PLACAR

Stefani: “Tiramos lições desse primeiro torneio no saibro”

Foto: Divulgação

Madri (Espanha) – Apesar da eliminação precoce no WTA 1000 de Madri, onde ela e a holandesa Demi Schuurs eram cabeças de chave 3, a paulista Luisa Stefani não saiu tão negativa da competição. Ela analisa que a parceria mostrou algumas coisas boas e tem tudo para seguir evoluindo para a disputa do WTA 1000 de Roma e depois para o foco da temporada de saibro que é Roland Garros.

“Tiramos muitas coisas positivas nesse primeiro torneio no saibro e alguns pontos a focar bem e atacar nesta semana de treinos que teremos antes de Roma. Importante agora é tirar as coisas boas desses dois primeiros jogos que fizemos e continuar crescendo e melhorando ao longo da gira para chegar bem na Itália e no objetivo principal que é Roland Garros”, disse a número 1 do país nas duplas.

Ocupando atualmente a 10ª colocação no ranking da WTA, Stefani não defende nada no Foro Itálico, onde foi derrotada na estreia no ano passado, jogando com a canadense Gabriela Dabrowski, que foi também sua parceira em Roland Garros, onde elas não passaram das oitavas. As duas romperam após o Grand Slam francês e não jogaram mais juntas.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE