PLACAR

Vekic derruba Sabalenka com virada e ‘pneu’ em Dubai

Donna Vekic (Foto: Dubai Duty Free Tennis Championships)

Dubai (Emirados Árabes) – Depois de três semanas sem jogar, a bielorrussa Aryna Sabalenka disputou sua primeira partida como bicampeã do Australian Open e acabou sendo eliminada logo na estreia do WTA 1000 de Dubai. Nesta terça-feira, a número 2 do mundo até saiu na frente, mas levou a virada da croata Donna Vekic, que anotou um ‘pneu’ na última parcial e fechou o jogo com o placar de 6/7 (5-7), 6/3 e 6/0 em 2h23.

Esta foi a sexta vitória de Vekic em oito jogos contra Sabalenka, e a quinta em três sets. Curiosamente, todos os encontros entre elas aconteceram sobre quadra dura. Quadrifinalista no ano passado, a bielorrussa de 25 anos perderá 180 pontos no ranking e pode ver Iga Swiatek aumentar ainda mais a vantagem na liderança. Para isso, a polonesa precisaria chegar pelo menos à final e igualar sua campanha de 2023. Ela, no entanto, não corre nenhum risco de perder o número 1 nesta semana.

Por outro lado, Vekic disputa o torneio pela segunda vez na carreira e já tem o seu melhor resultado, tendo caído na estreia em 2019. Nas oitavas de final, ela terá pela frente a romena Sorana Cirstea, que derrubou também nesta terça-feira a russa Veronika Kudermetova, 14ª cabeça de chave da competição, por 6/1 e 6/4.

A vencedora deste duelo enfrentará quem passar do confronto entre a tcheca Marketa Vondrousova, sétima pré-inscrita e que derrotou a norte-americana Peyton Stearns por 6/1, 5/7 e 6/2, e a russa Liudmila Samsonova, que contou com a desistência da compatriota Anastasia Pavlyuchenkova e sequer precisou entrar em quadra.

A partida entre Vekic e Sabalenka começou com games bem longos e disputados, oferecendo vários break-points para ambas as jogadoras. Depois de duas trocas de quebras e três chances da bielorrussa fechar a parcial, a definição do primeiro set foi para o tiebreak e a número 2 do mundo levou a melhor em sua sexta oportunidade de abrir o placar.

O segundo set começou com a croata pressionando o serviço da adversária e obtendo a primeira quebra logo de cara. No entanto, Sabalenka igualou tudo de novo no quarto game, mas no sétimo desperdiçou um break-point que custaria muito caro. Isso porque logo depois de salvar seu saque, Vekic conseguiu uma quebra de zero e pôde sacar para empatar a partida.

Na parcial decisiva, Sabalenka acertou apenas metade do primeiro serviço em quadra, ganhou 45% dos pontos nessa condições e apenas 27% com o segundo saque, além de cometer quatro duplas faltas. Não à toa, não conseguiu vencer um único game e foi eliminada com um ‘pneu’, perdendo ao todo os últimos nove games do jogo.

12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Andrade
Andrade
1 mês atrás

Sabalenka perdendo, levando pneu no terceiro set! O tênis feminino é realmente imprevisível!

Vanessa
Vanessa
1 mês atrás
Responder para  Andrade

Neste caso aqui está mais parecendo freguesia mesmo. Todos os méritos a Vekic.

Albert
Albert
1 mês atrás

Baixou a Bia!!! Ok, podem me dar thumbs down, sem problemas.

Albert
Albert
1 mês atrás
Responder para  Albert

Obrigado. Mas ainda espero mais. Boa terça a todos.

Cristiana
Cristiana
1 mês atrás

Por que será que aqui sempre tem comentário de gênero e raras análises da partida ou das jogadoras em si?
Não me refiro aos jornalistas e colunas do Tênis Brasil, mas aos leitores que comentam. Impressionante.
Não perdem uma oportunidade sequer de dizer “o tênis feminino é imprevisível…”, como se tudo se resumisse a gênero masculino X feminino. Que tedioso…

Thiago Silva
Thiago Silva
1 mês atrás
Responder para  Cristiana

Na realidade, de 5 comentários até agora, apenas um focou em gênero até. Os outros 4 focaram em “análise da partida”.
Mas porque te incomoda tanto alguém dizer que o “tenis feminino é imprevisível”?
Eu por exemplo acho o contrário, tenis feminino é bem previsível assim como o masculino.
Mas não me incomoda em nada alguém fazer um comentário “tolinho” digamos assim…

Vanessa
Vanessa
1 mês atrás

Pois é, não é só de “pancadaria” que se vive o tênis. E a Vekic pelo o que o próprio retrospecto indica já sacou o “jogo” da Sabalenka faz tempo.

Thiago Silva
Thiago Silva
1 mês atrás
Responder para  Vanessa

Favor excluir, a resposta era para outro comentário.

Última edição 1 mês atrás by Thiago Silva
Edward
Edward
1 mês atrás

Situação muito parecida com a partida da Bia.
Sabalenka com quebra acima no segundo set e não sustentou, aí a adversária cresceu e trucidou.

Eu até gostei, tem horas que essa gritaria da Sabalenka enche o saco.
E nada contra a Cirstea, mas que fase da Kudermetova…

Adalberto
Adalberto
1 mês atrás

Cadê os detratores da Bia?

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
1 mês atrás
Responder para  Adalberto

Uai, era a Bia jogando?

Ubiratan (Black)
1 mês atrás

Pneu na virada e 9 games seguidos perdidos.
Se foi o foi com Bia, quem o tais entendidos dizem não jogar nada e que deveria estar do top 100 pra baixo, imagine com a Sabalenka, uma das melhores do mundo.
Esperava nada menos que o mundo cair hoje. SQN! 10 posts! é notório que o problema de viários aqui não é discutir, mesmo que de forma crítica, o jogo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE