PLACAR

Sinner estabelece maior série de vitórias de um italiano

Foto: BNP Paribas Open

Indian Wells (EUA) – Aos 22 anos, Jannik Sinner vem quebrando uma série de marcas no tênis italiano. Depois de se tornar o terceiro homem do país a conquistar um Grand Slam (o segundo na Era Aberta) e o primeiro a figurar no top 3 do ranking mundial, o atual campeão do Australian Open estabeleceu no último domingo a maior sequência de vitórias da história da Itália.

Ao superar o alemão Jan-Lennard Struff por 6/3 e 6/4, Sinner chegou ao seu 17º triunfo seguido, deixando para trás o compatriota Adriano Panatta, que em 1976 havia ficado 16 jogos invicto e três anos antes também registrou 13 partidas sem perder, mesmo número de Fabio Fognini em 2013 e uma mais do que Nicola Pietrangeli em 1968.

A série de Panatta começou em 21 de maio daquele ano, com duas vitórias no duelo contra a antiga Iugoslávia pela Copa Davis, e terminou em 15 de junho ao cair na segunda rodada do torneio de Nottingham, na grama inglesa. Nesse período, ele faturou os títulos de Roma e Roland Garros.

Coincidentemente, a sequência de Jannik começou na Copa na Davis, anotando três triunfos seguidos na fase final em Málaga, no fim de novembro do ano passado. Já em 2024, o atual número 3 do mundo levantou seu primeiro troféu de Slam em Melbourne, confirmou o favoritismo para vencer também o ATP 500 de Roterdã e agora somou mais duas vitórias no Masters 1000 de Indian Wells.

Outro fato que o jovem italiano pode comemorar é que ele foi o primeiro jogador desde o australiano Lleyton Hewitt em 2001 a vencer o evento seguinte à sua primeira conquista de Grand Slam. Naquela ocasião, Hewitt ganhou o US Open e o ATP de Tóquio em sequência.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
rubens
rubens
1 mês atrás

COMENTÁRIOS: 0
Ninguém liga? as pessoas querem saber de Djokovic, Nadal e Federer.

Paulo H
Paulo H
1 mês atrás

Torço muito para que ele seja o número um depois da aposentadoria do Djoko. É focado, humilde e não fica pensando nas finais dos torneios, mas sim na sequência dos jogos (e tem vencido todos).

Osvaldo
Osvaldo
1 mês atrás

ressalte-se que duas delas foram contra o já freguês sérvio, seu saco de pancadas favorito

José Afonso
José Afonso
1 mês atrás
Responder para  Osvaldo

Saco de pancadas com H2H de 4×3 para o sérvio, essa é boa kkkk

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Osvaldo

Verdade. Ele foi até campeão do atp finals contra Djoko na final.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE