PLACAR

Bia jogará em Estrasburgo antes de Roland Garros

Foto: Marcello Zambrana/DGW

Estrasburgo (França) – O calendário de Beatriz Haddad Maia seguirá movimentado até Roland Garros. Disputando atualmente o WTA 1000 de Madri, onde estreou com vitória nesta quinta-feira, a número 1 do Brasil deverá seguir para Roma e terá uma nova parada antes de enfim ir a Paris, no final de maio.

Por meio de uma publicação nos stories do Instagram, o WTA 500 de Estrasburgo confirmou a participação de Bia na edição de 2024. Com isso, a canhota brasileira se juntará a outras sete jogadoras do atual top 20, como Jessica Pegula, Jasmine Paolini, Danielle Collins, Ekaterina Alexandrova, Liudmila Samsonova, Elina Svitolina e Madison Keys.

Outros nomes de peso que estarão no torneio francês são de Barbora Krejcikova, Sloane Stephens, Leylah Fernandez, Karolina Pliskova, Sofia Kenin e Emma Raducanu, todas finalistas de Grand Slam (Krejcikova, Stephens, Kenin e Raducanu foram campeãs).

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

O torneio de Estrasburgo acontecerá de 19 a 25 de maio, terminando exatamente um dia antes do início da chave principal de Roland Garros. Na mesma semana, será disputado ainda o WTA 250 de Rabat, no Marrocos, também em quadras de saibro.

Bia segue roteiro dos últimos anos

Ao emendar três competições em sequência antes de chegar em Roland Garros, Bia seguirá um calendário similar ao que fez nas duas últimas temporadas, quando disputou exatamente três torneios na preparação para o segundo Grand Slam da temporada.

Em 2022, logo após defender o Brasil pela Billie Jean King Cup, a paulistana parou na primeira rodada do WTA 1000 de Madri, depois de entrar como lucky-loser, e chegou à decisão de dois eventos da série 125, sendo campeã em Saint Malo e vice em Paris. Já no ano passado, Bia caiu novamente na estreia em Madri e foi às quartas de final em Stuttgart e Roma.

13 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo Mala
Paulo Mala
29 dias atrás

Puts, correndo atrás de pontinhos pra segurar a queda dos pontos de RG…
Se for longe pode prejudicar o Roland dela.
Ano passado ela comprometeu a temporada de grama ao jogar um torneio seguido ao RG
São lições que deveria ter aprendido

Gilvan
Gilvan
29 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Também não considero o melhor dos planejamentos para quem almeja disputar títulos de Grand Slam. Se o objetivo for só manter o ranking, aí faz algum sentido.

O realista
O realista
29 dias atrás

É um claro sinal de que ela não acredita na manutenção dos pontos de roland garros e está buscando minimizar a descida…

Fernando S P
Fernando S P
29 dias atrás
Responder para  O realista

Ela e outras excelentes tenistas na chave. Deve ser uma alucinação coletiva de todas.

Algumas pessoas parecem ignorar os custos do esporte. Ignoram completamente o cachê de participação.

Última edição 29 dias atrás by Fernando S P
Andrade
Andrade
29 dias atrás
Responder para  Fernando S P

Bem observado, tem 8 Top 20 no torneio, Pegulla, Collins, Svitolina, etc. Essas também devem está buscando “minimizar a descida”..kkkk

O realista
O realista
27 dias atrás
Responder para  Andrade

Sabe o que essas 3 que vc mencionou tem em comum?
São tenistas que tem o saibro como seu pior piso e portanto, baixa ou nenhuma expectativa de vencer Roland Garros.
Para essas, vale a pena jogar um torneio a mais e buscar pontos e dinheiro.

Sérgio Santos
Sérgio Santos
29 dias atrás

Os famosos engenheiros de obra pronta. No ano passado ela sofreu a lesão em um lance de jogo. Algo imponderável de ser previsto.

NFdS
NFdS
29 dias atrás

Kenin também foi campeã (AUS)

NFdS
NFdS
29 dias atrás

Acho importante para chegar com mais ritmo em RG. Só boas jogadoras, vale sim a experiência. Outras estão jogando desde o 500 de Stuttgart…

Geraldo
Geraldo
29 dias atrás

Alguem me diz que ela não vai disputar duplas em Roma e Estrasburbo, por favor…. Senão é pedir para chegar cansada/baleada em RG.

Andre Lima
Andre Lima
29 dias atrás

Acho que deve estar rolando um cheque gordo para top 20, 100 mil Dólares, não da pra jogar fora. ela está certa, carreira curta, tem q aproveitar.

José Nilton Dalcim
Admin
29 dias atrás
Responder para  Andre Lima

E o que há de errado nisso? A maciça maioria das grandes jogadoras recebe cachê para disputar e promover torneios menores.

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
29 dias atrás

Pessoal, não leu a matéria direito, o ano passado ela fez 4a.final em Roma e Sttugart , antes de RG , ele precisa tb correr atrás desses pontos, não adianta somente depender de RG , ela não está na posição do Djoko ou da Iga .. tem um caminhão de atletas junto com ela e tb participando dos torneios. Na prática Madri ela já já fez mais que o ano passado , mas uma rodada , mas é quase nada em pontos. Ela tinha que ter feitos pontos em IW, Miami e outros para chegar mais tranquila agora.. então tá certo em correr atrás. E bora torcer

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE