PLACAR

Rybakina supera bom teste e se garante na terceira rodada

Foto: Philippe Montigny/FFT

Paris (França) – Campeã de Wimbledon dois anos atrás, Elena Rybakina teve um bom teste nesta quinta-feira contra a holandesa Arantxa Rus, que exigiu bastante da atual número 4 do mundo. Ainda assim, o favoritismo da cazaque prevaleceu no final e ela precisou de 67 minutos para derrubar seu segundo obstáculo em Roland Garros, marcando parciais de 6/3 e 6/4.

Classificada para a terceira rodada no Grand Slam francês pelo terceiro ano consecutivo, Rybakina terá agora pela frente a vencedora do duelo entre Elise Mertens e Petra Martic. A cazaque tem quatro vitórias em cinco jogos contra a belga, cabeça de chave 25 no torneio, e tem duas vitórias e nenhuma derrota frente à croata de 33 anos e atual 81 do mundo.

Embora não tenha conseguido derrotar uma top 10 nos últimos 12 anos, Rus tem a experiência em Roland Garros, onde derrotou a então número 2 do mundo Kim Clijsters na segunda rodada de em 2011. Aos 33 anos, ela também vive bom momento, conquistando o primeiro título de WTA no ano passado, em Hamburgo,  e estreando assim no top 50.

A consistência da holandesa no fundo da quadra, bem como algumas passadas agradaram o público e fizeram Rybakina trabalhar duro durante toda a partida. Mas a cazaque conseguiu se impor com seus 28 winners, contra apenas 10 da rival, para triunfar em sets diretos. Com 69% de aproveitamento de saque, ela sofreu uma quebra apenas e devolveu anotando três breaks, um no primeiro set e dois no segundo.

Badosa vence e desafia a amiga Sabalenka

Outra cazaque em ação nesta quinta-feira chuvosa, de jogos indo e voltando de acordo com o tempo, foi Yulia Putintseva, que não teve o mesmo destino da compatriota e acabou eliminada. Ela até largou na frente de Paula Badosa, mas levou a virada da espanhola e caiu na segunda rodada, levando placar final de 4/6, 6/1 e 7/5.

Na próxima fase, Badosa enfrentará a amiga Aryna Sabalenka, que mais cedo passou fácil pela japonesa Moyuka Uchijima. Será a terceira vez que elas se enfrentam na temporada, com vitórias da bielorrussa nos dois embates anteriores. A número 2 do mundo também leva vantagem no retrospecto geral, com quatro triunfos em seis encontros.

A jovem russa Anastasia Potapova foi mais uma que conseguiu terminar sua partida antes de uma segunda paralisação por chuva. A tenista de 23 anos e atual 41 do mundo deixou pelo caminho a suíça Viktorija Golubic em sets diretos, com duplo 6/2 anotado em 62 minutos. Ela espera agora pela chinesa Xinyu Wang ou pela búlgara Viktoriya Tomova.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando Venezian
Fernando Venezian
13 dias atrás

Elena parece ter superado os problemas físicos! Espero que ela leve esse Rolanga!

Flávio
Flávio
13 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Aliás agora é ela kkk,tu tem que decidir pra quem vc torce viu fã boy da polonesa,de jogo feio, kkkk,mas brincadeiras à parte a Ribakina é uma jogadora perigosa mas se ela estiver bem fisicamente tem tudo pra levar Wimbledon porque saca bem, às vezes usa bem o dropshot, e tem boa resistência, que estes requisitos ajuda na grama mas não creio que ela leva RG porque os deuses de RG ajuda demais a polonesa de jogo feio,mas se ganhar RG será surpresa para mim.

Luis Ricardo
Luis Ricardo
12 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

eu gosto da Iga , mas gosto muito da Ribaca tbm o jogo dela é mais bonito mesmo , saca bem , sobe bem a rede e sabe volear , torço pelas duas ….

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE