PLACAR

Vitória de Djokovic esquenta duelo de gerações

Abraçados e sorridentes na cerimônia de premiação do ATP 1000 de Cincinnati o duelo de gerações ganhou novos ingredientes na atual rivalidade entre o número 1 do mundo, Carlos Alcaraz, e o 2, Novak Djokovic. A vitória do sérvio talvez não apague a frustração de Wimbledon, mas deixa claro que este genial tenista ainda tem muito a dar, aos 36 anos – 16 a mais que espanhol – e revelar aos amantes do tênis espetáculos sensacionais, de altíssimo nível, como os dois apresentaram no último domingo.

Djokovic entrou como ‘estraga festa’ nos tempos mais intensos do “Fedal”. Agora segue muito forte e não restam dúvidas de que o sérvio vai ajudar Carlos Alcaraz a ser um jogador cada vez melhor. A vitória em Cincy foi marcada pela plena sabedoria do que fazer para superar tantos desafios.

A experiência teve um papel fundamental. Djokovic parecia preocupado com suas condições físicas. Mas soube como dosar as energias para chegar ao resultado final, após 3h50 de uma verdadeira batalha de titãs. Esperto também conseguiu quebrar o clima. E com uma frase marcante “Garoto (Alcaraz) você nunca desiste, Jesus Cristo”, tirou o espanhol do choro e o levou ao seu já conhecido largo sorriso. Mais do que o 39.º título de ATP 1000, este jogo fez muito bem ao tênis. Um esporte tão apaixonante segue repleto de emoções.

NOVA CARA – Com Carlos Alcaraz, entre vários outros nomes, o tênis – masculino e feminino – vem com uma nova geração de grandes talentos. E pelo licença para mudar um pouco de assunto e revelar que o TenisBrasil também vem de cara nova por aí.

Comandado pelo jornalista José Nilton Dalcin, o TênisBrasil é um site de vanguarda. Há algumas décadas, quando sequer se falava em blogs, Dalcin apresentou-me uma proposta para contar minha experiência no circuito mundial, entre as várias coberturas internacionais. Inauguramos na época o “Recado do Chiquinho”, que depois foi rebatizado de Tênis.comChiquinho. A ideia é mostrar as várias facetas do esporte, com diversas opiniões e histórias.

Jornalista especializado em tênis, com larga participação em diversos órgãos de divulgação, como TV Globo, SporTV, Grupo Bandeirantes de Comunicações e o jornal Estado de S. Paulo. Revela sua experiência com histórias de bastidores dos principais torneios mundiais. Já cobriu mais de 70 Grand Slams: 30 em Roland Garros; 21, no US Open; 18 em Wimbledon; e 5 no Australian Open.
Jornalista especializado em tênis, com larga participação em diversos órgãos de divulgação, como TV Globo, SporTV, Grupo Bandeirantes de Comunicações e o jornal Estado de S. Paulo. Revela sua experiência com histórias de bastidores dos principais torneios mundiais. Já cobriu mais de 70 Grand Slams: 30 em Roland Garros; 21, no US Open; 18 em Wimbledon; e 5 no Australian Open.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Quando os tenistas se machucam, mas ainda vencem

ATP seleciona as 10 melhores jogadas do ATP FInals