PLACAR

Rybakina larga bem, Kudermetova para na estreia

Foto: Simon Bruty/USTA

Nova York (EUA) – Assim como havia acontecido com Iga Swiatek na abertura da rodada do US Open, a número 4 do mundo Elena Rybakina também estreou com uma vitória bastante tranquila. A cazaque precisou de apenas 1h27 para vencer a ucraniana Marta Kostyuk, 39ª do ranking, por 6/2 e 6/1.

“Não esperava que o placar fosse assim, mas ele não mostra o que jogo. Os games foram muito duros. Eu sabia que seria difícil, já tivemos uma batalhas em nosso último jogo. Então, eu estava preparada”, disse Rybakina, que havia perdido para Kostyuk em três sets em Adelaide no início da temporada.

Rybakina passou por algumas oscilações nos games de saque, já que colocou só 47% de primeiros serviços em quadra e fez quatro duplas faltas. Ela enfrentou cinco break-points, mas sofreu apenas uma quebra. Com seu jogo agressivo e de muita potência nos golpes, cazaque colocou pressão constante sobre os games de serviço de Kostyuk e conseguiu cinco quebras.

Apesar de ter se retirado recentemente de Cincinnati, por um desconforto no ombro, Rybakina faz boa temporada. Ela foi campeã de Indian Wells e Roma e vice do Australian Open e de Miami. “Estou feliz até agora com o andamento desta temporada. Espero poder continuar assim. Não falta muito para o fim. Vou tentar dar o meu melhor aqui no US Open”, disse a cazaque.

A próxima rival de Rybakina é a australiana Ajla Tomljanovic, que disputou seu primeiro jogo no ano, recuperada lesão no joelho. Tomljanovic superou a húngara Panna Udvardy por 3/6, 6/2 e 6/4.

Já a russa Veronika Kudermetova, 16ª do ranking, perdeu na primeira rodada para a norte-americana Bernarda Pera, canhota de 28 anos e 73ª do ranking, por 7/5 e 6/4. Pera vai enfrentar a canhota chinesa Xiyu Wang, que bateu a lucky-loser eslovaca Viktoria Hruncakova por 4/6, 6/3 e 7/6 (10-6).

Vitórias norte-americanas de Collins e Brady
Outras duas norte-americanas avançaram em Nova York. A ex-top 10 Danielle Collins bateu a jovem tcheca de 18 anos Linda Fruhvirtova por 6/2 e 6/0. Ela pode enfrentar a belga Elise Mertens ou a sueca vinda do quali Mirjam Bjorklund.

Já Jennifer Brady, que está voltando ao circuito depois de dois anos após lesões no pé esquerdo e no joelho direito, bateu a australiana Kimberly Birrell por 6/3 e 7/6 (7-4). Sua próxima rival pode ser a polonesa Magda Linette ou a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich.

Sorribes mantém embalo
Campeã em Cleveland no último sábado, a espanhola Sara Sorribes venceu a ucraniana Anhelina Kalinina por 6/4 e 7/5. Sorribes enfrenta a chinesa Xinyu Wang, que venceu a norte-americana vinda do quali Katie Volynets por 6/3 e 6/4.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE