PLACAR

Alcaraz afirma que braço está bom, mas ainda tem receio

Foto: Alvaro Diaz/MMO

Madri (Espanha) – O problema no antebraço direito, que tirou o espanhol Carlos Alcaraz dos dois últimos torneios, desistindo de Monte Carlo e Barcelona, parece ser coisa do passado. Embora ainda jogue com uma proteção, como fez neste domingo na vitória por 2 sets a 0 contra o paranaense Thiago Wild, ele afirma estar com boas sensações e só precisa de tempo para ganhar mais confiança.

“Ainda não confio no antebraço, ainda penso nisso. Não vou dizer que tenho dúvidas, mas ainda está na minha cabeça algumas vezes quando bato uma direita mais agressiva. Fico pensando como o antebraço vai reagir. Hoje foi uma prova de fogo, por causa do estilo do Thiago, mas correu muito bem. O importante agora é não me machucar”, comentou o número 3 do mundo.

“Estou me sentindo muito bem, me movendo bem e o antebraço não está me dando problemas, mas ainda tenho aqueles pensamentos sobre como vai ser. Esses pensamentos vão demorar um pouco para ir embora e é nisso que pensamos no dia a dia. Mas com o nível que estou mostrando, me vejo capaz de continuar avançando”, afirmou o atual bicampeão do Masters 1000 de Madri.

Struff será o próximo rival

Classificado para as oitavas de final, ele terá pela frente o alemão Jan Lennard-Struff, em uma reedição da decisão do ano passado. “Conheço bem o nível do Struff, sei como é seu jogo, ele se sente muito confortável em fazer o saque e o voleio e também tem bons golpes da linha de base”, analisou Alcaraz, que bateu o germânico em dois dos três confrontos que tiveram até então.

“De qualquer forma, estou muito feliz com o nível que estou jogando. Neste nível posso fazer grandes coisas, mesmo que não seja a prioridade neste momento. Com o que tenho apresentado consigo ter minhas oportunidades, mas vou ter que jogar em bom nível e fazer com que ele se sinta desconfortável”, acrescentou o cabeça de chave 2 do torneio.

Sinner como principal favorito

Questionado sobre a fase e o favoritismo do italiano Jannik Sinner, o espanhol acredita que ele seja o principal candidato ao título, ainda que tenha falado sobre suas dificuldades de adaptação no começo. “Jannik não está acostumado a jogar aqui, acho que ele sentiu falta de não ter jogos no ano passado. Acho que ele não joga neste torneio desde 2022 e não jogou muito aqui em Madrid”, começou Alcaraz.

“O jogo dele se encaixa com a altitude e sua primeira rodada foi impressionante. Claro que vejo ele como um jogador favorito para vencer todos os torneios que disputar. Tentarei fazer com que isso não aconteça, mas no momento está difícil. Se Jannik continuar jogando nesse nível, será o favorito em todos os torneios que disputar”, finalizou.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
21 dias atrás

Acho que o struff ganha do alcaraz

Renato
Renato
21 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

Claro que perderá!

Rjunior
Rjunior
20 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

STRUFF vai ganhar experiência pra próxima…

Roberto
Roberto
20 dias atrás

Esperava jogo do Wild. Nervoso na Manolo. Tinha tudo p ganhar. Pena. Alcaraz sentiu um pouco no começo. E só. Depois ladeira abaixo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE