PLACAR

Sinner retorna com boa vitória em sets diretos

Foto: Julien Crosnier / FFT

Paris (França) – O italiano Jannik Sinner não demonstrou sinais de problemas com o quadril, lesão que o prejudicou em Madri e impediu sua presença em Roma, obtendo uma boa vitória na estreia de Roland Garros. O número 2 do mundo superou com autoridade o norte-americano Christopher Eubanks, com parciais de 6/3, 6/3 e 6/4.

Campeão do Australian Open em janeiro, Sinner se mantém invicto em torneios de Grand Slam na temporada e corre também atrás da liderança do ranking. Como foi derrotado muito cedo no ano passado em Paris, ele tem grande oportunidade de superar o sérvio Novak Djokovic, atual campeão.

Caso supere o veterano Richard Gasquet na quarta-feira, Sinner forçará Djokovic a chegar pelo menos à final de Roland Garros para não perder a posição. O italiano de 22 anos venceu os dois confrontos já feitos contra o francês de 37, atujal 124º do ranking e convidado da organização, com uma vitória no piso duro de Indian Wells e outra na grama de Halle, ambas no ano passado.

“Feliz por estar de volta à quadra depois de minha contusão”, destacou na entrevista de quadra. “O quadril está muito bem e agradeço o trabalho da minha equipe nesse período, mas é um processo diário de cuidado. Estou satisfeito com minha atuação”.

Firmeza no fundo e saque salvador

Como se esperava, Eubanks buscou sempre um primeiro saque pesado para tentar fugir das trocas de bola. Quando isso aconteceu, o italiano demonstrou grande qualidade de golpes de base e facilidade de cobertura de quadra, o que indicou confiança no problema no quadril que ameaçou sua participação.

Com bom volume de jogo e de devoluções, abriu 4/1 no primeiro set mas em seguida perdeu o serviço, o que animou Eubanks. Nova quebra definiu a série e aumentou a confiança do italiano, que já abriu o segundo set com 3/0 e só então voltou a salvar um break-point. O primeiro serviço foi essencial quando se viu 15-40 na hora de fechar.

Mesmo já com o teto fechado, o que na teoria ajudaria a acelerar o saque, Sinner ainda precisou evitar mais três break-points no segundo game e imediatamente obteve a vantagem que seria decisiva. Um dos raros tenistas com backhand de uma mão no circuito atual, o norte-americano tentava encurtar pontos e por pouco não alongou o jogo, ao chegar a 15-40 no game final. Sinner outra vez sacou firme, tendo assim salvado 9 dos 10 break-points que permitiu.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Aryno Swionteko
Aryno Swionteko
21 dias atrás

Tá chegando ao number One

trackback

[…] número 9, Tsitsipas é apenas o segundo vencedor do dia, se juntando ao italiano Jannik Sinner, que bateu o norte-americano Christopher Eubanks por 3 a 0. Na segunda rodada, o grego terá pela frente o alemão Daniel Altmaier, algoz do sérvio Laslo […]

trackback

[…] quadril está bom. Estou muito feliz”, disse Sinner após vencer o norte-americano Christopher Eubanks por 6/3, 6/3 e 6/4. “Fico feliz trabalhamos muito, com toda a minha equipe, para que eu […]

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE