PLACAR

Shuai Zhang estabelece maior série de derrotas da WTA

Shuai Zhang (Foto: Dubai Duty Free Tennis Championships)

Indian Wells (EUA) – Um novo recorde negativo foi estabelecido no tênis feminino na última quarta-feira. Vivendo um péssimo momento na carreira, a chinesa Shuai Zhang caiu de virada na estreia do WTA 1000 de Indian Wells para a japonesa Mai Hontama, com parciais de 5/7, 6/2 e 6/0, e chegou à 18ª derrota consecutiva no circuito.

A última vitória da ex-número 22 do mundo e atual 713ª colocada do ranking aconteceu em 31 de janeiro de 2023, na abertura do WTA 250 de Lyon contra a norte-americana Madison Brengle. Desde então, a jogadora de 35 anos não sabe mais o que é vencer uma partida e chegou a ficar fora do circuito por cerca de seis meses por causa de uma lesão. Antes de voltar em Dubai, no último mês de fevereiro, ela não jogava desde a estreia no WTA 1000 de Montréal, em agosto do ano passado.

Ao se tornar a dona da maior sequência de derrotas da história da WTA, Zhang deixa para trás outras duas tenistas que também haviam passado 17 jogos sem triunfar, a norte-americana Sandy Collins e a holandesa Arantxa Rus. Além delas, também enfrentaram longos jejuns a canadense Sonya Jeyaseelan (16), a eslovaca Anna Schmiedlova (16) e a francesa Kristina Mladenovic (15).

No tênis masculino, a maior série negativa pertence ao estadunidense Vincent Spadea, ex-top 20 do ranking, que ficou 21 jogos sem vencer, entre outubro de 1999 e junho de 2000. Isso significa, portanto, que Zhang está a três derrotas de igualar a pior marca do tênis em todos os tempos.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Confira as 18 derrotas seguidas da chinesa no circuito feminino:

Maryna Zanevska (BEL), 6/2 6/0 – Oitavas de Final do WTA 250 de Lyon (2023)
Anett Kontaveit (EST), 4/6 7/6(4) 6/4 – 1ª rodada do WTA 500 de Abu Dhabi (2023)
Petra Kvitova (TCH), 7/5 6/2 – 1ª rodada do WTA 1000 de Doha (2023)
Qinwen Zheng (CHN), 6/3 6/1 – 1ª rodada do WTA 1000 de Dubai (2023)
Rebecca Peterson (SUE), 3/0 (ret) – 2ª rodada do WTA 1000 de Indian Wells (2023) – Pegou bye na 1ª fase por ser cabeça 22
Julia Grabher (AUT), 6/4 1/6 6/3 – 1ª rodada do WTA 500 de Charleston (2023)
Anna-Lena Friedsam (ALE), 6/0 6/0 – 1ª rodada do WTA 500 de Estrasburgo (2023)
Magdalena Frech (POL), 6/1 6/1 – 1ª rodada de Roland Garros (2023)
Tatjana Maria (ALE), 6/1 6/4 – 1ª rodada do WTA 250 de Nottingham (2023)
Emina Bektas (EUA), 6/4 6/3 – 1ª rodada do WTA 250 de Birmingham (2023)
Harriet Dart (GBR), 7/5, 6/7(5) 6/1 – 1ª rodada do WTA 500 de Eastbourne (2023)
Donna Vekic (CRO), 6/2 6/3 – 1ª rodada de Wimbledon (2023)
Amarissa Toth (HUN), 6/5 (ret) – 1ª rodada do WTA 250 de Budapeste (2023)
Tereza Martincova (TCH), 7/6(3) 6/4 – 1ª rodada do WTA 250 de Varsóvia (2023)
Yue Yuan (CHN), 6/2 6/2 – 1ª rodada do WTA 250 de Praga (2023)
Anna Blinkova, 4/6 6/2 6/3 – 1ª rodada do WTA 1000 de Montréal (2023)
Karolina Pliskova (TCH), 6/3 7/5 – 1ª rodada do WTA 1000 de Dubai (2024)
Mai Hontama (JAP) 5/7 6/2 6/0 – 1ª rodada do WTA 1000 de Indian Wells (2024)

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Arajaribu
Arajaribu
1 mês atrás

Como diz Milton Leite, que faaaaasssssseeeee hehehe

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE