PLACAR

Vinda do quali, Cé é superada por croata na estreia

Gabriela Cé (Foto: Luiz Cândido/CBT)

Koper (Eslovênia) – Depois de ter passado por um quali com duas rodadas, Gabriela Cé foi eliminada na estreia da chave principal do ITF W75 de Koper, em quadras de saibro na Eslovênia. A gaúcha de 31 anos e 430ª do ranking foi superada nesta quarta-feira pela croata de 21 anos Antonia Ruzic, 210ª do ranking, por 6/3 e 6/1 em 1h27 de partida.

Cé recebe três pontos na WTA por suas duas viórias no quali, sobre a eslovena Zala Bizjak e a russa Ekaterina Yashina. O melhor ranking da carreira para a canhota gaúcha é o 221º lugar, de setembro de 2019.

Na atual temporada, Gabriela Cé acumula dez vitórias e nove derrotas no circuito profissional. Ela tem como melhores resultados as quartas de final em Campinas e Buenos Aires. Semana que vem, a brasileira disputa um ITF W35 em Santa Margherita di Pula, no saibro italiano.

6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
F.F.
F.F.
1 mês atrás

Que faaaaseeee da Cè

Thiago Silva
Thiago Silva
1 mês atrás

Coitado do pai da Cé, o que ela já ganhou de prize money na carreira não deve pagar nem metade do que gastou pra jogar os torneios.

João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás
Responder para  Thiago Silva

E quanto ela ganhou de prize money?

Rockton
Rockton
1 mês atrás
Responder para  Thiago Silva

Cara, há coisas que estão acima do dinheiro. Ela deve ter um grande amor pelo tênis. Joga porque ama. Mas realmente, o nível dela é no máximo o de jogar Challenger pouco disputados.
Eu admiro muito guerreiras como ela. Pode não ser uma campeã no tênis, mas que trabalha sempre alcança. Ela será vitoriosa na vida.

Bruno
Bruno
1 mês atrás
Responder para  Thiago Silva

Nos torneios tem se inscrevem aquela que vão ganhar e aquelas que vão perder.

Rockton
Rockton
1 mês atrás

Gabriela Cé é uma grande competidora. A vi jogar em um Challenger no final de anos passado. Realmente o nível dela é, no máximo, o de um Challenger. Mas fico impressionado com a determinação e persistência dela. É uma guerreira.
Deve ter uma enorme paixão pelo tênis.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE