PLACAR

Wozniacki cede apenas um game e revê última algoz

Foto: Credit One Charleston Open

Charleston (EUA) – Convidada para a disputa do WTA 500 de Charleston, a ex-número 1 do mundo Caroline Wozniacki estreou com uma vitória bastante tranquila. A dinamarquesa precisou de apenas 1h para vencer a lucky-loser norte-americana McCartney Kessler por 6/1 e 6/0. O evento é o único da temporada em quadras de har-tru (saibro verde).

Durante a tranquila estreia, Wozniacki liderou a estatística de winners por 18 a 4 e cometeu 13 erros não-forçados contra 20. Ela venceu todos os 10 pontos que disputou na rede, conseguiu seis quebras e só enfrentou um break-point. “Eu tentei focar no meu próprio jogo. Estava há cinco anos sem jogar no saibro e estou tentando ainda recuperar a movimentação ideal. Mas tudo veio muito natural para mim”.

Wozniacki foi campeã de Charleston em 2011 e disputou outras duas finais, a primeira ainda em 2009 e a outra em 2019, a mais recente que ela alcançou antes de parar de jogar. A jogadora de 33 anos ficou três temporadas e meia longe do circuito e voltou em agosto do ano passado. Ela aparece atualmente no 126º lugar do ranking.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“Não há como não amar esse torneio, é muito especial. Todas as tenistas amam jogar aqui. Já fazia algum tempo que eu não vinha. O estádio principal é novo. Quando cheguei, não sabia onde eram os vestiários e o players lounge. Mas é muito bom ver o quanto esse torneio cresceu e ver tantas crianças assistindo aos jogos”, disse Wozniacki, que agora enfrenta a ucraniana Anhelina Kalinina, sua algoz em Miami há duas semanas, numa partida de mais de 3h.

Pegula, Sakkari e Svitolina conhecem rivais
Principal cabeça de chave em Charleston e número 5 do mundo, Jessica Pegula terá um duelo norte-americano contra Amanda Anisimova, que venceu a francesa Alizé Cornet por 6/3 e 6/0. Pegula venceu o único duelo anterior contra Anisimova, disputado em Nova York no ano de 2020. No mesmo setor da chave, a polonesa Magda Linette bateu a croata Petra Martic por 6/3 e 6/4, confirmando o duelo com a ucraniana Dayana Yastremska.

Também definidas as adversárias de Maria Sakkari e Elina Svitolina. Cabeça 3 do evento e sétima do ranking, Sakkari enfrenta a búlgara Viktoriya Tomova, 74ª colocada, que derrotou a egípcia Mayar Sherif por 6/4, 3/6 e 6/2. A grega lidera o histórico por 2 a 1. Já a ucraniana, 17ª do mundo, encara a australiana Daria Saville, 107ª que venceu a alemã Tamara Korpatsch por 6/4, 3/6 e 6/2. Svitolina lidera o histórico por 7 a 2.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
3 meses atrás

Carol voltando…sera?

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE