PLACAR

Alcaraz torce o pé no primeiro game e Monteiro avança

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) – O tão esperado duelo entre Thiago Monteiro e Carlos Alcaraz pela primeira rodada do Rio Open precisou ser abreviado por um momento de absoluta infelicidade do espanhol. Ainda no primeiro game da partida, com apenas dois pontos disputados, Alcaraz torceu o pé direito e sofreu uma queda. O número 2 do mundo recebeu atendimento em quadra e voltou para jogar alguns pontos, mas não conseguiu continuar por muito tempo. Ele se retirou da partida após dois games, quando o placar estava empatado por 1/1.

“É triste ganhar dessa forma porque a gente sabe que cada jogador se esforça para estar preparado para um torneio desta magnitude. Principalmente o Carlitos, que é o ídolo de muitos jogadores. Só desejo uma rápida recuperação, que não seja nada grave e não afete muito a temporada dele”, disse Monteiro na entrevista em quadra.

A breve partida teve uma quebra de serviço para cada lado e os tenistas atuaram por apenas 18 minutos. Alcaraz conseguiu sair na frente contra Monteiro no primeiro game. Mas devido ao inchaço no pé e com nítida limitação nos movimentos, permitiu o empate e se retirou da disputa logo depois.

Com o resultado, o Brasil certamente terá um representante nas quartas. Isso porque o cearense jogará contra o paulista Felipe Meligeni na próxima rodada. Monteiro venceu o único duelo anterior entre eles, disputado no challenger de Punta del Este em 2020. “O Felipe ganhou um jogo duríssimo hoje, estou muito feliz por ele. A gente treinou algumas vezes na semana passada, fazemos parte do mesmo time na Copa Davis. É sempre bom compartilhar a quadra com um amigo, o que garante um brasileiro nas quartas”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Para fins estatísticos, esta é a terceira vitória de Thiago Monteiro contra um tenista do top 10. A primeira foi contra o francês Jo-Wilfried Tsonga, que era o nono colocado, também no Rio Open ainda em 2016. Já no ano passado, ele conseguiu um grande resultado contra o dinamarquês Holger Rune, então número 4 do mundo, jogando em quadra dura e coberta na Dinamarca pela Copa Davis. O canhoto de 29 anos também passa a ter duas vitórias e uma derrota contra Alcaraz no circuito. Os dois confrontos anteriores foram em 2021.

O ex-número 61 do mundo e atual 117º do ranking também garante a defesa dos 50 pontos conquistados no ano passado no Rio Open. Ele faz a oitava tem participação na chave principal do Rio Open e sua melhor campanha no torneio foi em 2017, quando chegou às quartas. Nas últimas cinco edições, contando com esta de 2024, chegou às oitavas.

37 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Rbclima
Rbclima
1 mês atrás

QUEM IMAGINARIA? kkkkkk 1 brasileiro garantido nas quartas

Maurício Luís *
Maurício Luís *
1 mês atrás
Responder para  Rbclima

Não estou vendo motivo pra risada.

Rbclima
Rbclima
1 mês atrás
Responder para  Maurício Luís *

Vc não ri qndo está feliz?

Maurício Luís *
Maurício Luís *
1 mês atrás
Responder para  Rbclima

Eu não dou risada nem fico feliz com a lesão dos outros.

Helton
Helton
1 mês atrás

Péssimo pros organizadores, pois saíram o Wawrinka e o espanhol.

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás
Responder para  Helton

Acabou o torneio. Virou um 250, quase um challenger.

Fred Magalhães
Fred Magalhães
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Verdade.

Thiago
Thiago
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Quase um CHL com Norrie, F Cerundolo, Baez, Fils… tá certo.

Tadeu Schmidt
1 mês atrás
Responder para  Thiago

Esqueceu do Jarry melhor tenista da América do Sul. Porque ninguém lembra dele?

Thiago
Thiago
1 mês atrás
Responder para  Tadeu Schmidt

Esqueci apenas na hora de escrever. Por coincidência, foi eliminado. Rs

Maurício Luís *
Maurício Luís *
1 mês atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Ainda tem o Cameron Norrie.

Andre Borges
Andre Borges
1 mês atrás

Pronto resolvido o problema de enfrentar o Alcaraz na estreia. Próximo….

Leandro Schulai
Leandro Schulai
1 mês atrás

Já sabemos que um jogo de quartas será Brasil x Argentina.

Baez deve ser o adversário e favorito mas com o fator torcida temos uma chance gigante de uma inédita semifinal

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás
Responder para  Leandro Schulai

Gigante ? Hahahahahhaa.

Thiago
Thiago
1 mês atrás
Responder para  Leandro Schulai

Diaz Acosta tá voando. Sei não se o Baez leva

Andrade
Andrade
1 mês atrás

Triste acabar um jogo dessa forma. O fundo da quadra estava com muita “lama” devido a chuva, não sei se isso foi um fator que contribui para a ocorrência da fatalidade. Espero que não seja grave e ele se recupere logo.

Última edição 1 mês atrás by Andrade
JONY MARCIO SANTOS
JONY MARCIO SANTOS
1 mês atrás

Segunda rodada que vale muito pros dois brasileiros. Monteiro pode retornar ao Top 100 caso vença. Vencendo, Meligeni deve ficar entre os 120 melhores e alcançar o melhor ranking da carreira. E se o Wild derrotar o Munar amanhã teremos pela primeira vez na história do torneio dois brasileiros classificados para as quartas numa mesma edição. Fato inédito pode tá pintando aí.

Bukele
Bukele
1 mês atrás

Ou Monteiro fará QF do Rio Open pela 2a vez na vida, ou Meligeni fará pela 1a vez. Para desespeelro dos haters, 3 brasileiros já passaram pra 2a rodada, ganhando 50 pts casa um (equivalente a título de Challenger fraco) e U$ 30 mil. Quem chegar na QF garante 100 pontos (equivalente a título de Challenger forte) e U$ 57 mil

Rafael Lucena
Rafael Lucena
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Sério que tem hater de brasileiro? Sério que alguém vai ficar em desespero porque um tenista brasileiro vai conseguir a façanha gigante e quase impossível de chegar a uma QF de um imenso ATP 500? Sendo isso depois de um deles derrotar o GOAT Pedro Cachin, o outro passando por lesão do adversário com 1 minuto de jogo e, depois disso, os dois se enfrentando pra obrigatoriamente um deles passar? Realmente cara, é uma conquista muito grandiosa, amanhã Djokovic, Nadal e Federer provavelmente vão prestar as homenagens e falar sobre o novo big 4, que terá como novo integrante o campeão máximo do Brasil.

Fernando S P
Fernando S P
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Não é preciso ficar mencionando os haters.

O Meligeni já somou 75 pontos, pois furou o quali.

Paulo Amolado
Paulo Amolado
1 mês atrás

minha nossa senhora. assim não!!!!!!!!

Wilbert Ferraz
Wilbert Ferraz
1 mês atrás

E esse era o último ano de contrato do Carlitos com o Rio Open, ele mesmo disse ano passado depois da gira sul-americana que precisava cuidar melhor do calendário. A verdade é que tenistas tops nao podem se dar ao luxo de jogar no Hard da Australia, vir para o saibro e depois jogar os masters 1000 americanos no hard. Uma pena essa despedida do Carlitos em solo brasileiro.

Tadeu Schmidt
1 mês atrás

Pela primeira vez na História podemos ter 4 brasileiros nas Oitavas. E 3 nas Quartas. Isso nunca ocorreu antes em ATP desde Itapecerica na Decada de 90. Primeira vez em Torneios deste nível.

Carlos Eduardo Scioli
Carlos Eduardo Scioli
1 mês atrás
Responder para  Tadeu Schmidt

Em 2001, no primeiro Brasil Open no Sauípe, tivemos nas quartas Meligeni(vice), Simoni(semi), Mello e Saretta.

Leo, o realista
Leo, o realista
1 mês atrás

Imagino o Monteiro idoso conversando com os netos sobre suas glorias no tenis: “Nunca ganhei um atp, mas ganhei 2x do Alcaraz”

Tadeu Schmidt
1 mês atrás
Responder para  Leo, o realista

2x porque?

Arajaribu
Arajaribu
1 mês atrás
Responder para  Tadeu Schmidt

Se não me engano, o Thiago ganhou do Carlitos em um challenger tempos atrás…

Andy Schmid
Andy Schmid
1 mês atrás
Responder para  Leo, o realista

Essa turma vive das pequenas glórias. Tá certo.

Thiago
Thiago
1 mês atrás

Só me ocorre uma coisa aqui… Fonseca deve estar doido pra entrar nesse bonde.

Tadeu Schmidt
1 mês atrás

Já e o melhor torneio de Brasileiros em Torneios deste nível ou acima. E o melhor ATP desde 2001 (desde 2001 não tem tantos brasileiros pontuando em um torneio ATP). Torcamos

Guilherme ES Ribeiro
Guilherme ES Ribeiro
1 mês atrás

Uma pena vencer desse jeito. Mas acontece. Aproveitar a oportunidade e fazer um grande torneio e dar um salto no ranking

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Guilherme ES Ribeiro

Que nada… Thiago Monteiro iria ganhar de qualquer forma por 6/1, 6/0… O Beiçola preferiu sair à francesa para evitar o vexame…

Evandro
Evandro
1 mês atrás

“um momento de absoluta infelicidade do espanhol”.
Só não concordo com “absoluta”.
A infelicidade meio que grudou naquele que estava mais predisposto a ela. Me contassem: um top 5 vai lesionar! Diria: é o Alcaraz. Não me passaria um Rublev, um Med, e muito menos o italianinho ou o Djoko.

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Evandro

Concordo contigo!

Márcio
Márcio
1 mês atrás

Em um lance aparentemente simples, Alcaraz se contunde. Faz parte do esporte e já aconteceu com o Thiago em um passado recente! Ninguém ganha de véspera! Dois brasileiros se enfrentando numa R16 de ATP 500 e jogando em casa é sensacional! Que vença o melhor!!

Fabio
Fabio
1 mês atrás

Grande MONTEIRÃO DA MASSA! Mas só assim pra ganhar do Alcaraz né

trackback

[…] de Janeiro (RJ) – Um dia depois de ter abandonado a partida de estreia no Rio Open por uma torção no tornozelo direito, Carlos Alcaraz passou por exames nesta quarta-feira. O […]

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE