PLACAR

Ymanitu se recupera na dupla e faz semi em NY

Ymanitu Silva (Foto: Garrett Ellwood/USTA)

Nova York (EUA) – Representante brasileiro no torneio de tênis em cadeira de rodas no US Open, Ymanitu Silva estreou com vitória na chave de duplas em Nova York. Ymanitu e o eslovaco Tomas Masaryk venceram os turcos Ugur Altinel e Ahmet Kaplan por 6/0 e 6/2 em apenas 1h15.

Aos 40 anos, Ymanitu faz sua quinta aparição em Grand Slam e a primeira no US Open. Atuando pela divisão Quad, para jogadores com deficiência em um membro superior, o catarinense já esteve em três finais de duplas de Slam, duas em Roland Garros e uma este ano na Austrália.

“Foi um início com muita atenção, focado em não cometer erros não forçados. E depois conseguimos abrir e manter o serviço e as quebras. Com tranquilidade, levamos bem o jogo inteiro e saímos com a vitória. Agora é seguir firme para a semi”, disse Ymanitu, que enfrentará na semifinal o britânico Andy Lapthorne e o sul-africano Donald Ramphadi.

Número 8 do ranking mundial de sua divisão, Ymanitu havia sido eliminado na estreia de simples pelo norte-americano David Wagner, que já conquistou sete títulos de Grand Slam em simples e mais 22 nas duplas, por duplo 6/1.

Vitoria Miranda disputa a chave juvenil

A mineira de 16 anos Vitoria Miranda participa da competição juvenil do tênis em cadeira de rodas em Nova York. Ela esteia contra a japonesa Rio Okano. Se vencer, pode enfrentar na semifinal a holandesa Isa Schogt ou a francesa Ksenia Chasteau, cabeça 2.

Este é o segundo ano que o US Open promove uma competição juvenil para cadeirantes. Na temporada passada, o Brasil conquistou títulos de simples e duplas com a brasiliense Jade Lanai.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE