PLACAR

Sinner vence e de novo vai atrás de seu Masters

Foto: ATP

Toronto (Canadá) – O italiano Jannik Sinner se deu mais uma oportunidade de conquistar seu primeiro troféu de nível Masters 1000. Duas vezes finalista em Miami, ele irá decidir neste domingo o Masters do Canadá, depois de vencer com autoridade o norte-americano Tommy Paul, com as parciais de 6/4 e 6/4.

Sinner enfrentará o australiano Alex de Minaur, contra quem venceu todos os duelos já feitos, incluindo um na final do Next Gen Finals de 2019. Sinner venceu no piso duro de Sofia, em 2020, e no Australian Open de dois anos depois, além de ter dominado no saibro de Madri meses depois.

Como nenhum dos dois finalistas tem troféus de nível 1000, o vencedor deste domingo fará companhia ao russo Andrey Rublev como debutantes da temporada. Rublev ganhou Monte Carlo em abril.

Sinner perdeu Miami deste ano para Daniil Medvedev, além de ter sido semifinais em Indian Wells e Monte Carlo, tendo assim 17 vitórias em 21 jogos de Masters neste ano. Há dois anos, ele perdeu outra final em Miami para Hubert Hurkacz.

No geral, o italiano de 21 anos tem quatro finais na temporada, com título em Montpellier, e 11 na carreira, tendo vencido sete vezes, seis na quadra dura, o mais importante deles no 500 de Washington no ano passado. Caso conquiste o título, também subirá para um inédito sexto lugar do ranking.

Jogo de trocas pesadas
O terceiro duelo entre Sinner e Paul – estavam empatados mas nunca jogaram no piso duro – foi um duelo de pesadas trocas de bola no fundo de quadra, onde se destacavam dois backhands muito sólidos. O problema do norte-americano era o forehand e o adversário percebeu isso bem cedo.

Os dois trocaram quebras nos games iniciais e a solidez de Sinner ficou patente no sexto game. O primeiro set viu baixa produtividade de primeiro saque (47% do italiano e 55% do norte-americano) e também de winners (7 a 6). A diferença mais crucial foram os 13 erros de forehand de Paul.

O segundo set continuou a assistir muitas rebatidas firmes dos dois jogadores, mas Sinner aproveitou o terceiro break-point que apareceu no quarto game para fazer 3/1 e fez um belíssimo ponto para evitar a quebra em seguida, em que sobrou paciência para deslocar o adversário o tempo todo.

Paul nunca desistiu. Teve mais chances de reagir e por fim foi recompensado com a quebra quando o italiano sacou para a vitória. No entanto, foi sua vez de cometer dois erros incríveis e outra vez errar forehands para ser enfim eliminado após notável campanha.

O norte-americano encerrou com 35 falhas, sendo 26 de forehand. Ele tentava ser o primeiro tenista de seu país a conquistar o torneio desde Andy Roddick em 2003. Sinner por seu lado se tornou o primeiro italiano a atingir a final do tradicional evento canadense em toda a Era Profissional.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE