PLACAR

Rublev se exalta com juiz, é desclassificado e Bublik faz final

Foto: Reprodução/TennisTv

Dubai (Emirados Árabes) – Final inusitado para um duelo bastante equilibrado na primeira semifinal desta sexta-feira no ATP 500 de Dubai. Depois de dois tiebreaks e com o terceiro set prestes a seguir o mesmo caminho, o russo Andrey Rublev se exaltou com um juiz de linha, acabou sendo desclassificado e a vaga na final ficou com o cazaque Alexander Bublik, que vencia com o placar de 6/7 (4-7), 7/6 (7-5) e 6/5.

O momento que acabou definindo a partida aconteceu logo após o 11º game do terceiro set, quando Rublev reclamou veementemente com um juiz de linha, que marcou dentro uma bola de Bublik que para o russo havia sido fora. Depois disso, ele se sentou para a virada e logo em seguida outro juiz de linha foi conversar com a árbitra de cadeira sobre o assunto, provavelmente acusando Rublev de exagerar na reclamação.

Com a acusação do outro juiz de linha, a “vítima” foi chamada para ser ouvida pela árbitra de cadeira, que em seguida chamou o supervisor do torneio para conversar. Após alguns instantes de debates, com todas as partes falando, o supervisor se dirigiu a Rublev e explicou que ele seria desclassificado. Logo em seguida, a juíza de cadeira informou ao público a desclassificação do russo, que ficou indignado e tentou argumentar.

Mesmo com a justificativa de Rublev, que garantiu não ter xingado o juiz de linha ou algo do gênero, e com Bublik falando que continuaria a partida sem problema, a desclassificação foi mantida e a vaga na decisão ficou com o cazaque de 26 anos e atual 23 do mundo. Será a 11ª final de sua carreira, com seis vices e quatro títulos, um deles na atual temporada, semanas atrás no ATP 250 de Montpellier.

A desclassificação do russo não apenas lhe custará toda a premiação conquistada em Dubai, deixando de faturar US$ 157.755 por alcançar as semifinais, mas também os 200 pontos que iria levar.

O jogo estava bastante disputado antes de todo o fuzuê em quadra. Rublev havia vencido o primeiro set no tiebreak, depois de reverter uma desvantagem de 3/0 no começo da partida, e Bublik levou a segunda também no tiebreak e deixou tudo igual. No terceiro e decisivo set o russo abriu 2/0, perdeu a quebra de vantagem no oitavo e quando tudo indicava mais um tiebreak, veio sua desclassificação.

57 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Marcelo Reis
Marcelo Reis
4 meses atrás

Não é a primeira vez que Rublev se exalta com a arbitragem. Espero que ele aprenda com essa lição.

Hares
Hares
4 meses atrás

Faltou inteligência emocional ao Russo…destemperado o RUBLEV…Tem muito tênis…mas também tem um Temperamento difícil de ser controlado. As consequências foram drásticas…é o regulamento.

Flávio
Flávio
4 meses atrás
Responder para  Hares

Realmente o seu destempero o jogar pra baixo, pois o jogo ainda não estava perdido. Rublev precisa controlar as emoções.

Hares
Hares
4 meses atrás

Se tinha tanta certeza…para a jogada e desafia a marcação de bola boa…e ainda poderia ter vencido o jogo, que estava bem equilibrado. Um exemplo do que não se deve fazer.

Leandro Schulai
Leandro Schulai
4 meses atrás
Responder para  Hares

Ele estava sem desafios

Henrique Soares
Henrique Soares
4 meses atrás

Vários jogadores são muitos desrespeitosos com os juízes de linha. Eu já sofri isso há décadas quando fazia esse trabalho na década de 80 nos torneios em Brasília. Nos dias de hoje, a atitude do Rublev é indesculpável, pois ele poderia parar o ponto e desafiar a marcação. Bem feito

Casagrande
Casagrande
4 meses atrás
Responder para  Henrique Soares

Concordo com a punição. MAs a regra do tenis não é tão simples. Nem sempre da pra ver NA HORA do lance. O jagador está focado em SEGUIR o ponto. Popruqe se pedir desafio e tiver errado, PERDE O PONTO. E as vezes é um ponto que dá pra ganhar jogando. Então a marcação errada gera um desgaste grande no lado emocional do jogo. Aquela PULGA ATRAS da orelha entra no lance. Então, não vejo como uma questão simples. Só acho inaceitável o desrespeito com o juiz. Por isso que a marcação eletronica melhora o JOGO em todos os niveis.

Leandro Schulai
Leandro Schulai
4 meses atrás
Responder para  Henrique Soares

Os desafios dele tinham esgotado.

luiz antonio pereira do nascimento
luiz antonio pereira do nascimento
4 meses atrás
Responder para  Henrique Soares

ele não tinha mais desafios

Nelson
Nelson
4 meses atrás

Mas afinal, foi possível confirmar se a bola foi mesmo dentro?

Marcio
Marcio
4 meses atrás
Responder para  Nelson

A bola saiu dá pra ver!…o juiz de linha e a arbitra deram boa…como ele não tinha mais desafios se enfureceu e foi em direção ao juiz de linha falando um monte de coisas….daí um outro juiz que estava perto e que entende russo…alegou que Rublev ofendeu o juiz de linha em russo

Paulo
Paulo
4 meses atrás
Responder para  Marcio

E não foi o.primeiro erro contra o russo na partida..lembro de outro q no saque fez um.ace e o juiz de linha cantou fora..a revisão mostrou q foi muito dentro…mas o face não foi dado voltou para o 1o saque

luiz antonio pereira do nascimento
luiz antonio pereira do nascimento
4 meses atrás
Responder para  Marcio

Ele só fez isso pq ele tem que voltar pra Russia pra votar no PUTIM

Vinicius
Vinicius
4 meses atrás

Mesmo se o juiz de linha tivesse errado, nada justifica essa reação descontrolada do rublev. Esse jeito explosivo só prejudica ele

Marcelo
Marcelo
4 meses atrás

O Rublev perde para ele mesmo. Tem bons golpes, mas o mental não é do mesmo nível dos tops, tipo Medvedev, Alcaraz e Sinner. É só ver o Ruud, que não tem a mesma potência de golpes mas chegou mais longe que o Rublev já. Não sei se vai aprender, não é menino mais.

Paulo
Paulo
4 meses atrás
Responder para  Marcelo

Medvedev não é um bom exemplo também, kkkk

Marcelo
Marcelo
4 meses atrás
Responder para  Paulo

De comportamento eu concordo, mas me referi ao aspecto mental do jogo.

Gilvan
Gilvan
4 meses atrás

Quem dá chilique em quadra tem mais é que ser desclassificado, incluindo aqueles que provocam a torcida, quebram seguidas raquetes, xingam seu corpo técnico… são todos adultos, não tem que ter espaço para esses caprichos infantis.

TorcedorBr
TorcedorBr
4 meses atrás
Responder para  Gilvan

Perfeito, concordo!

Paulo Almeida
Paulo Almeida
4 meses atrás
Responder para  Gilvan

Federer USO 2009 xingando o juiz. O GOAT Djoko nunca isso

Marcelo Reis
Marcelo Reis
4 meses atrás
Responder para  Paulo Almeida

O Djokovic foi desqualificado por acertar uma bolada no rosto da juíza de linha (que inclusive caiu no chão de dor) em 2020, no US Open.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
4 meses atrás
Responder para  Marcelo Reis

Estou falando de dar chilique com juiz principal. Federer fez de novo em Xangai 2019 na partida contra o Zverev.

Djoko acertou a juíza de linha sem querer.

Marcelo Reis
Marcelo Reis
4 meses atrás
Responder para  Paulo Almeida

Olha, nem o Federer escaparia de uma desqualificação se xingasse qualquer juiz de cadeira que fosse. Eu revi os vídeos. Ele desconta sua frustração e raiva (além de bater boca/dar chilique) com os juízes, o que considero reprovável e passível de punição. Mas ele nunca foi desqualificado.

Quanto a Djokovic, ele já bateu boca (ou deu chilique, como tu dizes) com juízes principais algumas vezes. Trago aqui 3 ocasiões, mas no YouTube tem mais.

https://youtu.be/NJm_oYcDMkM?si=JD5Kxckda1cZL3Vp

https://youtu.be/s2wB56D1GTI?si=L-tHCica0yqE5wdo

https://youtu.be/RoOlJKZV2cM?si=TUozAtp6P2U5h5cJ

Paulo Almeida
Paulo Almeida
4 meses atrás
Responder para  Marcelo Reis

Djoko reclamou de boa em todas essas vezes, sem se exaltar.

Há um compilado do Fregueser angry moments também no YouTube. Ainda chamam de bom rapaz, rsrsrs.

Helton
Helton
4 meses atrás
Responder para  Marcelo Reis

Acho que a bola não acertou o rosto da juíza. O Djokovic errou e mereceu ser desclassificado, mas a juíza exagerou tanto que chegou a ser engraçado.

Marcelo Reis
Marcelo Reis
4 meses atrás
Responder para  Helton

Dá uma olhadinha no segundo vídeo e veja onde a bola atinge:

https://www.uol.com.br/esporte/colunas/saque-e-voleio/2020/09/06/djokovic-da-bolada-acidental-em-juiza-e-e-desclassificado-do-us-open.htm

Por conta da raiva, ele gerou um pouco de força ao bater na bola, que acertou em cheio a cara da juíza – que desabou de imediato e gemendo de dor.

Gilvan
Gilvan
4 meses atrás
Responder para  Helton

Acho que ele acertou na garganta da juíza de linha. Era pra tomar um belo gancho da ATP.
Mas quem está falando de Federer ou Djocovid? Estamos falando do Rublev e de indisciplina dos tenistas.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
4 meses atrás
Responder para  Gilvan

Chora, terceirete. Vem mais título pro GOATaço em breve. Pena que não vai ser em cima do freguês eterno 40-15.

EDSO
EDSO
4 meses atrás

DEVERIA HAVER DESAFIO E NAO A COBRANÇA EXAGERADA DO JUIZ DE LINHA,.

marcos a.koch
marcos a.koch
4 meses atrás

Acho que lance em si não é o ponto central, mas sim a falta de respeito de alguns jogares e o “”excesso de zelo//popular medo”” de alguns juízes em punirem essas e outras atitudes desrespeitosas. Mais Carlos Bernardes em quadra resolveria muitas dessas questões. Os jogadores são o espetáculo, mas não pode tentarem serem maiores que o espetáculo

Gilvan
Gilvan
4 meses atrás
Responder para  marcos a.koch

Carlos Bernardes sempre foi exemplar no aspecto disciplinar. Não à toa foi queimado por tenistas como o Nadal, que chegou a vetar sua participação nas suas partidas.

Ricardo
Ricardo
4 meses atrás

Ta aí uma coisa que eu nunca vou entender. O tênis é um dos únicos esportes com um sistema que é capaz de acertar 99,9% das vezes, ou seja, ele torna o jogo 99,9% justo. Por que ainda insistir com juiz de linha nos torneios em que é possível utilizar o Hawkeye? Veja esta situação: Match-tiebrake no quinto set em Wimbledon; o jogador A tem Match-point, mas tá sem desafios; a bola do jogador B vai fora, o juiz de linha não vê e o jogador A não pode desafiar; o jogador B vira o jogo e se sagra campeão. Simplesmente não dá pra achar isso justo quando se tem um sistema que é capaz de acabar com essas injustiças e que foi criado exatamente pra isso.

Tibúrcio
Tibúrcio
4 meses atrás
Responder para  Ricardo

Vi uma reportagem que informava que o custo do Hawkeye é próximo a US$100mil por torneio. Não sei se este valor ainda se mantém, se varia de acordo com a quantidade de quadras sendo utilizadas e outros detalhes mais. Porém, eu acho inexplicável não tê-lo neste torneio Dubai. Cidade que se quer passar por um local moderno, sofisticado e tecnológico (o que na realidade não é), um torneio de nível 500 mas com uma premiação maior que a média de outros torneios deste nível.
Mas eu achei correta a punição ao Rublev. Nem me importa se xingou em russo ou não, só a forma que se portou perante ao juiz já mereceria.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
4 meses atrás
Responder para  Tibúrcio

O custo do sistema é do torneio. Ponto final.
Então, nesse caso, Dubai tem o sistema apenas para tirar dúvidas, pois, quem ainda marca é o juiz de linha. Rublev já tinha esgotado seus três pedidos por set. Não tinha mais sistema para ele.
A partir de 2025, todos os torneios, por obrigação da ATP terão sistema de juiz eletrônico, então, automaticamente, ouviremos as vozes dos sistemas cantando out toda vez que uma bola for fora, ou seja, não haverão mais dúvidas e tampouco, bate-bocas.

Marcio
Marcio
4 meses atrás

Parabéns ao Bublik que queria continuar o jogo!

geraldocristo
geraldocristo
4 meses atrás

Erro grosseiro do juiz de linha. Certamente, isso provocou a fúria de Rublev, que foi tirar satisfação com o juiz de linha. Infelizmente, o Russo não podia pedir revisão. Esse regulamento prejudica o jogador em detrimento do erro grosseiro do juiz. A quem apelar, numa situação desta??

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
4 meses atrás
Responder para  geraldocristo

Mas desde que existe o tênis, erros grosseiros de juízes sempre prejudicaram alguém.
Com o sistema apenas para tirar dúvidas, como é o caso de Dubai, diminuiu-se os prejuízos ao jogador A ou B, o problema foi que Rublev já tinha errado três pedidos, então, ficou sem direito a outros.
Com a adoção única do sistema eletrônico, isso não acontecerá mais.
O lance é o custo alto, para um torneio bancar.

Thiago
Thiago
4 meses atrás

A Serena Willians fez bem pior na final do US Open contra a Osaka e não aconteceu nada com ela.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
4 meses atrás
Responder para  Thiago

Como não? Ela foi desclassificada também.

Thiago
Thiago
4 meses atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Ela só perdeu um game. Não foi desclassificada.

Ricardo
Ricardo
4 meses atrás

vamos perguntar a opinião de John McEnroe sobre como agir num caso como esse …

Maurício Luís *
Maurício Luís *
4 meses atrás
Responder para  Ricardo

ou do Jimmy Connors… rs

TorcedorBr
TorcedorBr
4 meses atrás

Desequilibrado! Ainda não entendeu, que é um atleta profissional!

Rogerio Silva
Rogerio Silva
4 meses atrás

A pior coisa é o profissional errar e vc não poder reclamar com ele pois será considerado falta de respeito.
O cara erra,eu perco,eu pago,não posso reclamar com ele pois é desrespeito,saio humilhado e todos acham certo.
Se o Rublev estiver certo e o juiz errado,a arbitragem deveria se desculpar por causar tamanho estresse ao tenista.
Se o juiz estiver certo,multa.
Nunca alguém deveria condenar o Rublev por reclamar seus direitos.

Maurício Luís *
Maurício Luís *
4 meses atrás
Responder para  Rogerio Silva

Reclamar é uma coisa, desrespeitar xingando em russo é outra. Mas eu não desclassificaria neste caso.

Ana
Ana
4 meses atrás

Achei ótimo. Tem jogador que acha que pode fazer qualquer coisa!!!!;

Paulo Almeida
Paulo Almeida
4 meses atrás

Federer deveria ter sido eliminado direto na final do USO 2009 quando quase partiu o juiz em dois, mas era protegido.

Jorge
4 meses atrás

Bom, no meu ver chamar alguém de idiota, dadas as condições, em desrespeito ao trabalho do outro é realmente ofensivo, muito ruim, mas daí desclassificar o tenista o mandando embora do torneio já acho excesso, puna-se de outro jeito.
Acho que a ATP e a ITF pensam estar lidando com robôs, se esquecendo que seres humanos têm emoções, o tênis por ser um esporte individual ao se expulsar um jogador acabou o jogo, ao contrário dos esportes coletivos, que se expulsar um, o jogo segue. Eles usam dizer desqualificação, isso se chama expulsão mesmo, se o atleta errou e dado à gravidade, que se puna perdendo um serviço, um game de saque, multas financeiras, perde a premiação, agora expulsão deve ser a última das últimas consequências de punição. Deve se preservar o jogo, as pessoas pagam ingressos, puna-se o jogador de maneira a não punir a tudo e todos em torno dos jogos. Game over na cara de todo mundo.

Davi Poiani
Davi Poiani
4 meses atrás
Responder para  Jorge

Também achei a punição exagerada. Que haja multa, que perca um game, até aí, bem justo, pois o Rublev se descontrolou.

Mas houve também o erro de arbitragem, por assim dizer.

E além de perder a partida, o Rublev perde os pontos do torneio e a premiação também. Muito exagerado isto aí. Demais!

Rocha
Rocha
4 meses atrás

Esse russo é perturbado, precisa levar uma dessa p ver se para com essas loucuras.

Gabriel
Gabriel
4 meses atrás

Muito errado a reação de Rublev. Mais errou também a direção do torneio em usar juízes de linha ao invés de deixar 100% das marcações no sistema eletronico. Chega a ser injusto tanto com o jogador quanto com o proprio juiz que tem de fazer marcacoes que sao humanamente impossiveis de acertar.

LRSantis
LRSantis
4 meses atrás

Por que ele tá com dente de sabre?

Levis
Levis
4 meses atrás

Então O Juiz está lá para ver, se não tem mais desafiou terminando jogo entra com uma reclamação na ATP….um joga o outro apita,,,simples assim

Nicola
Nicola
4 meses atrás

Se poderemos com paciência sempre determinarmos quando formos juntassemos a partida. Rublev quando conhecermos até que colocaremos para não poderemos a paciência perante ao juiz…. Parabéns Rublev, sempre torceremos para Rublev.

Paulo Vianna
Paulo Vianna
4 meses atrás

The players are the only ones that matters in a game. Referees are needed, but can’t modify the course of the game. I only understand a elimination if a crime is commited. Never by a complaining.

Rodolfo
Rodolfo
4 meses atrás

Tem de acabar com juiz de linha e todos os torneios terem a tecnologia de bola fora ou dentro.
Talvez no saibro possa manter pois é mais fácil ver os erros dos mesmos.

Andre Lima
Andre Lima
4 meses atrás

pior q ele tem razão…a bola foi claramente fora… é duro vc se ser garfado em um jogo equilibrado.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE