PLACAR

Rublev tem novo ataque de fúria durante derrota em RG

Foto: Corinne Dubreuil/FFT

Paris (França) – Uma imagem que não é nova e tampouco tem sido rara. Em mais uma frustrante derrota em Roland Garros, desta vez para o italiano Matteo Arnaldi por 7/6 (8-6), 6/2 e 6/4, Andrey Rublev teve um novo ataque de fúria dentro de quadra, chegando a discutir com a árbitra de cadeira por marcações duvidosas e a arremessar sua raquete contra o chão após desperdiçar oportunidades preciosas de se manter vivo no jogo.

No início de março, o russo já havia sido desclassificado do ATP 500 de Dubai após xingar um juiz de linha em sua língua nativa e ser descoberto por outro profissional que falava o idioma. Na ocasião, o tenista esbravejou também por discordar de uma chamada de bola fora, agindo de maneira enérgica e desproporcional.

Após o calor do momento, Rublev declarou estar profundamente arrependido pelas atitudes antidesportivas e lamentou o novo episódio negativo em sua carreira. “Estou completamente decepcionado comigo mesmo pela forma como me comportei e agi. Não me lembro de ter me comportado de maneira pior em um Grand Slam. Acho que foi a primeira vez que me comportei tão mal. Não há muito a dizer”, disse na entrevista coletiva depois do jogo.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Ele ainda tentou explicar as razões para se expressar de forma tão efusiva nas adversidades das partidas. “É que tive muitas chances e não aproveitei. Então, num momento em que eu estava perdido, tive tantas oportunidades de voltar, de liderar novamente ou de assumir a liderança, e não o fiz. Mesmo assim, continuei na partida e quando fui quebrado pela segunda vez no segundo set, foi quando me perdi completamente”, afirmou o número 6 do mundo.

“Acho que não se trata de concentração. Acho que é porque a forma como me comporto me faz desabar completamente. Eu dei asas ao Matteo para voar e ele estava voando com um terceiro set incrível. Era tarde demais para fazer qualquer coisa”, complementou falando sobre o sentimento de frustração ao ver a derrota se tornar inevitável.

O russo de 26 anos também lamentou o erro, pois sente que vive um bom momento no circuito e poderia aproveitá-lo melhor, principalmente depois de conquistar um título recente em Madri durante a preparação para Roland Garros. “Não sei o que aconteceu comigo. Tive um resultado muito bom em Madri e estou jogando bem novamente. Além do mais, sinto que fiz um bom jogo, estou melhorando. O problema é a cabeça, que basicamente me matou hoje”, reforçou.

Chances perdidas no primeiro set

Embora não justifique as atitudades de Rublev nesta sexta-feira, parte da ira do jogador esteve no fato de ter estado na frente do placar no primeiro set e não conseguir manter a vantagem. Depois de quebrar o saque de Arnaldi no sétimo game, ele teve seu serviço superado de volta logo na sequência e a decisão acabou indo para o tiebreak, no qual desperdiçou set-point e foi derrotado por 8-6.

Depois disso, o russo perdeu o controle emocional de vez e não se encontrou mais no jogo. Já na abertura do segundo set ele sofreu uma quebra, chegando a empatar na sequência, mas depois perdeu o serviço mais duas vezes e enfrentou break-points em todos os games em que sacou na parcial.

No terceiro set, o jogo voltou a ser mais equilibrado, com uma única chance de quebra para Arnaldi, que aproveitou muito bem a oportunidade no sétimo game e apenas administrou o placar a favor até concretizar a vitória três games depois.

9 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando Venezian
Fernando Venezian
12 dias atrás

Gosto do Rublev, mas já tá ficando feio né? Esse destempero só ocorre quando ele tá perdendo! Atitude anti desportiva que fala?

Última edição 12 dias atrás by Fernando Venezian
Fábio S
Fábio S
12 dias atrás

Eu achei fora.

João Sawao ando
João Sawao ando
12 dias atrás

Tem que ser punido

Paulo A.
Paulo A.
12 dias atrás

Deveria ser exemplarmente punido. Assim pensaria melhor antes de ter esses ridículos faniquitos.

Cristóvão
Cristóvão
10 dias atrás
Responder para  Paulo A.

Concordo plenamente

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
12 dias atrás

Vamos torcer para que o Rublev aprenda com esses episódios porque quando está de cabeça fria parece ser um atleta bem consciente, sensato e equilibrado. Que ele consiga administrar melhor as frustrações daqui pra frente. Talvez o problema é ele não se perdoar quando erra. Se o jogador não se perdoa por eventuais erros bobos e fica pensando e lamentando o erro cometido, ele não consegue se focar no que precisa fazer pra ganhar o próximo ponto.

Rafael Moro
Rafael Moro
11 dias atrás

Totalmente descontrolado e agressivo com a arbitra. Deveria ser punido pela inúmeras reincidências. Que coisa feia….para mim, bola boa.

Marcelo Reis
Marcelo Reis
11 dias atrás

O Rublev tem sérios problemas de gerenciamento de suas emoções. Se ele não tiver ao menos um(a) psicólogo(a), deveria contratar urgentemente.

José Alexandre
José Alexandre
11 dias atrás

Vai pra terapia meu filho

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE