PLACAR

Raducanu dá ‘pneu’ em Noskova e desafia Iga nas quartas

Foto: Porsche Tennis Grand Prix

Stuttgart (Alemanha) – O início da temporada de saibro segue com resultados positivos para Emma Raducanu. Depois de ter uma atuação decisiva no duelo entre França e Grã-Bretanha pela Billie Jean King Cup, no último fim de semana, a britânica também chega às quartas de final do WTA 500 de Stuttgart. Raducanu superou nesta quinta-feira a tcheca Linda Noskova, jovem de 19 anos e 31ª do ranking, por 6/0 e 7/5 em 1h19 de partida.

“Tenho trabalhado duro e sabia que era apenas uma questão de tempo. Honestamente, sinto que ainda não joguei o meu melhor e que ainda há um longo caminho pela frente”, disse Raducanu, que havia superado a ex-líder do ranking Angelique Kerber na estreia. “Mas estou feliz que os resultados estão começando a aparecer também nas quadras de jogo, depois de ter treinado tão bem. Estou fazendo as coisas certas e aprendendo a cada dia”.

Campeã do US Open em 2021 e ex-top 10 do ranking, Raducanu está com 21 anos e aparece atualmente apenas no 303º lugar. A britânica ficou oito meses sem jogar no ano passado, depois de passar por cirurgias nos dois punhos e também no tornozelo esquerdo. “Acho que passar por tudo o que passei depois de ter vencido o US Open e também por causa dos oito meses sem jogar no ano passado me deram novas perspectivas. É ótimo poder jogar diante de um grande público”.

A adversária de Raducanu no duelo das quartas de final será a número 1 do mundo e atual bicampeã do torneio Iga Swiatek. Elas se enfrentam nesta sexta-feira, ao meio-dia (de Brasília). A polonesa venceu os dois duelos anteriores entre elas. Um desses jogos foi justamente em Stuttgart, há duas temporadas.

“Jogamos aqui dois anos atrás, também nas quartas. Eu amadureci muito desde então, mas ela também conquistou grandes feitos. Então, é uma partida que não tenho nada a perder”, explicou a britânica. Sua vitória impediu que Noskova e Swiatek se enfrentassem pela quarta vez só neste ano, com uma vitória da tcheca na Austrália, e duas da polonesa em Indian Wells e Miami.

Durante o primeiro set da partida desta quinta-feira, Raducanu conseguiu três quebras e escapou de dois games longos no saque, salvando dois break-points. Já na segunda parcial, as sacadoras vinham prevalecendo. A britânica não teve o serviço ameaçado em nenhum momento e aproveitou a chance de quebra já no último game da partida.

Noskova até terminou o jogo com mais winners, 23 a 18, mas cometeu 31 erros não-forçados contra 7 de Raducanu. Cada jogadora fez quatro aces, mas Noskova cometeu seis duplas faltas. A britânica aproveitou quatro das sete chances de quebra na partida e só enfrentou dois break-points nesta quinta-feira

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
rafael luis
rafael luis
1 mês atrás

Espero que a Raducanu deslanche. O circuito feminino esta carecendo de jogadoras de ponta que tenham carisma e atraiam o publico. As top5 atuais, mesmo a Iga que é numero 1 ha quase 2 anos, nao chamam o publico. Jogos do feminino estao sempre com as arquibancadas vazias.

Flávio
Flávio
1 mês atrás
Responder para  rafael luis

Rafael claro que a Iga ou outras não chamam o público, pois com o jogo limitadíssimo da polonesa usando só jogo feio é desmotivante para a maioria do público, infelizmente, é a realidade do tênis feminino que não empolga depois que a Barti saiu, parece que 90% das mulheres não jogam tênis e sim ping-ponga devido ao excesso de pancadaria com quase nula qualidade técnica.

Edward
Edward
1 mês atrás

Que simpatia da Noskova no cumprimento na rede.
Misericórdia.

rafael luis
rafael luis
1 mês atrás
Responder para  Edward

Como dizia Sharapova, No circuito feminino nao ha amizades . Há muita ciumes entre elas no cumprimento ao final do jogo, principalmente quando a adversária tem um ranking inferior.

Flávio
Flávio
1 mês atrás
Responder para  Edward

Pois Edward, então com o berro da vitória Raducanu, aí fica difícil também,né. kkkkkkkkk

João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás

Torcendo pelo emma

Fabio
Fabio
1 mês atrás

Ta podendo a gatinha

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE