PLACAR

“Acredito que posso voltar para o top 10”, afirma Aliassime

Foto: Valery Hache/Divulgação

Munique (Alemanha) – Apontado como um dos jovens mais promissores no circuito quando despontou, o canadense Félix Auger-Aliassime não teve uma grande temporada em 2023, conviveu com algumas lesões e os resultados não foram os esperados. Ainda assim, ele conseguiu conquistar um título na reta final, vencendo o ATP 500 de Basileia, e manteve um ranking razoável, atualmente na 34ª posição.

Depois de altos e baixos, o tenista de 23 anos acredita que pode voltar a figurar no top 10. “Acredito que posso voltar para lá. Quão rápido isso acontece? Eu não posso dizer isso. Mas estou trabalhando nisso todos os dias, fazendo os ajustes necessários e esperando aprender rápido”, afirmou Aliassime em entrevista para o Eurosport.

“Estive neste círculo, assim como muitos outros. Meu objetivo é voltar lá e ficar lá. Alguns jogadores se machucam e saem do top 100, mas ainda estou em uma posição bastante razoável”, observou o canadense, que vê um top 5 estável com o sérvio Novak Djokovic, o italiano Jannik Sinner, o espanhol Carlos Alcaraz, o russo Daniil Medvedev e o alemão Alexander Zverev.

Para ele, estes cinco dificilmente deixarão o top 10 tão cedo. “Zverev, por exemplo, se machucou, mas depois voltou para onde estava muito rapidamente. Esses profissionais têm consistência para se manter no topo. Depois tem a zona entre o sexto e o décimo lugar, onde há muito movimento”, analisou o ex-número 6 do mundo.

Aliassime acredita que os problemas físicos são coisa do passado. “Eu me sinto bem fisicamente há muitas semanas, as dores passaram. Estava no limite quando fui para a Austrália em janeiro, mas havia um torneio de Grand Slam e eu queria ter a chance de jogar lá. Está tudo bem desde fevereiro”, garantiu o canadense.

“O ano passado foi terrível por causa das minhas lesões. Houve alguns meses em que não ganhei uma partida sequer. Felizmente consegui salvar a minha temporada na fase final, ganhar um título e manter a minha classificação até certo ponto”, complementou Aliassime, que nesta sexta-feira enfrenta o alemão Jan-Lennard Struff pela quartas de final do ATP 250 de Munique.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Osvaldo
Osvaldo
1 mês atrás

isso aí, Felix !!! vamo mostrar a força da mãe África !!!

Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás

Toni Nadal estragou ele. Só serve de técnico para o sobrinho

James Garcia
James Garcia
1 mês atrás

Se o meia boca do Casper Ruud chegou tão longe dentro do top 10 qualquer um consegue

Luiz Henrique
Luiz Henrique
1 mês atrás
Responder para  James Garcia

O Casper Ruud não só se manteve no top10 há um tempo, como ficou a 1 vitória do número 1.
Tecnicamente também acho meia boca e sempre perde a partir das quartas.
Mais não deixa de ser um feito muito interessante a carreira dele, não é fácil fazer o que ele fez com as armas que tem, acho que merece críticas, mais também respeito e reconhecimento.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE