PLACAR

Pigossi consegue revanche e avança em Valência

Foto: BBVA Open Internacional de Valencia

Valência (Espanha) – No reencontro com sua última algoz no circuito, Laura Pigossi estreou com vitória no WTA 125 de Valência, em quadras de saibro na Espanha. A atual número 2 do Brasil e 115ª do mundo venceu a espanhola Leyre Romero Gormaz, 185ª colocada, por 6/4 e 6/0 em 1h28 de partida.

Pigossi havia perdido para Romero no último sábado, em jogo válido pela semifinal do ITF W75 de Caserta, no saibro italiano. A espanhola de 22 anos conquistou o título no domingo e saltou mais de 30 posições no ranking.

A vitória na estreia em Valência rende 15 pontos na WTA para Pigossi, que pode fazer 27 pontos se chegar às quartas. A próxima adversária será a eslovaca Rebecca Sramkova, atual 112ª do mundo e cabeça 4 da semana, que derrotou a tailandesa vinda do quali Lanlana Tararudee por 6/3 e 6/1.

Sramkova vive o melhor momento da carreira aos 27 anos, depois de ter alcançado as oitavas de final do WTA 1000 de Roma, vinda do quali. Na ocasião, conseguiu debutar no top 100, ocupando o 89º lugar. Tanto ela quanto Pigossi furaram o quali de Roland Garros, mas caíram no início da chave principal.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Em um primeiro set equilibrado, com cinco quebras de serviço, Pigossi precisou de tempo até se sentir bem ambientada às condições mais lentas da quadra, ainda mais em um dia de tempo mais úmido e num torneio ao nível do mar. Ela também soube aproveitar do baixo índice de primeiros serviços em quadra da rival, apenas 36%, e venceu a parcial. Já no segundo set, Pigossi não enfrentou break-points, ainda que tenha disputado um game muito longo em seu serviço quando já vencia por 2/0. Ela conseguiu três quebras e aplicou um ‘pneu’ para fechar o jogo.

O torneio no saibro espanhol dá 125 pontos no ranking para a campeã, 81 para a vice e 49 para as semifinalistas. A paulistana de 29 anos pode voltar ao top 100 se for finalista. Provisoriamente, ela está recuperando até quatro posições.

Rebeca Pereira e Ana Candiotto se despedem

Única brasileira na chave do ITF W75 de Guimarães, Rebeca Pereira foi eliminada na estreia de duplas do torneio português em quadras duras. A fluminense de 31 anos e 306ª do ranking jogou ao lado da holandesa Demi Tran. Elas foram superadas pela russa Kira Pavlova e a chinesa Fangran Tian por 6/4 e 6/2.

Já pelo ITF W15 de Madri, Ana Candiotto foi eliminada na estreia do torneio em quadras de saibro. A jovem paulista de 20 anos e 607ª do mundo foi superada pela espanhola de 21 anos Alba Rey Garcia, que entrou na chave com ranking protegido, por duplo 6/4.

Subscribe
Notificar
guest
19 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Grau
Grau
1 dia atrás

Pigossinha destruiu, passou por cima. A próxima adversária é super difícil, mas com essa garra tudo é possível

Blumenau Coleções
Blumenau Coleções
1 dia atrás
Responder para  Grau

Verdade, muito difícil e Pigossi jamais ganhou um set dela, vai ser uma barra muito pesada, torcer para ela se achar no jogo.

Adalberto
Adalberto
1 dia atrás

Guerreira!

Paulo A.
Paulo A.
1 dia atrás

Excelente resultado, ainda mais do jeito que ocorreu! Próxima rodada bem difícil…

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 dia atrás

E ainda eu um pneu de brinde… nossa guerreira.vqv Pigossi. PArabéns

Paulo A.
Paulo A.
1 dia atrás
Responder para  Haroldo Guimarães

Se a Bia tivesse o mental da Laura já teria ganho um Slam e seria top 5. Mas é a vida…

Cacio Luiz
Cacio Luiz
1 dia atrás
Responder para  Paulo A.

Cara, a Bia já saiu de muitos buracos, RG do ano passado foi uma prova disso, então a questão não é ela não ter mental. Não podemos generalizar pelo momento atual. Pigossi é uma jogadora limitadíssima porém muito esforçada e está colhendo frutos mas nunca chegará nem perto dos feitos da Bia. Fico feliz pq o que vem acontecendo no tênis feminino, é reflexo da Bia. Lembro da semi em RG do Fininho, ele nunca teve jogo para tal feito, mas ele tinha uma inspiração que era o Guga e por conta disso teve 2 semanas iluminadas com grandes exibições. Em resumo, sempre temos alguém que nos inspira.

Fernando S P
Fernando S P
1 dia atrás
Responder para  Paulo A.

07/07/2023

“Bia Haddad lidera viradas na temporada e desgaste físico preocupa. Brasileira precisou virar 10 jogos em 2023.”

Imagina se o mental fosse forte, hein?

Oscar
Oscar
18 horas atrás
Responder para  Fernando S P

Já eu, enxergo que ela ter jogos longos geralmente contra adversarias de nível baixo, é falha mental. Esses jogos de virada, boa parte era pra ter passado o carro em 2 sets.

Beto_poa
Beto_poa
14 horas atrás
Responder para  Paulo A.

mental nao tao forte assim: perdeu em RG um jogo praticamente ganho e o mesmo aconteceu na BJK contra a Maria. Os caras adoram cutucar a Bia …

Jorge Luiz
Jorge Luiz
1 dia atrás

Laura guerreira merece muito os nossos aplausos

Gilmar de Oliveira
Gilmar de Oliveira
1 dia atrás

Mal tirou o saibro italiano do corpo e já está na Espanha, batalhando. Ela pode ter limitações técnicas, ok… mas é guerreira, lutadora, batalhadora, sem tempo ruim, vai e encara, cai, levanta… Enquanto isso, muito brasileiros jogam torneios somente em ano bissexto, em meses pares… pode ser orçamento, pode ser lesão para ter calendário assim fracionado… mas garra, choque de realidade do ranking, organização mental e assessoria para selecionar calendário e logística daria uns 10 torneios ou mais por ano, por baixo e: mais grana, mais experiência, mais raça, dezenas de posições acima no ranking, mais patrocínio.. sem tantas lesões. Afinal, esse pessoal do masculino que tira tanto “descanso” não joga lá semifinal ou final em todo torneio. Claro, creio que estão treinando duro nesses longos intervalos, mas é de se questionar se em jogos não pegariam mais “o jeito”, a experiência e o físico que tanto necessitam. Imagina um candidato a patrocinador de um cara que demora 2 meses entre um torneio e outro… qual visibilidade para sua marca? Fica a reflexão, pois mesmo que eu não entenda tanto, sabemos que tem muito a melhorar.

Blumenau Coleções
Blumenau Coleções
1 dia atrás
Responder para  Gilmar de Oliveira

Isso é uma verdade, mas falando da Bia, os patrocinadores não devem estar gostando nada dela estar caindo nas primeiras rodadas e deixando de mostrar a marca, vai acabar perdendo o patrocínio.

Oscar
Oscar
18 horas atrás
Responder para  Blumenau Coleções

A Bia está com um patrocínio nada a ver. De cerveja… vi comercial dela pra Stella Artois.

CARLOS ALBERTO RIBEIRO DA SILV
CARLOS ALBERTO RIBEIRO DA SILV
1 dia atrás
Responder para  Gilmar de Oliveira

Boa reflexão. Muitos jogadores de várias modalidades falam que treino é treino e jogo é jogo. Num jogo a responsabilidade é maior e a exigência mental e pressão são maiores também. Umas semanas atrás a Bia postou um comentário que estava meio confusa porque estava treinando bem e no jogo não conseguia repetir o desempenho dos treinos. Um dos motivos acho que é esse. Nos jogos as exigências e responsabilidades são maiores e os erros geram consequências mais importantes que nos treinos, daí a pressão ser maior.

Evandro
Evandro
1 dia atrás

Lembraram aqui que “…Mal tirou o saibro italiano do corpo e já está na Espanha, batalhando”. Não só isso. Ela teria a tenista da casa, merecedora de WC, pela frente. Vinda de grande resultado, como campeã na Itália, tendo tirado, na semi, a própria Pigossi. Apenas 3 dias antes. A Laura não tem medo de rival!!

Última edição 1 dia atrás by Evandro
Blumenau Coleções
Blumenau Coleções
1 dia atrás
Responder para  Evandro

Também nem tem como escolher adversária.

OSMAR
OSMAR
18 horas atrás

BIA HADDAD JOGA QUANDO ??SUMIU….

José Nilton Dalcim
Admin
7 horas atrás
Responder para  OSMAR

Tem texto explicando todo o calendário dela nas próximas semanas: https://tenisbrasil.uol.com.br/bia-se-prepara-para-wimbledon-em-dois-torneios-na-alemanha.html

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE