da Iga para tentar uma quebra nos primeiros games e liderar o set.

Porém, parece que mal conseguia acreditar ter vencido 5 games seguidos da número 1 e acabou relaxando demais, o que lhe custou a partida.

Mais uma lição amarga. Tomara que aprenda alguma coisa.

Rodrigo Soares
Rodrigo Soares
28 dias atrás

Swiatek é chata demais rs.. ela ta em todas e pressiona o tempo todo. Única que não entra nesse jogo dela é Rynakina.

Paulo Mala
Paulo Mala
27 dias atrás
Responder para  Rodrigo Soares

A Sabalenka e a Ostapenko também não.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
27 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Sabalenka nunca perdeu para Ostapenko. Mas em NOVE perdeu SEIS para Iga …rs. Abs!

Marcelo
Marcelo
27 dias atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Perdeu bem perdido. É outro nível… rs. Abs!

Paulo Mala
Paulo Mala
27 dias atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

A Sabalenka está equilibrando com ela, eu não quis dizer que ela tem vantagem sobre ela. A Sabalenka de hoje é outra jogadora em relação a que apanhou bastante da Swiatek nos primeiros confrontos.

Vanessa
Vanessa
27 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

A Sabalenka já levou cada sacode da Swiatek, viu rs…

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
27 dias atrás
Responder para  Rodrigo Soares

Exato. Na única FINAL que fizeram no WTA 1000 de Doha 2024 , Rybakina perdeu pra Swiatek em Sets diretos. Ainda vence no h2h por 4 x 2 , mas dois anos mais velha , tem menos da metade de conquistas da N 1. Abs!

Walter
Walter
28 dias atrás

Jogou muito, mas a Iga está em outro patamar. Não é a toa que é a número 1.

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
27 dias atrás

Resultado normal. Quando a Iga entendeu que precisava trocar mais bolas e ter calma, o resultado veio tranquilo, atropelo.

Gomez
Gomez
27 dias atrás
Responder para  DENNIS SILVA

Não foi nada disso. A brasileira foi superior na segunda metade do primeiro set tanto em pontos curtos quanto em ralis mais longos.

Só que resolveu descansar no segundo set…

YAN
YAN
27 dias atrás

Alguém sabe me explicar por quê a Beatriz fica se olhando toda hora no telão do estádio ? É só vaidade ou ela tem algum tipo de toc ou algo do tipo ? Isso me incomoda muito nela, passa a impressão de estar mais preocupada com a aparência do que com o jogo de tênis em si.

Última edição 27 dias atrás by YAN
LuizStipp92
LuizStipp92
27 dias atrás

Quartas de final de Masters 1000 não é pra qualquer um. Iga segue implacável no saibro, muito difícil ganhar dela. É muito favorita ao tetra em Roland Garros. Acho que o que falta no jogo da Bia é um saque que faça mais estrago, ela tem o biotipo para isso, mas não consegue executar.

Andrade
Andrade
27 dias atrás

Não tive oportunidade de assisti a partida, mas o placar foi estranho, venceu o 1 set e depois foi complementamente dominada. Pelo que eu entendi da reportagem foi mérito de Iga que elevou o nível.

André Barcellos
André Barcellos
27 dias atrás
Responder para  Andrade

Iga melhorou absurdamente. Estava dando raiva. Mas Bia cooperou com ela também. QUando a brasileira conseguia voltar ao nível do primeiro set, a polonesa jogava melhor ainda.

Marcelo
Marcelo
27 dias atrás

Olha, achei que a Bia fez uma partida muito digna e buscou seu máximo, vencendo brilhantemente o primeiro set… a pausa da Iga na passagem do primeiro para o segundo set fez toda a diferença, pois ela recuperou o foco perdido e jogou como líder do ranking que ela é… mesmo tendo uma leve queda de consistência, Bia buscou grandes jogadas, e não se pode afirmar que ela esteve mal a ponto de perder oito games seguidos, ela vendeu muito caro as quebras de saque, Iga é excepcional na leitura de jogo e sabe se antecipar bem a diversos ataques adversários… vai com tudo em busca de mais um título para sua brilhante carreira…
Para a Bia, os merecidos aplausos e toda força para defender os pontos dos próximos torneios e continuar como uma das 15 melhores tenistas do mundo, o que é uma grande alegria ao Brasil!

Gleidson
Gleidson
27 dias atrás

O importante que fez um bom torneio! Com a Iga, não pode relaxar e o pior de tudo tem que ser agressiva sempre. O saque da Iga mesmo ela sendo menor fez mais estrago do que o da Bia. Precisa melhorar esse saque para alguém que tem 1,85 de altura. De qualquer forma, perdeu para quem tinha que perder mesmo.

André
André
27 dias atrás

Pois é, a Bia batalhou batalhou e batalhou, teve inumeras chances mas não conseguiu fechar, não tem bola vencedora e claro assim fica dificil, ela na rede / voleio / smash é um DESASTRE , não sei como Rafael ainda não viu isso e Iga deitou e rolou. Tenis tb é um pouco de sorte, e hoje não foi o dia dela, vamos em frente, ainda torço para ela, rs

NFdS
NFdS
27 dias atrás

Penso que se a Bia jogasse como hoje contra as meninas fora do big3 ela seria top10 fácil

Gomez
Gomez
27 dias atrás

Ficou evidente o descontentamento do Paciaroni com a mudança de atitude e de comprometimento com a estratégia que a brasileira demonstrou a partir do segundo set.

Muita gente põe a culpa das más apresentações da Bia na conta do treinador, mas parece que esta derrota é 99% da própria jogadora.

André Aguiar
André Aguiar
27 dias atrás
Responder para  Gomez

E da adversária.

Juscelino Pinho
Juscelino Pinho
27 dias atrás

Deu a lógica. Venceu a melhor.
Bola pra frente Bia.

Fabio Duarte
Fabio Duarte
27 dias atrás

A polonesa é muito forte tecnicamente e mentalmente ,jogou mal o primeiro set a Bia aproveitou ,mas depois subiu o nível e a Bia não conseguiu acompanhar,a favorita venceu

Gilvan
Gilvan
27 dias atrás

O mais importante é ver a Bia competitiva. Pegando a Iga num dia bom são poucas as que conseguem fazer frente.

JOGADOR DE TENIS
JOGADOR DE TENIS
27 dias atrás

BORA BIA, LEVANTA A CABEÇA E BOLA PRA FRENTE TEM RG .AI E VAMOS TORCER POR VC.

Antônio Luiz Júnior
Antônio Luiz Júnior
27 dias atrás

Não adianta criarmos grandes expectativas sobre a evolução do jogo que BIA, mas sem dúvida alguma ela pode, e precisa melhorar mentalmente. Tenho uma opinião formada neste sentido que muitos não concordam, mas, é minha opinião. BIA utiliza excessivamente seu técnico como muleta durante os jogos. A liberação do “Coaching” no tênis, na minha visão, muitas vezes tira a autonomia do atleta de tomar decisões próprias, principalmente nos momentos mais importantes. Bia tem uma técnico-dependência exagerada, depois da finalização de qualquer jogada ela olha automaticamente para o BOX, em busca de aprovação ou orientação. Isso diminui sensivelmente sua capacidade em quadra de ler o jogo por si mesma. Uma coisa é cumprir um plano tático pré-estabelecido, outra é ter que mudá-lo algumas vezes durante o jogo em função do que o seu adversário está fazendo. Perder para IGA SWIATEK, é um resultado, absolutamente normal e esperado, não é a toa que é a número 01 do mundo. Mas levar um pneu no segundo set, jogando passivamente, já é algo inaceitável, para quem tem a pretensão de obter grandes conquistas. Voltou para o terceiro set com a mesma instabilidade de sempre, contra uma adversária que subiu o sarrafo, e passou a trocar muito mais bolas, de forma consistente e agressiva. Vejo BIA muito perto do seu limite máximo de crescimento, mas, dentro do circuito atual estar e se manter entre as 15 melhores do mundo já é uma grande conquista. Basta aceitarmos o fato com mais naturalidade. O que não quer dizer que não possa vencer eventualmente, das melhores, como já o fez…

André Aguiar
André Aguiar
27 dias atrás
Responder para  Antônio Luiz Júnior

Não acho inaceitável para quem quer obter grandes conquistas, a Bia ter tomado o 41° pneu aplicado pela Swiatek na carreira. Afinal, também já foram vítimas: Gauff e Collins (3 vezes cada), Sakkari, Vondrousova, Zheng, Paolini, Pavlyuchenkova (saiu de bicicleta de Roma, ano passado).

wagner roberto moretti
wagner roberto moretti
27 dias atrás

A tenista do brasil, tem que contratar um psicólogo urgente, muito fraca mentalmente. Continuar assim, não ganha mais nada. Não para de olhar pro técnico, pedindo ajuda de como jogar, parece que não pensa no que vai fazer e tentar mudanças pra mudar o jogo. Ou muda de técnico.

Andre
Andre
27 dias atrás
Responder para  wagner roberto moretti

Poderia pedir para Iga emprestar um pouco a psicóloga dela, só por alguns dias, rs

Andre Borges
Andre Borges
27 dias atrás
Responder para  wagner roberto moretti

Tem q distribuir psicólogo então no circuito kkkkkkkk pq nesse torneio por exemplo ngm nem set tirou da Iga só a Bia kkkk

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
27 dias atrás

A SwiateK está muito acima da maioria das jogadoras do circuito. As que podem fazer frente a ela, na minha opinião, são a Rybakina e a Sabalenka na proporção 60%/40% a favor da Iga e a Coco Gauff na proporção 70%/30% a favor da Iga. Contra as demais adversárias do circuito, acredito que a vantagem da Iga seria de pelo menos 80%/20%. A Ostapenko parece que nunca perdeu da Iga. Porém, nos últimos torneios ela não tem conseguido avançar para as fases finais e por isso não tem encontrado a polonesa e assim não dá pra saber se ela ainda conseguiria manter o tabu a seu favor.

Paulo
Paulo
27 dias atrás

A melhor da temporada de fato é a Rybakina. Porém o que a Iga faz é sensacional, isto porque ela tem um saque “fraco” e o que eles tem feito para melhorar não tem feito muito efeito. O engraçado é que mesmo com saque ruim, para muitos e eu também acho ruim, ela consegue vencer. Na última entrevista ela disse que tem muito para desenvolver na quadra como ir mais para a rede. Fico pensando, se ela conseguir melhorar o saque, aí que as outras jogadoras não terão chances.

André Aguiar
André Aguiar
27 dias atrás

Do ano passado para cá, a Rybakina ganhou quatro (duas no saibro) e perdeu uma da Swiatek. Portanto, não acho que a chance de vitória hoje é 60%-40% a favor da polonesa. Talvez seja o inverso. A Ostapenko tem 4-0, sendo que a última vitória foi no US Open do ano passado (6-1 no 3° set).

Jorge Luiz
Jorge Luiz
27 dias atrás

Ótima semana da Bia, pra ganhar dessas tops precisa melhorar e muito o saque, principalmente o segundo

Scoreboard
Scoreboard
27 dias atrás

iga swiatek ontem mesmo declarou que ia ser um jogo complicado ,se for considerar o primeiro set de fato isso aconteceu… ,BIA até que tentou ,o problema é q a iga se adapta ao jogo muito rápido e tem uma absurda eficiência em quase todos os setores, além de ter uma boa defesa de fundo de quadra ,tem uma boa movimentação tanto de forhand e backhand,…o q poderia talvez desestabilizar o jogo da iga seria um primeiro serviço assertivo ,o que não aconteceu nos sets seguintes , ou umas deixadas próximo a rede, Bia até tentou fazer a jogada curta mas parava na rede e no decorrer do jogo não quis mais arriscar ,voltando a linha de base nas jogadas iga acabou prevalecendo …. e fez valer o numero 1

Alex William
Alex William
27 dias atrás

Para quem ta falando mal da Bia que ela nao tem nivel para isso ou aquilo , seguinte ela encerra a semana com mais isso ai Quartas de final: € 162 mil (R$ 897 mil) quase 1 milhao de reais a mais no bolso ! então pronto que ela seja feliz … fez muito ganhando 1 set haja visto que se buscar nas ultimas 25 partidas somente 3 jogadores conseguiram tal feito … é isso mesmo

Paulo Mala
Paulo Mala
27 dias atrás
Responder para  Alex William

Que difrenca isso faz pra gente? Vc está vendo esse dinheiro no seu bolso?

Fabio Duarte
Fabio Duarte
27 dias atrás
Responder para  Alex William

O que você ganha falando o quanto a Bia ganhou,nada, picanha de abóbora

Paulo Mala
Paulo Mala
27 dias atrás

A Swiatek mostrou algo que a gente espera da Bia, mas que infelizmente não vamos ver com a atual equipe, que é entender o jogo e fazer ajustes.

Zebra do Barragem
Zebra do Barragem
27 dias atrás

Pela potência e envergadura que tem, o saque deveria ser um dos pontos fortes da Bia, mas é um dos mais fracos.
Mesmo contra adversárias mais baixas e fracas, dificilmente ela consegue confirmar seus games de serviço com tranquilidade.
Hoje, dos últimos sete só conseguiu confirmar umzinho…

Marcos Fontes
Marcos Fontes
27 dias atrás

Bia não tinha a menor chance aí né, no 1° set vimos a Swiatek falhando e ali a Bia soube aproveitar, mas quando a polonesa se acertou no jogo já era, nenhuma resistência da brasileira. Vejo a brasileira muito limitada, se ela conseguisse manter os momentos de concentração durante todo o jogo seria muito bom, mas ela mesmo se desconecta várias vezes, aí fica difícil.

Orapois
Orapois
27 dias atrás
Responder para  Marcos Fontes

Claro que tinha chances, mostrou isso já na semifinal de Roland Garros. Mas não pode parar de jogar pra relaxar e entregar um set inteiro de graça.

Até o leão sabe que o trabalho não terminou quando consegue derrubar o búfalo, tem de ir na jugular!

Gustavo
Gustavo
27 dias atrás

Bia parece ter sérias dificuldades de concentração, não consegue entrar no flow do jogo, sempre olhando para equipe técnica, não foca na quadra. E quando é pressionada então desaba. Outro ponto fraco é o seu saque inofensivo e irregular.

Ramon Silva
Ramon Silva
27 dias atrás

Tanto o saque ..quanto a parte mental estavam ridículos hoje…se tivesse mantido a agressividade do fim do primeiro set …teria ganho ..mais veio uma enxurrada de duplas faltas…saques a 100 km…aí fica difícil…

Marcelo
Marcelo
27 dias atrás

Para uma tenista tão limitada em todos os aspectos, a Bia chega longe demais até. Não ganha um ponto na rede, o saque é patético, a movimentação lateral medíocre e o mental é uma gelatina. Incrivelmente, faz qf de wta 1000, sf de GS, ela tira leite de pedra.

Jose Carlos
Jose Carlos
27 dias atrás

Bia fez uma campanha brilhante em Madri, reencontrou sua melhor forma, bateu duas adversárias que vem em bom momento no circuito e na partida de hoje (contra a tenista mais completa no saibro de que eu tenha recordação de ver jogar) jogou excepcionalmente bem – de igual pra igual durante a maior parte do primeiro e terceiro sets – e saiu derrotada por circunstâncias do tenis e porque Iga jogou absurdamente bem. Portanto, essa avalanche de críticas nos comentários aqui me parece completamente fora do tom e desproporcional.

Andrade
Andrade
27 dias atrás

Nos comentários, o pessoal escrevendo que Bia é “limitadíssima”, um “desastre”, etc. A brasileira Top 10 recentemente, está no Top 15 já faz um bom tempo. Realmente o nível de exigência do torcedor brasileiro é altíssimo.

polski
polski
27 dias atrás

Iga tem muito respeito por Bia. Ela sempre ressalta que é uma excelente jogadora e jogar com ela nunca é fácil.

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
27 dias atrás

Parabéns Bia, ótima semana, vc está top 20 faz 2 anos. Continue mostrando seu eficiente tênis, aprenda com erros. Se tivesse feito que nem Monteiro fez com Tsitsipas, não pode baixar o nível para uma top1 ou top 10, é fatal.

Fernando Peixoto
Fernando Peixoto
27 dias atrás

Deu a lógica, mas a Bia teve bons momentos no primeiro set, tanto que venceu. Torço muito por ela e ela já ser top 20 é um feito muito grande para uma brasileira. Porém se ela quiser atingir voos mais altos, tem que melhorar bastante seu saque, ela tem envergadura para ser melhor, a Iga com muito menos tem o saque consistente. Outra coisa é melhorar a corrida lateral para a direita, para o backhand dela, ela movimenta muito mal para este lado, tá sempre chegando tarde

Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
27 dias atrás

A Bia foi bem, só que do segundo set pra frente a Iga ligou o modo turbo e passou o trator na brasileira!

André Barcellos
André Barcellos
27 dias atrás

O único jeito de Bia ganhar hoje seria sacando demais e acertando tudo. Mas ela ascilou demais e ainda conseguiu ganhar o primeiro set, porque a Iga também se apressou. Mas no segundo e terceiro Iga ligou o turbo e Bia não conseguia colocar a bola dentro pra finalizar algumas jogadas. Até construiu bem os pontos, mas errou muita finalizações. No geral foi um bom torneio pra Bia, mas a vejo um pouco abaixo do ano passado.

Joceli
Joceli
27 dias atrás
Responder para  André Barcellos

Assistir aos jogos da Bia é certeza de perder tempo. No início do jogo acerta quase todos os primeiros serviços. Depois vai errando errando
Graça psicologicamente. Exatamente dependente do primeiro saque. Este ano com muitos comerciais e ganhando muito dinheiro o tênis é uma sequência de muito treinamento. Acho que não está acontecendo. Troca de treinador é uma opção senão…… aliás , quando foi que ganhou o último título?

André Aguiar
André Aguiar
27 dias atrás
Responder para  Joceli

Foi perda de tempo ter assistido aos três jogos anteriores dela?

André Aguiar
André Aguiar
27 dias atrás

Muita gente por aqui chamando atenção para o saque inofensivo da Bia e quase exigindo a melhora desse fundamento. Ora, parece que só começaram a assistir os jogos da brasileira agora. O seu saque é assim há muito tempo e dificilmente vai melhorar, tendo em vista a idade e a possível limitação física (já teve lesão séria no ombro esquerdo, cujo tratamento requereu cirurgia, como o Dalcim já lembrou). No seu jogo, o que espero é evolução na parte mental e tática.
Sobre a campanha em Madri, penso que o saldo é bem positivo, considerando a falta de confiança que ela passou a apresentar após o torneio de Abu Dhabi. Oxalá tenha sido de fato uma virada de chave nesse quesito.

James Garcia
James Garcia
27 dias atrás

Meligeni já deu o seu chilique clássico na internet arrancando as calcinhas pela cabeça porque não tratam a Bia como a inventora do tenis feminino depois de mais uma derrota pra coleção?

Tikashi
Tikashi
27 dias atrás

Jogar de tênis que no percebe a mudança de jogo , infelizmente jamais chegará lá. É o que aconteceu com a Bia hoje.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE