PLACAR

Tenistas que estavam em Israel desembarcam em São Paulo

Daniel Rodrigues, Leandro Pena e Ymanitu Silva pousaram nesta terça-feira em Guarulhos (Foto: CBT)

Guarulhos (SP) – Os três atletas do tênis em cadeira de rodas que estavam desde o último sábado em Israel já estão no Brasil. Depois de passarem 33 horas no aeroporto de Tel Aviv, durante o ataque do Hamas, Daniel Rodrigues, Leandro Pena e Ymanitu Silva pousaram nesta terça-feira às 11h10 (de Brasília), no Aeroporto de Guarulhos (SP).

Os tenistas estavam em Tel Aviv para disputar o Israel Open, em Ramat Hasaron. Só que, poucas horas depois de desembarcarem, voltaram ao aeroporto por conta dos bombardeios na cidade. No domingo, conseguiram um voo para a Tailândia e ainda fizeram conexão em Doha, com destino ao Brasil.

Rodrigues conta um pouco do clima das horas em que ficaram no país do Oriente Médio. “O sentimento de quando eu estava lá foi de agonia e até achei que não fossemos conseguir sobreviver. Agora, o clima é de alegria pelo retorno ao nosso país e o que nos resta é pedir orações para as pessoas que estão lá, para que tudo termine bem”, comentou o mineiro.

Em entrevista à Globonews, ele relatou que escutou os primeiros bombardeios quando estava no hotel e que o grupo foi orientado a voltar para o aeroporto. “No café da manhã, a gente escutou um barulho muito forte, parecendo de bomba. Mas a gente não imaginava que era isso. Foi aí que bateu o desespero, porque foram Momentos que a gente já não tinha mais controle nem se conseguiríamos voltar. É uma satisfação poder chegar aqui no Brasil, porque vivemos momentos muito difíceis”.

Silva concorda com o colega e fala da sensação de alívio. “No momento só quero ver a minha família e nunca mais passar por aquela sensação horrível de terrorismo. Não sabíamos o que aconteceria e fomos para um abrigo antiaéreo dentro do aeroporto, torcendo para ficarmos bem. É bom voltar e que Deus proteja a todos”, pontuou o catarinense “Quando tocou a sirene, o pessoal da segurança começou a mandar todo mundo descer para o abrigo. Mas eram tudo com escadas. Então, nós três ficamos parados nas escadas esperando. Ficamos com muito medo”.

Depois dos dias de tensão, Pena contou sobre o apoio que tiveram para conseguirem os voos de volta ao país. “Estamos muito felizes por conseguir retornar para casa e gostaria de agradecer à equipe da CBT. Todos os envolvidos nos deram o suporte necessário nesse momento difícil, com ajuda nas passagens e contato constante”, disse. “Pousamos por volta de 11h. Graças a Deus foi uma viagem tranquila. Agora só esperar um voo para Uberlândia à noite. Acredito que 20h40 eu estarei em casa, com a minha família e vou poder descansar desse tormento que a gente viveu. Obrigado pela torcida de todos”.

Após pousarem em Guarulhos, os atletas agora seguem para suas respectivas cidades: Daniel está a caminho de Belo Horizonte (MG), Leandro Pena embarca para Uberlândia (MG) e Ymanitu vai para Tijucas (SC).

Rafael Westrupp, presidente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT), falou sobre a operação para trazer os jogadores de volta para casa. “Assim que recebemos o primeiro contato dos nossos atletas, imediatamente iniciamos uma força tarefa para trazê-los de volta e em segurança. Gostaria de agradecer o apoio do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), em nome do presidente Mizael Conrado, do Ministério do Esporte e também da Embaixada do Brasil em Tel Aviv, que acompanharam todo esse processo”, explicou o dirigente.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE