PLACAR

Wozniacki retorna à Austrália após 4 anos e avança após lesão de Linette

Wozniacki liderava o placar contra semifinalista da edição passada (Foto: Tennis Australia)

Melbourne (Austrália) – O retorno de Caroline Wozniacki ao Australian Open após quatro anos foi com resultado positivo, apesar de a partida ter sido abreviada por uma lesão de sua adversária. A dinamarquesa liderava o placar contra a polonesa Magda Linette, 24ª do mundo e semifinalista em 2023, por 6/2 e 2/0 quando Linette se retirou com uma aparente lesão no adutor da coxa esquerda. A partida durou apenas 55 minutos.

“Nunca é bom avançar dessa forma, Magda é uma grande amiga. Já nos conhecemos há muitos anos. Eu acompanhei quanto ela jogou bem aqui no ano passado”, disse Wozniacki, durante a entrevista em quadra neste domingo em Melbourne. “Então, sabia que a partida de hoje seria muito difícil. Espero que não seja nada muito grave e que ela possa se recuperar logo”.

Campeã do Grand Slam australiano em 2018, Wozniacki não atuava pela competição desde 2020, quando havia anunciado o fim de sua carreira profissional, depois de ter sido diagnosticada com artrite reumatoide, o que limitava bastante seu calendário de competições. Já aos 33 anos e mãe de dois filhos, a ex-número 1 do mundo voltou ao circuito no segundo semestre da última temporada e chegou às oitavas no US Open, perdendo apenas para a campeã Coco Gauff.

Durante o pouco tempo de disputa, Wozniacki mostrou boa movimentação nos ralis de fundo e conseguiu ditar muitos pontos, ainda que Linette tenha feito mais winners, 14 a 9. A dinamarquesa cometeu apenas 4 erros contra 22 da rival, além de ter quebrado quatro vezes o serviço da polonesa. Linette recebeu atendimento médico fora da quadra quando perdia o primeiro set por 5/2, tomou um remédio para a dor e tratou da lesão na coxa. Mas abandonou a disputa três games mais tarde.

“Fiz uma boa partida, estava pegando cedo na bola e sendo agressiva. Meu saque poderia estar um pouco melhor, espero que já na próxima rodada. Eu me sinto em casa nessas quadras, tenho ótimas lembranças. É muito especial voltar a jogar aqui”, comentou a ex-número 1 do mundo, que reiterou o desejo de voltar a ganhar um Grand Slam. “O sonho é ser campeã. Eu não esperava estar aqui de volta, mas trabalhei muito e tudo isso agora é um bônus. Sou muito grata por isso, mas obviamente estou jogando bem. Então, por que não eu?”

A próxima adversária de Wozniacki em Melbourne será a russa de 20 anos Maria Timofeeva, 144ª do ranking e vinda do quali, que derrotou a francesa Alizé Cornet por 6/2 e 6/4. Timofeeva conquistou um título de WTA no saibro de Budapeste no ano passado e faz sua primeira aparição em uma chave de Grand Slam.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE