PLACAR

Título aproxima Gustavo Almeida do top 60 e de RG

A conquista do ITF J200 de Istres no último domingo ajudou Gustavo Almeida a dar um salto na atualização do ranking mundial juvenil. O paranaense de 17 anos ganhou 22 posições e alcançou o 61º lugar na lista divulgada nesta segunda-feira. Com isso, fica colado no top 60, posição considerada ideal pensando na classificação direta para Roland Garros de sua categoria, que divulgará sua lista de inscritos daqui a duas semanas.

Almeida já se torna o segundo melhor brasileiro no ranking juvenil, atrás apenas do carioca João Fonseca que ocupa o terceiro lugar, mas já está inteiramente dedicado ao tênis profissional. Campeão da Copa Davis Junior em 2022, o paranaense venceu seu maior título individualmente e tem como melhor ranking da carreira o 41º lugar, alcançado em janeiro.

Outros dois brasileiros aparecem próximos dos 60 melhores do ranking: O paulista Enzo Kohlmann está no 63º lugar, enquanto o mineiro Pedro Rodrigues está na 66ª posição. Já o carioca Nicolas Oliveira, que recentemente ganhou um ITF J100 em Assunção, iniciou a semana fora do top 100, ocupando o 101º lugar.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Na lista feminina, a melhor brasileira segue sendo a paulista de 17 anos Olívia Carneiro, que ocupa a 39ª posição. Em situação confortável na busca por vaga em Roland Garros, Olívia tem disputado torneios profissionais nas últimas semanas, em busca dos primeiros pontos na WTA. Já a potiguar Victória Barros, de 14 anos e que está em busca da primeira participação em Grand Slam, permaneceu no 83º lugar do ranking juvenil.

Tanto Victória quanto Gustavo disputam nesta semana o ITF J300 de Beaulieu-sur-Mer, novamente no saibro francês. O atleta do Instituto Ícaro, de Curitiba, estreia contra o alemão Justin Engel, 92º do ranking. Se vencer, pode enfrentar o cabeça 5 local Nathan Trouve ou o iraniano Kasra Rahmani. Já a brasileira que treina na academia de Patrick Mouratoglou estreia contra a italiana Anastasia Bertacchi, que veio do quali. E em caso de vitória, pode desafiar a australiana Emerson Jones, finalista do Australian Open e número 3 do ranking juvenil, que estreia contra a francesa Daphnee Perricard.

O Brasil já tem dois tenistas garantidos no torneio juvenil de Roland Garros, o goiano Luis Augusto Miguel e a paulista Nauhany Silva, que conquistaram há oito dias o Junior Series em São Paulo.

Leia mais:

Além de Guto e Naná, como estão os brasileiros em busca de RG

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Vanessa
Vanessa
1 mês atrás

Na torcida para que todos os meninos próximos da classificação a consigam. E torcendo muito pela Victória para termos três meninas na chave feminina também. Seria demais!!!

Anastácio Filho
Anastácio Filho
1 mês atrás

Mário Sérgio Cruz, já perguntei aqui nesse site, mas não lembro da resposta. Existe algum link ou alguma outra forma de assitir esses jogos da Victória Barros nesses itf j200 ou j300? Queria ao menos 1 vez assitir um jogo da Victória, pq da Nahuany eu consegui, agora que ela ganhou o RG Juniors Series. Obrigado

Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.
Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Quando os tenistas se machucam, mas ainda vencem

ATP seleciona as 10 melhores jogadas do ATP FInals