PLACAR

Pliskova abandona e Swiatek busca tri inédito em Doha

Foto: Jimmie48/WTA

Doha (Qatar) – Sem precisar entrar em quadra nesta sexta-feira, a polonesa Iga Swiatek garantiu sua presença na final do WTA 1000 de Doha. A número 1 do mundo contou com a desistência da tcheca Karolina Pliskova, revelou que estava lutando contra uma lesão na região lombar e não se encontrou em condições de jogar a primeira semifinal do dia.

Pliskova vinha de nove jogos nos últimos dez dias e foi campeã do 250 de Cluj-Napoca no último domingo. Ela já estreou em Doha no dia seguinte, e disputou quatro jogos no Qatar, três deles definidos no terceiro set e mais um duelo de dois tiebreaks com Naomi Osaka nas quartas de final.

“Infelizmente meu corpo não pôde competir hoje na semifinal. O calendário das últimas duas semanas foi muito difícil para me recuperar de todas essas partidas tão difíceis. Tenho uma ressonância magnética amanhã e espero voltar à quadra em breve. Obrigada por todo o apoio que recebi nas últimas semanas”, escreveu a tcheca em suas redes sociais.

Campeã das duas últimas edições, Iga Swiatek tenta ser a primeira a vencer três vezes em Doha. Por enquanto ela está empatada com Anastasia Myskina (2003 e 2004), Maria Sharapova (2005 e 2008), Victoria Azarenka (2012 e 2013) e Petra Kvitova (2018 e 2021). Na final, a polonesa terá pela frente a cazaque Elena Rybakina ou a russa Anastasia Pavlyuchenkova.

Nas três partidas que disputou no torneio, Iga perdeu um total de 11 games, sendo que em quatro dos seis sets que disputou ela perdeu só um ou nenhum game, como fez nas quartas de final contra a bielorrussa Victoria Azarenka, anotando um “pneu” para fechar o jogo com parciais de 6/4 e 6/0. Ano passado, a polonesa só perdeu cinco games na campanha do título em Doha, quando o evento foi de nível 500.

Swiatek disputará a 22ª final da carreira, tendo perdido apenas quatro. Sua última derrota em uma decisão aconteceu no ano passado em Madri, quando foi superada pela bielorrussa Aryna Sabalenka. A tcheca Barbora Krejcikova foi a única a bater a polonesa duas vezes em finais (Dubai 2023 e Ostrava 2022), sendo a outra a derrotá-la a eslovena Polona Hercog (Lugano 2019).

“Fico feliz por estar em mais uma final aqui em Doha, mas gostaria que pudéssemos jogar esta noite e entreter vocês. Espero que a Pliskova melhore logo. Parabéns à ela e sua equipe pelas ótimas duas semanas”, escreveu a jogadora de 22 anos, desejando pronta recuperação à ex-líder do ranking.

12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Alexandre de Magalhães
Alexandre de Magalhães
2 meses atrás

Acho que já podemos falar de um Big 3 feminino: Iga, Aryna e Elena.

NFdS
NFdS
2 meses atrás
Responder para  Alexandre de Magalhães

Ou quem sabe um big 4, incluindo a Gauff???
Quem viver, verá…

Alexandre de Magalhães
Alexandre de Magalhães
2 meses atrás
Responder para  NFdS

Pode ser sim, às vezes até esquecemos o quão jovem a Coco ainda é. Saudações.

Gustavo M.
Gustavo M.
2 meses atrás
Responder para  Alexandre de Magalhães

Com uma delas tendo apenas um Slam até o momento e a grande #1 não chegando sequer a quartas de final em Slam fora do saibro? Que delírio

Flávio
Flávio
2 meses atrás

A Piliskova fugiu da Iga de novo com oura desculpa, ou seja, acho que é a terceira vez que ela faz isso parece que a bicicleta humilhante que ela tomou a assombra até hoje porque se fosse outra ali ela não teria desistido , então que vergonha a sua atitude porque se fosse assim era melhor não ter atrapalhado a Osaka e desistido antes.

Huh
Huh
2 meses atrás
Responder para  Flávio

Você claramente não sabe que a Pliskova estava jogando a 9 dias seguidos, sendo campeã na Romênia e viajando 7 horas de avião pra jogar no mesmo dia no Qatar. Ainda chegou na semi sem chorar, ao contrário de uma brasileira que idolatram por aí

Flávio
Flávio
2 meses atrás
Responder para  Huh

Pois Hub, é apenas uma impressão minha a desistência da Piliskova.

Marcus Tabosa
Marcus Tabosa
2 meses atrás

Nitidamente viu que não tinha chance. Pediu para c…. e saiu! Kkkkk

Marcos Souza
Marcos Souza
2 meses atrás

A Tcheca ( jogadora limitada) evitou de ser atropelada novamente pela polonesa

Michael Sousa
Michael Sousa
2 meses atrás

O script iria se repetir novamente, outra bicicleta, sem pestanejar. rsrs

Ubiratan (Black)
2 meses atrás

Só no top 20, que estão sem jogar e também deverão não competir na próxima semana, tem 4 com problema no pescoço, no punho, nas costas e no ombro. Até o momento.
As demais, que entrarão em quadra, deverão estar com problemas mas, bem menores, que não as impedirão de jogar e irão até onde puderem.

Última edição 2 meses atrás by Ubiratan (Black)
Gustavo M.
Gustavo M.
2 meses atrás

E a Iga segue firme na ponta do ranking, apesar do desempenho bem pior que da Aryna em Slams

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE