PLACAR

Bellucci não descarta treinar ‘promessa’

Thomaz Bellucci encerrou sua carreira no saibro do Rio Open, Foto: Divulgação.

São Paulo (SP) – Um dos grandes destaques do Rio Open 2023 foi a despedida de Thomaz Bellucci, o tenista de mais alto ranking desde Gustavo Kuerten e dono de quatro ATPs que, aos 35 anos, decidiu se aposentar.

Na entrevista ao jornalista Felipe Priante no Podcast de TenisBrasil, o canhoto fala do “gosto amargo” pelo fim da carreira, mas que não conseguia mais render fisicamente e que vivia lutando contra contusões. E admite que foi difícil voltar a disputar torneios pequenos, mas que queria tentar de tudo para recuperar o melhor nível.

Bellucci conta que nunca considerou jogar o circuito de duplas, apesar dos conselhos de Marcelo Melo, e meta imediata é “conhecer o mundo” sem horários e depois desenvolver um programa de formação de tenistas. “Primeiro tenho de fazer cursos de treinador, me especializar”, reconhece, sem descartar virar treinador de um bom jovem de bom potencial.

Por fim, Bellucci lamentou que talvez só receba a valorização correta depois de se aposentar, diz que lidou mal com críticas e revela histórias de começo da carreira, além de responder perguntas de internautas.

Escolha seu agregador de podcasts e ouça agora:

          

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE