PLACAR

Pigossi vence mais uma e vai às semifinais no saibro italiano

Foto: FFT

Caserta (Itália) – Principal favorita ao título no W75 de Caserta, a paulista Laura Pigossi segue fazendo valer sua condição no torneio e já está nas semifinais. Nesta sexta-feira, ela teve pela frente a tenista da casa Anastasia Abbagnato, 517ª do mundo, triunfando em sets diretos, com o placar final de 7/6 (7-2) e 6/0, depois de 1h25 de confronto.

A próxima adversária da paulistana de 29 anos, será a espanhola Leyre Romero, 216ª da WTA e cabeça de chave 5, que teve que buscar a virada para superar a italiana Tatiana Pieri nas quartas de final, marcando parciais de 2/6, 6/4 e 7/5, em 2h35 de batalha. Será a terceira vez que as duas medirão forças, com vitórias de Pigossi nos dois embates anteriores.

“Foi um primeiro set muito duro, ela jogou muito bem, salvei um set point sacando, mas consegui me manter forte nos momentos duros. No segundo set, soltei mais, subi mais meu nível”, disse Pigossi após a partida.

Pigossi teve trabalho no primeiro set. Embora tenha anotado quebra no primeiro game, ela perdeu o saque no segundo e depois de novo no sexto, chegando a encarar 2/4 no placar, antes de buscar o empate por 4/4. A paulista saltou um set-point no 12º e levou a decisão para o tiebreak, em que cedeu apenas dois pontos para Abbagnato.

Ocupando atualmente a 119ª colocação no ranking, a paulista deslanchou depois de abrir 1 a 0 sobre a italiana e dominou as ações na segunda parcial. Ela perdeu apenas três pontos com o saque e conseguiu três quebras consecutivas para selar sua vitória com um “pneu”.

A brasileira está se garantindo na 114ª posição com a semi, pode ser 110ª com eventual final e atingir o 103ª com o título.

21 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Claudemir
Claudemir
15 dias atrás

Parabéns Laura Pigossi, bora pra cima da espanhola amanhã.

Paulo A.
Paulo A.
15 dias atrás
Responder para  Claudemir

Mais próxima do.top 100. Bom seria nem precisar jogar o qualifying do US Open.

Blumenau
Blumenau
15 dias atrás
Responder para  Paulo A.

Pra isso vai ter que ganhar mais pontos e voltar ao Top 100, se for campeã chega no 105º, mas tem 30 pontos para descartar ainda neste mês de Gaiba e Ricany. Tem chances de faturar pelo menos pra defender, Joga Valencia WTA125 e Ystad W50 em que é a Seed1. É torcer para se curar do resfriado e mandar bala nas adversárias. Boa sorte.

Arajaribu
Arajaribu
15 dias atrás

Bacana Laurinha!! Bora copar!!

Paulo Bontempo
Paulo Bontempo
15 dias atrás

Essa previsão de ranking ai está levando em consideração os pontos que ela tem a descartar ? ?

Fernando S P
Fernando S P
15 dias atrás
Responder para  Paulo Bontempo

Sim.

Scott
Scott
15 dias atrás

Até está indo bem, mas o nível do torneio favorece e muito.

American Twist boladão
American Twist boladão
15 dias atrás
Responder para  Scott

Esse torneio está num nível mais pra Cé do que Pigossi

Thiago
Thiago
15 dias atrás
Responder para  Scott

Além de guerreira, ela sabe montar o calendário. Está certíssima.

RenatoDalessi
RenatoDalessi
15 dias atrás

Parabéns Pigossi!!!!! GO !!!!

Carlos Carcamino
Carlos Carcamino
15 dias atrás

Essa menina é “cascuda”, não desiste nunca. Não importa o torneio.

André Borges
André Borges
15 dias atrás

Gerenciamento de carreira perfeito. Jogar seguro, embolsar uns trocados, pagar os boletos, fazer ranking pq o US Open está aí e a vaga direta paga aqueles saborosos R$ 350 mil reais só pra sorrir. Vai que ainda avança umas rodadas.

José Nilton Dalcim
Admin
15 dias atrás
Responder para  André Borges

E existe alguma coisa errada nisso, André?

Andre Borges
Andre Borges
14 dias atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

De jeito nenhum, pelo contrário. Admiro demais a Laura e o trabalho dela. Meu comentário foi um elogio eu literalmente acho que ela faz um gerenciamento de carreira perfeito dentro das suas possibilidades.

Thiago
Thiago
14 dias atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Não entendi o porquê da pergunta… Não senti que o comentário do André foi negativo.

Blumenau
Blumenau
15 dias atrás

Parabéns pra Laurinha pela ótima atuação e para sua excelente comissão técnica que está sabendo fazer a estratégia e escolher a dedo os torneios possíveis para defender pontos importantes. Seria bom que a comissão da Bia se espelhasse na da Pigossi para tentar levar a Bia de volta ao Top 10. Quem quiser assistir ao vivo está passando direto no ITF Tennis:
https://live.itftennis.com/en//live-streams/

Leonel
Leonel
15 dias atrás

Sabe montar calendário. Vai buscar uma chave principal do Us open

Blumenau
Blumenau
15 dias atrás
Responder para  Leonel

Pois é, bem calculado o calendário da Laura. Já a Bia sofre restrições pela colocação, as Top 20 tem obrigação de jogar todos os mandatórios (GS e 1000) e pelo menos dois WTA1000 não mandatórios e tem que dar preferência aos 500 e só pode jogar 2 WTA 250 por ano se for em casa ou defendendo título. Mas se ela sair do Top 20 estas restrições acabam e ele vai poder melhorar o calendário. Quem sabe a troca de comissão técnica não melhore isto?

André Borges
André Borges
13 dias atrás
Responder para  Blumenau

A Bia pode fazer um gerenciamento melhor de calendário na minha humilde opinião. Joga os obrigatorios, logico, pula talvez um ou dois em que o piso seja mais desfavorável ou que a logística seja ruim tipo Asia, descansa e encaixa uns 3 ou 4 250 nesse espaço. Já é conhecida então faz um mini leilão pra ver que 250 paga melhor cachê, vai ser paparicada e aproveita pra ganhar uns jogos, talvez levantar umas taças e elevar a confiança. Nos GS/1000 obrigatorio e 500 preparatorios vai pro pau, fazer o que. Ser top20 é ir pro pau o tempo todo. Se chegar em quartas regularmente e nas quartas tomar ferro de Iga, Rynakina, Sabalenka, Gauff tá tudo certo vai se aposentar top20.

Eduardo
Eduardo
14 dias atrás

Este ano a montagem de calendário da Laura está realmente ótima. E ela corresponde em quadra. Semi vai ser de longe o jogo mais complicado, a jovem espanhola vem em boa fase e já esteve entre as 150 do mundo.

Carlos Lima
Carlos Lima
14 dias atrás

A maioria das adversarias está acima de 300, não dá nem pra falar nada, deveria ter limite de ranking é uma diferença absurda entre elas.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE