PLACAR

Alcaraz destaca importância da torcida contra Monteiro

Foto: Fotojump

Felipe Priante

Rio de Janeiro (RJ) – Campeão do Rio Open em 2022 e vice-campeão no ano passado, Carlos Alcaraz vai abrir sua campanha na competição deste ano contra o cearense Thiago Monteiro, que recebeu um convite da organização e terá a árdua missão de desafiar o espanhol. Para o cabeça de chave número 1, a torcida é um fator importante que pode ajudar seu adversário e com o qual tem que saber lidar.

“É muito importante ter o público a seu favor, porque sempre tem momentos de dúvida, de baixa e com a torcida ao seu lado é mais fácil sair dessas situações. Só que nem sempre você vai ter o público a seu favor, por isso é importante estar forte mentalmente para seguir o seu caminho quando o público está com o seu adversário”, analisou Alcaraz.

Semifinalista no ATP 250 de Buenos Aires na semana passada, Alcaraz fará seu primeiro treino nas quadras do Jockey Club Brasileio apenas na noite desta segunda-feira. “Vou fazer meu primeiro treino aqui, o tempo está bom e sempre é legal jogar aqui no Rio, eu adoro. Estou ansioso pelo começo do torneio”, comentou o atual número 2 do mundo.

Alcaraz e Monteiro se enfrentarão pela segunda vez em chaves principais e a terceira no geral. “Já joguei com ele uma vez há muito tempo e pedi, conheço o seu jogo, vi suas partidas e sei que é um grande jogador”, analisou o espanhol de 20 anos, que perdeu para o canhoto de Fortaleza em Melbourne 1 em 2021 e levou a melhor no mesmo ano no quali do Masters 1000 de Cincinnati.

“Ele terá uma motivação extra jogando aqui em casa diante da sua torcida, será uma partida difícil e terei que estar preparado do começo ao fim, dar 100%, para poder derrotá-lo. Espero conseguir dar o máximo e seguir no torneio”, comentou o principal candidato ao título do Rio Open.

Outro brasileiro que foi assunto na entrevista coletiva desta segunda-feira de Alcaraz foi o carioca João Fonseca, com quem o espanhol chegou a bater bola no ATP Finals do ano passado. Ele pediu calma com o jogador de apenas 17 anos. “Temos que ter paciência com ele, não colocar muita pressão para que se saia bem no circuito, porque com certeza ele vai fazer isso. Seu estilo de jogo é muito bom”, observou o duas vezes campeão de Grand Slam.

No entanto, o número 2 do mundo elencou algumas qualidades do jovem brasileiro. “Ele tem um grande potencial, joga muito bem. Já bate muito forte na bola, por isso fiz alguns aquecimentos com ele ano passado aqui no Rio e treinamos juntos no ATP Finals. Ele está pronto para começar a jogar alguns torneios de nível ATP”, frisou Carlitos.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo A.
Paulo A.
2 meses atrás

Com tanto dinheiro, Carlitos precisa urgentemente corrigir esses dentes; afinal ele é um ídolo mundial. E tem vários e valiosos contratos publicitários…

Paulo araujo
Paulo araujo
2 meses atrás
Responder para  Paulo A.

Se fosse só ele, e o Zverev?

rubens
rubens
2 meses atrás
Responder para  Paulo A.

o beiço também então né?

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE