PLACAR

Paul derruba Shelton e decide contra surpresa Giron

Tommy Paul Foto: Alex Smith/Dallas Open

Dallas (EUA) – O poderoso saque do canhoto Ben Shelton não foi páreo para o jogo consistente e as devoluções seguras de Tommy Paul. Ele venceu o duelo todo norte-americano nas semifinais do ATP 250 de Dallas com placar de 6/2 e 6/4, tendo convertido três dos oito break-points que obteve na partida de 79 minutos.

“Shelton é realmente um adversário duro”, elogiou Paul. “Seu saque é incrível, mas acho que esta superfície me ajudou um pouco. A bola não estava subindo tanto como em outras quadras em que já jogamos, então pude achar o contato ideal com maior frequência”, avaliou o número 16 do ranking.

“Tinha de colocar o máximo de bolas em jogo. Era a chave”, emendou. “Você não pode dar espaço ou ele aproveitará a vantagem. Acho que fiz tudo direito, ainda que não tenha sacado tão bem”. Aos 26 anos, Paul não conquista título desde Estocolmo de 2021. No ano passado, fez finais em Acapulco e Eastbourne, mas ficou com os vices.

Seu adversário deste domingo é a surpresa da semana. Depois de superar Frances Tiafoe, o principal inscrito, o também norte-americano Marcos Giron dominou com folga o canhoto francês Adrian Mannarino, o cabeça 4 da semana, e anotou as parciais de 6/1 e 6/3.

Esta será apenas a segunda final de nível ATP do tenista de 30 anos, repetindo até aqui a campanha de San Diego de dois anos atrás. Ele já foi o 49º do ranking, mas teve uma sequência ruim de resultados desde outubro e agora ocupa o 67º posto.

Os dois já se cruzaram cinco vezes no circuito profissional. Em nível challenger, Giron ganhou dois de três confrontos e, já em ATPs, cada um venceu uma vez, ambas em torneios de nível Masters 1000.

 

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE