PLACAR

Bia fecha a semana perfeita com o título de duplas

Foto: WTA Elite Trophy

Zhuhai (China) – A semana de Beatriz Haddad Maia no WTA Elite Trophy terminou de forma impecável. Pouco depois de conquistar o maior título de sua carreira de simples, Bia voltou à quadra para a final de duplas e também venceu ao lado da russa Veronika Kudermetova. Principais cabeças de chave, elas superaram a indonésia Aldila Sutjiadi e com a japonesa Miyu Kato, cabeças 2, por duplo 6/3.

Esta é a segunda vez que Bia vence em simples e duplas no mesmo torneio. Isso já havia acontecido no ano passado, na grama de Nottingham. A paulistana de 27 anos tem agora seis títulos profissionais de duplas no circuito da WTA, dois deles este ano. No mês de maio, ela ganhou o WTA 1000 de Madri, ao lado de Victoria Azarenka. Já Kudermetova, de 26 anos, tem agora sete conquistas nas duplas, com destaque para o Finals do ano passado, com a belga Elise Mertens.

Curiosamente, Bia e Kudermetova só haviam jogado um torneio juntas na temporada e chegaram às quartas de final em Pequim há três semanas. Durante a fase de grupos em Zhuhai, elas venceram as chinesas Xinyu Jiang e Qianhui Tang e se classificaram para a final após a vitória sobre a russa Yana Sizikova e a georgiana Oksana Kalashnikova.

Bia não perdeu nenhum set em simples ou duplas nos sete jogos que disputou na semana. Individualmente, ela venceu quatro jogadoras do top 20, Madison Keys, Caroline Garcia, Daria Kasatkina e a final contra Qinwen Zheng. Com isso, ela soma 700 pontos no ranking, o que a fará saltar do 19º para o 11º lugar do ranking, uma posição abaixo da melhor marca da carreira. A brasileira também recebe US$ 605 mil pelo título de simples e sua dupla com Kudermetova divide um prêmio de US$ 55 mil. A chave de duplas em Zhuhai não conta pontos para o ranking.

Embora tenham enfrentado três break-points, Bia e Kudermetova mantiveram o saque durante todo o primeiro set e colocaram pressão constante sobre os games de serviço da dupla asiática. Foram oito chances de quebra até que elas aproveitassem uma delas para abrir 4/2 e manter a liderança até o fim.

Já o segundo set teve alguns altos e baixos, com direito a cinco quebras seguidas, mas a brasileira estava muito confiante para executar as devoluções. O match-point não poderia ser de outra forma, que não com ótima bola de definição de Bia para conquistar o título.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE