PLACAR

Wild passa Monteiro e volta a ser número 1 do Brasil

Londres (Inglaterra) – A disputa pelo posto de número 1 do Brasil no ranking continua acirrada. Nesta segunda-feira, o paranaense Thiago Wild voltou a ser o melhor do país ao superar o cearense Thiago Monteiro. Ambos subiram no ranking, mas a ascensão de Wild foi maior e ele está uma colocação acima do compatriota.

O paranaense ganhou seis lugares nesta semana e agora é o 117º do mundo, enquanto o canhoto de Fortaleza subiu três posições e está no 118º posto. Wild se manterá como melhor do país na próxima semana e pode ampliar a vantagem se for bem no ATP de Kitzbuhel, podendo até sonhar com um inédito top 100.

Se os dois melhores do Brasil subiram no ranking, os três seguintes não tiveram a mesma sorte. O paulista Felipe Meligeni amargou queda de uma colocação e agora é o 177º do mundo. O pernambucano João Lucas Reis perdeu quatro lugares e ocupa o 286º posto e o paulista Matheus Pucinelli quase saiu do top 300, caindo para 298º.

Um pouco mais embaixo, o veterano paulista Daniel Silva saiu do top 400, perdeu 19 posições e foi para a 402ª no ranking. Queda ainda mais acentuada foi a do catarinense Pedro Boscardin, que despencou 61 lugares e agora é apenas o 470º do mundo.

Em contrapartida, o brasiliense Gilbert Klier conseguiu uma bela disparada, recuperando 201 lugares com os pontos do título do M15 de Monastir, duas semanas atrás, sendo computados. Voltando em junho após suspensão de 12 meses por doping, ele é o 788º do mundo, mas ainda distante do 354º lugar, o melhor da carreira até então.

Veja o top 10 das brasileiros na ATP:

Thiago Wild – 117º (+6)
Thiago Monteiro – 118º (+3)
Felipe Meligeni – 177º (-1)
João Lucas Reis – 286º (-4)
Matheus Pucinelli – 298º (-10)
Eduardo Ribeiro – 322º (+1)
Gustavo Heide – 338º (+1)
Daniel Silva – 402º (-19)
Pedro Boscardin – 470º (-61)
Orlando Luz – 483º

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE