PLACAR

Suspenso desde julho, Ymer decide parar de jogar

Mikael Ymer

Estocolmo (Suécia) – O sueco Mikael Ymer anunciou nesta sexta-feira o fim de sua carreira profissional no tênis. O sueco de 24 anos é o atual 80º do ranking. Ele estava suspenso do circuito desde julho, em decisão anunciada pela Corte Arbitral do Esporte (CAS), depois de não informar corretamente o endereço para a realização de três exames antidoping. Seu período de suspensão seria de 18 meses.

“Olá pessoal, decidi me aposentar do tênis profissional. Obrigado a todos pelas lembranças incríveis! Foi uma longa jornada! Desejo felicidades a todos os meus antigos colegas nas futuras competições. Deus é Grande sempre”, escreveu Ymer nas redes sociais. O sueco vivia sua melhor temporada no circuito e chegou ao top 50 em abril, mas só disputou uma final de ATP, no ano de 2021 em Winston-Salem.

Ymer vinha se defendendo da suspensão nos últimos meses e havia sido considerado inocente em primeira instância, mas em julho de 2022, a ITF entrou com um recurso na CAS e solicitou que um período de dois anos de inelegibilidade fosse imposto ao jogador. O recurso foi acolhido parcialmente e a punição começou a valer no dia 17 de julho.

“Tenho 24 anos, estou no auge da minha carreira, e fui supenso por 18 meses. Banido não por obter uma vantagem competitiva ilegal sobre meus colegas, não por manipular o resultado de um jogo e nem por obter ganhos financeiros ilegais, mas por causa de um detalhe técnico logístico que eu não tinha como evitar”, defendeu-se o tenista.

“Parece um sonho ruim. Não creio que a justiça tenha sido feita. Nem com a decisão em si, nem com a punição que parece completamente desproporcional em comparação com outras proibições que foram impostas nos últimos anos. Tudo o que quero fazer é tentar ser o melhor tenista que posso ser e aproveitar ao máximo minha carreira no tempo limitado que tenho para competir profissionalmente. Uma suspensão de 18 meses é de fato uma proibição de 3 anos – pois vai levar muito tempo e um esforço substancial para fazer com que meu ranking volte ao ponto em que está agora, já que vou começar do zero. E não há garantia de que conseguirei fazer isso”, argumentou o jogador.

Ao longo de sua carreira profissional, Ymer acumulou 74 vitórias e 81 derrotas em torneios da ATP, superando este ano o top 10 Taylor Fritz na grama de Wimbledon. Ele venceu quatro torneios challenger em sete finais disputadas e recebeu um prêmio em dinheiro de US$ 2,74 milhões.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE