PLACAR

Ruud supera rodada dupla e é tricampeão em Genebra

Foto: ATP Tour

Genebra (Suíça) – Horas depois de derrotar o italiano Flavio Cobolli pela semifinal, em partida com quase duas horas de duração, o norueguês Casper Ruud voltou para a quadra e superou a rodada dupla deste sábado para conquistar o tricampeonato do ATP 250 de Genebra. Na decisão, o número 7 do mundo e segundo principal favorito da competição bateu o tcheco Tomas Machac com o placar de 7/5 e 6/3 em 1h47 de jogo.

Aos 25 anos, Ruud chega ao 12º título da carreira, o 11º em nível 250 e o terceiro no saibro suíço, repetindo as conquistas de 2021 e 2022. Neste ano, ele também levantou o troféu do ATP 500 de Barcelona, naquele que foi o maior triunfo de sua carreira até aqui. Com o resultado, ele se mantém no sétimo lugar do ranking, mas diminui para 275 pontos a diferença para o sexto colocado, o russo Andrey Rublev.

O norueguês segue agora para Roland Garros, onde defende o vice-campeonato do ano passado. Seu primeiro adversário será o paulista Felipe Meligeni Alves, que furou o qualificatório e disputará o torneio pela primeira vez na carreira. O duelo será inédito no circuito.

Enquanto isso, Tomas Machac encerra a semana com o melhor resultado da carreira, disputando sua primeira final de ATP. Aos 23 anos, ele ocupa hoje o 44º lugar do ranking, mas saltará dez posições, fazendo sua estreia no top 40 na próxima segunda-feira. Além disso, ele comemorou a maior vitória de sua vida ao bater o sérvio Novak Djokovic, atual número 1 do mundo, na semifinal da última sexta-feira. Em Paris, ele abre campanha contra o português Nuno Borges.

Tcheco começa melhor, mas Ruud se recupera

Vindo de um duelo intenso na semifinal de horas antes, Ruud demorou um pouco para se achar na decisão e sofreu uma quebra de zero logo no terceiro game do jogo. Machac então manteve a vantagem até a reta final da primeira parcial, mas na hora de confirmar o serviço acabou sucumbindo, chegando a perder um set-point. O norueguês aproveitou bem a situação e virou o placar, fechando em 7/5 com uma nova quebra no 12º game.

A partir daí, o sétimo colocado do ranking usou toda a sua experiência para controlar o jogo e não foi mais ameaçado. Ele voltou a superar o serviço do tcheco no segundo game da segunda parcial e depois disso apenas precisou administrar a vantagem, fechando o jogo tranquilamente no nono game com um voleio.

17 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Halder
Halder
23 dias atrás

Rei dos 250!!!

Rogério Bueno Antunes
Rogério Bueno Antunes
23 dias atrás

Rudd é muito forte candidato à Roland Garros.

Fábio
Fábio
23 dias atrás

E agora Melija?

Gilvan
Gilvan
23 dias atrás

Quem diria que o Machac é só o… Machac!

Renato B
Renato B
23 dias atrás
Responder para  Gilvan

Perigosíssimo!!! sqn

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
23 dias atrás

esse é monstro no saibro… é MUITO favorito pra rg

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
23 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Não foi vc que.falou que ele iria entregar o jogo. Ele é inteligente e tem caráter

James Garcia
James Garcia
23 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Nunca fez nada relevante no saibro em Masters 1000. Monstro só em torneio pequeno

Marcio
Marcio
23 dias atrás

O que Ruud fez essa semana é absurdo. A final foi espetacular. Agora é aquilo… ou sai em RG logo de cara pelo cansaço ou temos um favoritíssimo ao título

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
23 dias atrás
Responder para  Marcio

não cai não, é super favorito

Paulo Almeida
Paulo Almeida
23 dias atrás

Ruud sofreu contra Ofner, Baez e Cobboli. Aliás, quase caiu pro italiano.

MenAs, bem menAs. É tão favorito quanto outros 15.

Renato Toniol
Renato Toniol
23 dias atrás

Ruud não é favorito ao título de Roland Garros, mas é um dos candidatos.
Esse ano não temos nenhum favorito, o torneio está bem em aberto, e isso abre possibilidade para grandes surpresas.
Vamos acompanhar…

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
23 dias atrás

O Ruud hoje fez um treinamento para Roland Garros, jogou cinco sets. Menosprezar ou subestimar um jogador que foi finalista nos dois últimos anos em Roland Garros e perdeu as finais para Rafael Nadal e Novak Djokovic, não é uma atitude muito sensata. Então, eu acredito que o Ruud seja um dos favoritos para conquistar Roland Garros e com mais chances que nos dois últimos anos porque ele está melhor que nos anos anteriores e seus concorrentes estão num nível pior que em 2022 e 2023. A minha ordem de favoritismo é Zverev, Ruud, Djokovic, Alcaraz, Sinner e Nadal. O Nadal pra mim é mais favorito do que o Tsitsipas e o Medvedev, por exemplo.

Luiz Henrique
Luiz Henrique
23 dias atrás

Não dá pra desmerecer um cara que fez 3 finais de Grand Slam, 2 em especial em Roland Garros, é um dos favoritos no saibro.
Vi comentários na primeira notícia da vitória do primeiro jogo do Ruud, galera falando sobre ele se cansar pra pegar o meligeni.
O Ruud quanto mais jogo no saibro pra ele melhor, repete esse calendário a anos, na minha opinião na grama sim ele pode perder pra qualquer um, agora de resto ele merece respeito mesmo no piso duro.
Jogador que joga direitinho sem golpes lá muito especiais, mas tem um bom físico e um bom mental.
Parada muito dura pro meligeni.

João Sawao ando
João Sawao ando
23 dias atrás

E um dos favoritos para Roland garros

James Garcia
James Garcia
23 dias atrás

Só ganha nos 250, no resto ele peida. Se o Zverev é pressionado por nunca ter vencido um Slam imagina o Ruud que não faz presença nem em Masters 1000 kkkkkkkkkkkk

Luiz
Luiz
22 dias atrás
Responder para  James Garcia

O cara acabou de fazer final em Monte Carlo, tem 3 semifinais em Roma, semifinal em Madrid.
Uma coisa é o cara chegar e não vencer, tênis é um esporte individual não dá pra olhar só pelas taças.
O Ruud tem final de finals, 3 finais em Slam, final no Masters de Miami também, ele pode não ser um jogador vencedor como o Alcaraz, Medvedev..
Mas com esses resultados que ele já obteve dizer que o cara não faz presença é sacanagem.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE