PLACAR

Sabalenka se sente abaixo de Iga e Rybakina: ‘Nível baixou’

Foto: Mutua Madrid Open

Madri (Espanha) – Vencedora do primeiro Grand Slam da temporada no Australian Open, Aryna Sabalenka conseguiu apenas quatro vitórias desde o bicampeonato em Melbourne. E ciente dos resultados abaixo de suas expectativas que teve nos últimos meses, a atual número 2 do mundo se sente abaixo das duas principais concorrentes, Iga Swiatek e Elena Rybakina. Ao falar sobre a formação de um “Big Three” no tênis feminino, ela reconhece que o momento das rivais é melhor.

“Sinto que baixei um pouco o meu nível em comparação a esse Big Three. Acredito que no mês passado, elas formaram um Big Two”, comentou Sabalenka sobre as adversárias. Swiatek já venceu dois WTA 1000 na temporada, em Doha e Indian Wells, enquanto Rybakina tem três títulos de 500, em Brisbane, Abu Dhabi e Stuttgart e mais duas finais de 1000 em 2024.

Atual campeã em Madri, Sabalenka foi perguntada sobre uma retomada da confiança neste início da temporada de saibro. “Não se trata de estar confiante, mas sim sobre o quanto você está pronta para vencer. É tudo uma questão de trabalhar duro e estar pronta para os grandes jogos”.

“Sinto que a confiança não vai ajudar tanto nesses jogos. Eu que tenho que lutar por isso. Lutarei por cada ponto e se tiver uma oportunidade, tentarei aproveitá-las. Essa é a minha mentalidade ao entrar na temporada de saibro este ano”, avaliou a jogadora de 25 anos.

Vitória em três sets na estreia em Madri

Sabalenka estreou em Madri vencendo a polonesa Magda Linette, 48ª do ranking, por 6/4, 3/6 e 6/3 em 2h09 de partida. A bielorrussa passou por alguns momentos de instabilidade no saque, já que apesar dos 10 aces, também fez seis duplas faltas. Ela enfrentou nove break-points, mas sofreu apenas uma quebra.

“É uma adversária muito difícil. Já fiz algumas partidas contra ela e hoje foi mais um jogo duro. Também sofri alguns altos e baixos, mas estou satisfeito por ter conseguido fechar esta partida e avançar para a fase”, explica a ex-líder do ranking, que marcou sua quarta vitória contra Linette.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

A adversária de Sabalenka na terceira rodada será a jovem norte-americana Robin Montgomery, canhota de 19 anos e 183ª do ranking, que venceu a britânica Katie Boulter, 28ª do mundo, por 1/6, 6/3 e 6/4. Convidada para o torneio, Montgomery já havia derrotado a russa Elina Avanesyan, 65ª colocada, na esteia. O confronto com a vice-líder do ranking é inédito no circuito.

Disputa pela vice-liderança do ranking com Gauff e Rybakina

Com a missão de defender mil pontos no ranking em Madri, Sabalenka tem a vice-liderança do ranking ameaçada por Coco Gauff e Elena Rybakina, números 3 e 4 do mundo. A bielorrussa precisa chegar pelo menos à semifinal para não ser ultrapassada por Gauff. E pode perder a posição também para Rybakina caso a cazaque conquiste o título.

Existe até a chance de a bielorrussa terminar a semana na quarta posição do ranking. Para isso acontecer, ela teria que perder antes das oitavas em Madri e ver Rybakina chegar à final do torneio. Já se a bielorrussa chegar à decisão contra Gauff, a campeã ficará como o número 2 do ranking.

Confira os cenários possíveis para o número 2 do ranking
Foto: Arte/WTA

Leia mais:

Atual campeã em Madri, Sabalenka tem trabalho na estreia

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás

Aryna está consciente

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

Eh! Conseguir se manter no topo por longos períodos é um desafio enorme. Além de lutar contra adversários motivados, tem que lutar contra si mesmo para não perder a motivação e não se acomodar, além de ter que administrar a pressão nos jogos por sempre entrar como favorito. Por isso que eu tiro o chapéu para os (as) grandes campeões (ãs) da história.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE