PLACAR

Zverev vê Alcaraz em Djokovic em um nível diferente

Foto: Darren Carroll/USTA

Nova York (EUA) – Eliminado do US Open nas quartas de final,com uma derrota em sets diretos para o espanhol Carlos Alcaraz, o alemão Alexander Zverev lamentou um problema físico que teve no decorrer da partida e que acabou limitando seu saque, dificultando ainda mais suas chances na partida. Ele também analisou o momento do rival e o colocou em um patamar diferente junto com Novak Djokovic.

“Joguei contra Novak em Cincinnati e joguei contra Carlos aqui. Eu acho que eles são muito parecidos no nível do jogo. Há algumas coisas que Novak faz melhor e há outras coisas que Carlos faz melhor. Acho que eles estão em um nível próprio neste momento. Sim, os outros caras precisam evoluir (para chegar lá), é simples assim”, afirmou o vice-campeão do US Open em 2020.

Sobre o duelo em si com Alcaraz, o germânico gostou do que mostrou no primeiro set, mas depois disso teve problemas físicos e não conseguiu manter o nível, principalmente nos serviços. “Eu poderia tê-lo quebrado (no primeiro set), isso poderia ter acontecido do meu jeito, mas não aconteceu. Então, na segunda parcial, senti algo no glúteo, lado esquerdo”, revelou Zverev.

“Eu não conseguia mais dar tudo no saque. Minha velocidade de serviço caiu bastante em comparação com os outros dias. Especialmente contra ele, precisava de um bom dia de saque, caso contrário seria muito difícil. Acho que minha maior arma foi tirada depois do primeiro set, então ficou difícil competir”, lamentou o alemão.

Zverev explicou que o problema foi novidade e surgiu durante o jogo. “Simplesmente apareceu. O problema é que isso realmente me incomodou. Correr me incomodava um pouco, mas o maior problema era forçar o saque. Se a velocidade de saque cai, o percentual cai e fica muito difícil competir com Carlos”, acrescentou Zverev, dizendo que o desgaste no duelo com Jannik Sinner, na rodada anterior, não influenciou.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE