PLACAR

Para Wilander, Djokovic irá inspirar as próximas gerações

Foto: Tennis Australia

Monte Carlo (Mônaco) – Já em sua reta final de carreira, o sérvio Novak Djokovic jogou pouco na atual temporada, disputou três torneios, ainda não venceu títulos e tem oito vitórias e três derrotas até então em 2024. Na próxima semana, ela estará em ação no Masters 1000 de Monte Carlo, onde abrirá sua temporada de saibro.

Para o sueco Mats Wilander, o momento de Djokovic tem uma característica dupla. Além de buscar novas conquistas e oferecer desafios altamente competitivos para a nova geração, ele também será uma inspiração para os mais jovens, influenciando estes a jogarem no mais alto nível.

“Uma parte realmente importante do futuro de Novak Djokovic para mim, e acho que isso é algo que o treinador deve enfatizar para ele, é que sua importância no tênis vai muito além de tentar vencer 25 Grand Slam e ser o maior jogador do mundo”, afirmou Wilander em comentário para o Eurosport.

“Acho que taticamente Djokovic é muito mais maduro e muito melhor do que os jovens jogadores que estão surgindo. E eles não vão fazer essas perguntas táticas uns aos outros. Foram perguntas que o próprio Novak fez junto com Rafael Nadal e Andy Murray para tentar superar Roger Federer anos atrás”, analisou o sueco.

Para ele, o legado do sérvio pode ir além apenas de suas conquistas e vitórias em quadra. “Assim como Federer teve seu legado e mostrou aos jovens que você precisa de mais do que apenas bater na bola de tênis, Djokovic pode fazer o mesmo”, observou o ex-número 1 do mundo e dono de sete títulos de Grand Slam

“Esse é o papel mais importante para Novak Djokovic, aos meus olhos. Não estou dizendo que é assim, que vá ganhar mais campeonatos, mas acho que para o desenvolvimento desses jogadores mais jovens ele está desempenhando um papel extremamente importante”, finalizou Wilander.

14 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás

É óbvio. Todo mundo quer se espelhar no dono absoluto do esporte.

Oswaldo Euclydes Aranha
Oswaldo Euclydes Aranha
1 mês atrás

Bem dito realmente Djokovic mostrou como é possível superar barreiras

Gilvan
Gilvan
1 mês atrás

Rapaz, se o sérvio é incapaz de influenciar os fãs de tênis mesmo sendo o atual número 1 (só se fala de Sinner e do Alcaraz) e não fazia o mesmo ao longo de toda a carreira (só se falava de Nadal e Federer até estes se afastarem das quadras), não vai ser depois da aposentadoria que o sérvio será lembrado com algum destaque.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Gilvan

Sendo que ele ficou uns 5 minutos só assinando bolinhas e camisas na vitória sobre o Vukic em Indian Wells. Todos abaixo de 25 anos amam e são influenciados pelo GOAT Djoko.

Sem choro, Gilvan.

Rodri
Rodri
1 mês atrás
Responder para  Gilvan

Kkkkk calma calabreso. Vc que influencia. Famoso quem?

Gilvan
Gilvan
1 mês atrás
Responder para  Gilvan

Até hoje quando eu vou falar com as pessoas sobre o tênis o papo ainda é sobre o Federer e às vezes sobre o Nadal.
Djokovic é ignorado. Um espectro.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Gilvan

Essas pessoas devem ser as paredes do seu quarto, rs.

João
João
1 mês atrás

Impressão minha ou as fotos escolhidas para as matérias sobre o Djokovic, ultimamente são bem estranhas? As do Nadal e Alcaraz são ótimas.

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  João

Isso já vai além do fanatismo, não?

João
João
1 mês atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Não. Basta você comparar as fotos. Falar em fanatismo é bem mais fácil e não precisa explicar.

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  João

Fanatismo absoluto

João
João
1 mês atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Fanatismo? Quanta hostilidade com quem pode, em tese, ter ajudado, visto a bela foto publicada na ultima noticia sobre Djoko. Não seria absurdo pensar que minha sugestão foi ouvida. Mas pode também ser uma excessão, que acaba confirmando a regra, veremos.
PS: Você é o dono do site (até onde eu sei), publica o que você quiser, eu apenas fiz uma observação, tenho esse “defeito” (que você rotulou como fanatismo) de ser muito observador, as vezes. New balls, please.

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  João

Sugerir que o site manipula fotos em detrimento deste ou daquele jogador é um autêntico absurdo. Só posso admitir tal pensamento a um fanatismo desproporcional.

João
João
1 mês atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

Jamais falei manipulação. Li novamente, reli mais uma vez, tornei a reler o que escrevi e não consegui encontrar onde eu tenha escrito ou sugerido manipulação, o que seria, realmente um absurdo. Quando escrevi “estranhas” leia-se feias, em situações onde o jogador está de boca aberta, olhos esbugalhados, etc. Como essa desse post, bem diferente do último post sobre o Djoko.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE