PLACAR

Rublev, Tsitsipas, Shelton e Khachanov seguem firme na Austrália

Foto: Julian Finney/Getty Images

Melbourne (Austrália) – Algoz do brasileiro Thiago Wild em um duelo de cinco sets na primeira rodada do Australian Open, Andrey Rublev venceu seu segundo compromisso em Melbourne com maior tranquilidade. O atual numero 5 do mundo superou o norte-americano Christopher Eubanks por triplo 6/4 em 1h41 de partida.

Rublev disparou 10 aces na partida e não sofreu quebras de serviço, enfrentando apenas três break-points nesta quarta-feira. O russo de 26 anos está invicto neste início de temporada, depois de começar o ano com um título no ATP 250 de Hong Kong. Seu próximo adversário é o norte-americano Sebastian Korda, 26º do ranking, que marcou um triplo 6/4 contra o francês Quentin Halys. O russo lidera o histórico por 2 a 0.

O também top 10 Stefanos Tsitsipas venceu em quatro sets. Atual número 7 do mundo, o grego superou o australiano Jordan Thompson, 47º colocado, por 4/6, 7/6 (6-8), 6/2 e 7/6 (7-4). Finalista no ano passado em Melbourne, Tsitsipas enfrenta na terceira rodada o jovem francês de 19 anos Luca Van Assche, 79º colocado, que derrotou o italiano Lorenzo Musetti por 6/3, 3/6, 6/7 (5-7), 6/3 e 6/0.

O jovem norte-americano de 21 anos Ben Shelton, 16º do ranking, que no ano passado chegou às quartas em Melbourne, bateu o australiano Christopher O’Connell por 6/4, 6/1, 3/6 e 7/6 (7-5). Seu próximo rival é o veterano francês Adrian Mannarino, canhoto de 35 anos e 19º colocado, que derrotou o espanhol Jaume Munar por 6/3, 6/3, 1/6, 2/6 e 6/3. Mannarino já disputou dez sets neste Australian Open e derrotou Shelton no ano passado em Miami.

Já o russo Karen Khachanov, número 15 do mundo, bateu o norte-americano Aleksandar Kovacevic, 101º colocado, por 6/4, 6/3, 4/6 e 6/3. Ele enfrenta na terceira fase o jovem tcheco de 23 anos Tomas Machac, 75º do ranking, algoz do norte-americano Frances Tiafoe, 17º do mundo, por 6/4, 6/4 e 7/6 (7-5).

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE