PLACAR

Um ano longe do circuito, Kyrgios revela gravidade de sua lesão

Foto: Mike Lawrence/ATP Tour

Camberra (Austrália) – Completando um ano de afastamento do circuito, o australiano Nick Kyrgios teve alguns detalhes de sua lesão no punho revelados pelo Dr. Michael Sandow, que foi o responsável por operar o ex-número 11 do mundo. Em entrevista ao The Canberra Times, o médico contou que o tenista estava muito deprimido antes de se submeter a uma cirurgia para tentar salvar sua carreira.

“Ele estava bastante incapacitado quando o vi pela primeira vez. Agora ele está jogando tênis novamente. Se você conversar com alguém do mundo dos especialistas em punho, eles ficarão bastante surpresos. Você simplesmente não obtém esses resultados”, disse o médico, revelando a gravidade da lesão que Kyrgios tinha no punho.

“Se ele estivesse jogando futebol, você poderia colocar fita adesiva, mas no tênis ele está colocando muita carga no punho, e você está olhando para uma data de retorno de 12 meses. Ele está batendo bolas aos nove meses. Não há razão para ele não ter um punho normal pelo resto da vida”, acrescentou Sandow, otimista com o futuro do australiano.

O médico lembrou da primeira conversa entre eles, na qual Nick estava muito deprimido, “Ele estava pensando em nunca mais jogar tênis. Ele tinha uma instabilidade muito desagradável no punho, com uma ruptura que podia causar um colapso significativo do osso do punho e levar inevitavelmente à artrite”, disse Sandow.

Kyrgios falou sobre a lesão e disse que 10 meses depois da cirurgia, apenas estar de volta às quadras e poder jogar é um passo gigante. “Tem sido um momento realmente desafiador, o mais difícil da minha carreira. As pessoas não esperam que eu volte, principalmente depois de uma lesão como essa, então adoraria fazer isso e jogar novamente”, comentou o australiano.

“O processo foi honestamente brutal. A cirurgia foi há quase 10 meses e não é uma lesão muito comum, então estamos experimentando o quanto podemos forçar. Ninguém realmente se recuperou de uma lesão como essa antes. Até agora, estar de volta à quadra é bastante surreal. Só chegar lá e jogar em um nível decente novamente seria um bônus”, finalizou.

6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Gilvan
Gilvan
20 dias atrás

Não levava a carreira muito a sério enquanto estava atuando, não seria muito diferente na sua recuperação.
Está fazendo a fisioterapia de forma adequada? Está mantendo uma boa alimentação? Seguiu as determinações médicas durante a recuperação? Acho tudo muito improvável.

Refaelov
Refaelov
20 dias atrás
Responder para  Gilvan

Concordo plenamente. Obviamente não temos como cravar isso mas, é muiiiito difícil de acreditar q esse agravamento da lesão não tenha relação com um descomprometimento com as rotinas de recuperação(dá pra fazer um parelelo com o Neymar e suas lesões intermináveis..)

Gilvan
Gilvan
20 dias atrás
Responder para  Refaelov

Exatamente. Neymar tinha previsão de retornar aos gramados em maio. Estamos entrando em julho e não há qualquer perspectiva de retorno do cidadão.
Quem não leva a carreira a sério está mais suscetível a lesões e, à medida que envelhece, a recuperação só demandará ainda mais tempo.

Alexandre
Alexandre
19 dias atrás
Responder para  Gilvan

Longe de querer defender Neymar, mas ele operou no início de Novembro de 2023, sendo que a previsão mínima de retorno divulgada foi de 09 meses, ou seja, início de Agosto, sendo considerado normal uma recuperação em 10 ou 11 meses.

Quanto a Kyrgios, entendo ser muito vago opinar quanto a sua dedicação na recuperação da lesão somente baseado na sua conduta e dedicação como jogador.

andre dalla
andre dalla
19 dias atrás
Responder para  Gilvan

Concordo , faz falta ao circuito de tênis, mas não tem disciplina para voltar. Pode até voltar, mas não no seu melhor.

Arrison schiace
Arrison schiace
18 dias atrás
Responder para  andre dalla

Só acho que falta mais falastrões no tenis, Kyrgios faz falta, pois além de bad boy é um excelente falastrão.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE