PLACAR

Sinner diz que quadril está bom e tenta recuperar ritmo

Foto: Julien Crosnier/FFT

Paris (França) – Depois de vencer sua partida de estreia em Roland Garros, Jannik Sinner logo precisou falar sobre a situação de seu quadril. Isso porque a lesão fez com que o italiano se retirasse do Masters 1000 de Madri e nem jogasse em Roma. O atual número 2 do mundo relata que precisou ficar quase três semanas sem treinar, mas que agora o quadril está bom. Sendo assim, o principal desafio neste início de torneio, é recuperar o timo de jogo.

“O quadril está bom. Estou muito feliz”, disse Sinner após vencer o norte-americano Christopher Eubanks por 6/3, 6/3 e 6/4. “Fico feliz trabalhamos muito, com toda a minha equipe, para que eu pudesse estar em quadra o mais rápido possível. Obviamente sem eles não seria possível. Com certeza, minha forma geral ainda não está 100%, então tentamos evoluir a cada dia”.

“No começo eu estava mais preocupado. Depois fizemos alguns testes, vimos que estava tudo bem, não está tão ruim assim. Também fiquei doente por um tempo, então não toquei na raquete por quase três semanas, o que é muito antes de um Grand Slam”, acrescenta o jovem jogador de 22 anos.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“É por isso que digo que esse tipo de jogo é bom para voltar um pouco ao ritmo. Amanhã terei um dia de folga e vamos trabalhar intensamente para voltar ao ritmo. Depois veremos o que posso fazer na próxima rodada. Não tenho grandes expectativas no momento. Estou apenas tentando estar o mais preparado possível”, complementa o italiano, que enfrentará o francês Richard Gasquet na segunda rodada.

Atual campeão do Australian Open, Sinner fez sua melhor campanha em Roland Garros em 2020, ano em que chegou às quartas. “Honestamente, estou muito feliz por estar de volta à quadra. É um torneio muito especial para mim. Foi onde cheguei às quartas de final de um Grand Slam pela primeira vez, então tenho ótimas lembranças. Nos últimos anos não joguei o meu melhor, então estou apenas tentando pensar em um dia de cada vez e estou muito feliz com o desempenho de hoje”.

“Obviamente, estou feliz com o que conquistei nos últimos meses. Sei que tenho que melhorar algumas coisas, e é por isso que tenho a minha equipe. Eles me motivam todos os dias, então vamos ver o que posso alcançar no futuro”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE