PLACAR

Wild vira e salva o dia dos brasileiros no Rio Open

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) – No último jogo desta segunda-feira no Rio Open, o paranaense Thiago Wild salvou o dia dos brasileiros e foi o único a vencer. Para conseguir o resultado positivo, ele teve que suar a camisa e aproveitar o embalo da torcida, buscando a virada contra o chileno Alejandro Tabilo, 52º do ranking, com o placar final de 2/6, 6/4 e 6/4 em 2h15 de partida.

Esta foi apenas a segunda vitória de Wild na temporada e a primeira em chaves principais. Até então, o jogador de 23 anos e 82º do ranking só havia vencido um jogo no quali de Auckland em 2024, e vinha de eliminações nas estreias de seus dois primeiros torneios no saibro sul-americano, em Córdoba e Buenos Aires. No Rio Open, chega às oitavas pela segunda vez, repetindo a campanha de 2020.

O próximo oponente de Wild será o espanhol Jaume Munar, atual 73º do mundo, que mais cedo deixou pelo caminho o cabeça de chave 8, o austríaco Sebastian Ofner, com parciais de 6/3 e 6/1. Munar venceu os três duelos anteriores contra Wild, dois em nível challenger em 2019 e 2021, e outro no quali do Masters 1000 de Miami em 2022.

A partida começou equilibrada, com os dois tenistas confirmando os serviços sem dificuldade, só que depois do 2/2, Wild baixou um pouco o nível e acabou se dando mal. Ele sofreu duas quebras seguidas, perdeu quatro games consecutivos e assim perdeu o primeiro set depois de 32 minutos de disputa.

Wild tratou de responder com firmeza a série de games ruins que o levou a sair atrás no placar e abriu a segunda parcial com quebra no primeiro game e três break-points salvos no segundo para fazer 2/0. Depois disso, a partida foi equilibrada, com o paranaense conseguindo administrar a vantagem até o final para empatar o confronto.

No terceiro set, o atual número 1 do Brasil aproveitou a torcida nos momentos duros, primeiro para salvar um break-point no segundo game e depois no oitavo, quando encarou novo break contra, teve um game longo e conseguiu confirmar.

O momento virou para o paranaense, que no game seguinte conseguiu a quebra que iria definir o jogo. Ele então foi ao saque com 5/4 no placar, abriu 0-40, deixou escapar o primeiro match-point, mas não o segundo e concretizou a vitória para delírio da torcida que o apoiou durante as 2h08 de confronto.

18 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Evandro
Evandro
1 mês atrás

Parabéns!! A tendência é que Jaume seja um adversário menos encrencado.

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Evandro

Espanhol no saibro sempre é jogo encardido. Aliás, isso aí é ATP 500, o Wild pegou uma chave onde não tem nenhum adversário molezinha
Um teste perfeito para suas habilidades.

Renao
Renao
1 mês atrás
Responder para  Evandro

Nos ultimos 3 jogos disputador o brasileiro perdeu, vamos torcer!

JONY MARCIO SANTOS
JONY MARCIO SANTOS
1 mês atrás

Hoje sim valeu demais. Depois de um começo ruim, embalou e lutou pra caramba até conseguir a brecha que trouxe a vitória. E esse chinelo é encardido, ganhou um ATP 250 não tem nem um mês. E começou firme demais o jogo, dava a impressão que seriam dois sets rápidos. Recuperação impressionante do brasileiro. No papel esse jogo de hoje parece bem mais complicado que essa segunda rodada contra o espanhol Munar, que começou bem a carreira, mas deu uma estagnada e não consegue grandes resultados já faz um bom tempo. Quem sabe depois de vários anos vamos ter um brasileiro nas quartas e provavelmente num jogão contra o Norie.

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  JONY MARCIO SANTOS

Super concordo com sua análise. Chileno jogou um bolão hj msm, tava firme demaaaaais no saque, o Paranaense brilhou mto hj no aspecto mental, remontando após aquele 1° set errático.

Pelo q jogou o Tabilo foi sim uma grande vitória do Wild, dá esperanças para embalar no torneio, ainda q o histórico de 0x3 contra o espanhol assuste..

Última edição 1 mês atrás by Refaelov
JONY MARCIO SANTOS
JONY MARCIO SANTOS
1 mês atrás
Responder para  Refaelov

Verdade mesmo. Vamos ver se ele desfaz essa freguesia amanhã. Esses pontos de quartas ajudariam demais pro restante da temporada.

Jorge Luiz
Jorge Luiz
1 mês atrás

Parabéns Wild ótima vitória,bora despachar o espanhol agora

Fabricio
Fabricio
1 mês atrás

Show! Que grande vitória, sobre um Tabilo confiante e que vem jogando muito esse ano. Virada espetacular, parabéns Wild. Que essa vitória seja o início de um grande ano de 2024 pra você. Foco garoto!

Leonel
Leonel
1 mês atrás

Ao meu ver Munar joga menos que o Tabilo. Munar parece ser menos encardido/consistente. O legal é que o Wild responde bem com a energia do público. Tá de parabéns pq virar um jogo desse tem que estar mentalmente forte.

Heitor Rodrigues de Figueiredo

Bora wild. Selvagem

Heitor Rodrigues de Figueiredo

Bora acabar com a sina de derrotas para o munar mala.

Edu
Edu
1 mês atrás

Me pareceu que o Thiago entrou com pouca agressividade no primeiro set e estava tentando enquadrar o jogo dele ao do canhoto, usando menos do tipico inside out de direita dele e indo excessivamente em busca do backhand do Chileno. A reação veio quando ele seguiu mais seu estilo de jogo e o Chileno deu uma leve caída. Wild tem mentalidade de vencedor e muitas vezes cresce nas horas difíceis. Isso é difícil aprender. Seguimos na torcida

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás

Parabéns Wild, mas que jogo horrível de se ver. 70% dos pontos foi erro do oponente, pros dois lados. Quem errou menos venceu. E Wild ganhou no grito(torcida), acho que se não fosse isso tinha perdido. Me preocupa seu tenis ter decaído tanto esse ano. Joga mais que isso.

Rogério Falco
Rogério Falco
1 mês atrás

Boa vitória! Era isso que mais importava, pois vinha muito mal. E foi cirúrgico, dois BP a seu favor e duas quebras confirmadas. Agora vai mais confiante.

Guilherme do ES Ribeiro
Guilherme do ES Ribeiro
1 mês atrás

Bela vitória do Wild. Ficou firme no jogo, arriscou bastante com a direita e foi muito corajoso nos momentos difíceis, tanto no segundo como no terceiro set. Munar nas oitavas não será fácil. É um saibrista de formação. Mas dá pro Wild vencer e avançar as quartas de final, fazendo seu primeiro bom resultado este ano.

Leo, o realista
Leo, o realista
1 mês atrás

Ufa, salvou o dia! Sem o Wild, o tenis brasileiro masculino agoniza

Márcio
Márcio
1 mês atrás

Ótima apresentação do Thiago nos 2S e 3S, não deu chances ao Tabilo!! Se mantiver o nível, vai longe!! Boraaa!

Tadeu Schmidt
1 mês atrás

Na chave o adversário menos duro deve ser o Norrie nas Quartas. O Munar já fez duplas com o Nadal. Final de Juvenil. O Tabilo vem de 23 vitórias e 4 derrotas. 4 Challengers em 2023. ATP em 2024. O Jarry bateu Alcaraz em Buenos Aires.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE