PLACAR

Sinner mantém embalo no saibro e arrasa Korda na estreia

Foto: Corinne Dubreuil/ATP Tour

Monte Carlo (Mônaco) – Em seu primeiro jogo como vice-líder do ranking, o italiano Jannik Sinner manteve no saibro o alto nível mostrado nas quadras duras e estreou no Masters 1000 de Monte Carlo com uma tranquila vitória sobre o norte-americano Sebastian Korda, que venceu apenas três games e foi superado com o placar final de 6/1 e 6/2, em 1h15 de confronto.

Semifinalista no ano passado, o italiano precisa repetir a campanha em 2024 para não perder o número 2 para o espanhol Carlos Alcaraz. Depois de anotar sua sétima vitória consecutiva, Sinner terá pela frente o alemão Jan-Lennard Struff. Eles se enfrentaram apenas uma vez, semanas atrás em Indian Wells, onde o germânico levou a pior em dois sets.

O domínio de Sinner na partida ficou evidente nos números, com o italiano anotando mais que o dobro de bolas vencedoras (17 a 7) e cometendo menos da metade dos erros não forçados de Korda (9 a 22). Ele também foi bastante superior com o saque, faturou 74% dos pontos disputados, e também pressionou na devolução, com 53% de aproveitamento.

A partida começou aberta, com chances de quebra para ambos os lados nos dois primeiros games, mas foi logo de cara que Sinner mostrou que estava forte. Depois de bater o saque de Korda no game inicial, ele salvou três break-points na sequência e abriu 2/0. O norte-americano confirmou no terceiro game, mas depois empacou no placar, amargou mais duas quebras e perdeu o set.

Na segunda parcial, o italiano manteve o rival sob controle e por pouco não anotou quebra logo no começo, deixando escapar quatro break-points no segundo game. Porém, no quarto ele voltou a superar o saque do norte-americano, algo que repetiu novamente no oitavo e último game, selando sua vitória no primeiro match-point que teve.

 

15 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Guilherme ES Ribeiro
Guilherme ES Ribeiro
1 mês atrás

Excelente início. Não esperava tanta facilidade. Será que ele vai manter o nível das quadras rápidas também no saibro?

João
João
1 mês atrás

Caramba, eu iria dar uma espiada em alguns lances mas quando me dei conta que tinha esse jogo, já tinha acabado.
Sinner segue o caminho do Djoko?
Após o Big3 e Big4, teremos um novo Big2 (Djoko e Sinner)?
Sim, porque com a aposentadoria de Nadal e o decantado Alcaraz com muitas lesões e cabeça fraca, quem poderia entrar nesse grupo?
Só vejo o sérvio e o italiano nesse nível.
PS: Só para ficar claro, é Big2 do momento, nada a ver com histórico de conquistas pois seria covardia.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  João

Impressionante como não entendes Nadal do Esporte. Aos 20 anos , Carlos Alcaraz é melhor que TODO o Big 3 na mesma idade . Já possui 2 SLAM e 5 MASTERS 1000 , o que Lleyton Hewitt conseguiu em toda a carreira, e Djokovic aos 24 anos quando finalmente atingiu o N 1 . O cabeça fraca já esteve no TOPO 3 vezes , ou seja , o fanático Joãozinho acompanha outro Circuito rs. Abs!

João
João
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Não estou bem lembrado, você é aquele cara que aplaude xingamentos nos comentários? Acho que é, está parecendo, a mesma mania de usar tempos como “fanático” e “não entendes nada”.
Não vou perder meu tempo debatendo com você.
Fique com sua opinião ou tenha mais educação.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  João

* Nada do Esporte. Abs!

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  João

Seria covardia pois o Sérvio esquentou o N 3 de 2007 a 2011 e levou de 2008 até também 2011 pra vencer seu segundo SLAM. Acredito que o rapaz já era nascido. Ps. Lembrando que Djokovic foi eliminado cedo nos últimos 4 Torneios que disputou , mas quebrou outro Recorde. Nunca um N1 numa Semi de SLAM, conseguiu não ter um ÚNICO break-point a sei favor. AOPEN 2024 contra JANNIK SINNER…Abs!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

E o pneuzão em WB contra o poderoso Hurkacz?

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Já eras nascido também,creio eu. Se não sabes que Federer estava lesionado pede pra sair …rs. Abs!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Lesionado? A conferir kkkkk

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

O homi tá parecendo um caminhão sem freio na descida! Que fase incrível!

Dennis Silva
Dennis Silva
1 mês atrás

Está sobrando. Futuro número 1.

Helton
Helton
1 mês atrás

O italiano nem deu “korda” pro adversário.

Última edição 1 mês atrás by Helton
Eduardo Miranda
Eduardo Miranda
1 mês atrás
Responder para  Helton

Kkkkkkkkkkk

Marcos Ribeiro
Marcos Ribeiro
1 mês atrás

Pelo resumo acima, Sinner já adaptou um pouco o seu jogo para saibro, e muito bem, usando mais as curtinhas, em alto nível. Vai ser duro para a concorrência.

Alcaraz e sinner os melhor da história
Alcaraz e sinner os melhor da história
1 mês atrás

Rapaz o sinner se não tiver lesões pode ser o CR7 do tênis ,muita força e velocidade além do talento que pode não ser de Federer de Djokovic de alcaraz mesmo mais tem habilidade tbm ,mais na força e velocidade ele tem mais q todos os esses genios do tênis

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE