PLACAR

Para Thomaz Koch, Victória Barros supera expectativas

Victória Barros (Foto: Federación Peruana de Tenis)

Rio de Janeiro (RJ) – Um dos maiores tenistas brasileiros da história, o gaúcho Thomaz Koch bateu bola com a mais nova promessa nacional, a potiguar Victória Barros, de apenas 14 anos. Após o treinado, realizado durante o Rio Open, ele contou a TenisBrasil suas impressões sobre o que viu em quadra.

“Estava há dois anos querendo ver a Victória jogar, por tudo o que se fala dela. E superou todas as expectativas porque o astral dela é cativante. E além disso, acho que ela tem uma liberdade e uma alegria de jogar que é muito importante. Isso vai ser decisivo para a carreira dela”, disse Thomaz Koch.

Ex-número 24 do mundo e vencedor de seis títulos na elite do circuito, Koch destacou o estilo de jogo agressivo e com variações táticas da juvenil potiguar. “E também vejo que ela tem um tipo de jogo agressivo, que nos momentos decisivos pode ser fundamental para ela vencer as partidas. O mais importante é que vejo ela com muita alegria”.

“É uma jogadora com um potencial fantástico e espero que não seja muito castigada nos treinos e no calendário. No momento que ela está, é claro que todos os torneios vão querer que ela jogue. É importante ter alguém na carreira que veja o lado pessoal. É uma criança, que precisa brincar e ter o lado dela”, acrescentou.

O veterano tenista de 78 anos também destacou a importância da mãe de Victória, Maria Luiza, que a acompanha nos torneios, junto com o técnico. “Fiquei muito impressionado, positivamente, com a mãe dela. É uma pessoa super consciente do papel e está fazendo um trabalho excelente. Então as duas estão no caminho certo”.

Victória Barros disputou na semana passada no ITF J300 de Lima seu primeiro torneio na temporada e chegou à final. Com isso, saltou do 199º para o 113º lugar no ranking mundial juvenil, tornando-se a segunda melhor brasileira na classificação atual, atrás apenas de Olívia Carneiro. A tenista treina desde o ano passado na academia de Patrick Mouratoglou, na França. E seu treinador atual é Quentin Mege, que começou a viajar com ela no fim da última temporada.

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo A.
Paulo A.
2 meses atrás

Com um aval luxuoso desses, não tem como não ficar mais entusiasmado ainda! Ao que parece está pintando no horizonte tupiniquim a sucessora da gloriosa Bia Haddad. E ainda tem a Nahuany que bate um bolão e gosta das quadras rápidas, sendo até mais nova que a Victória. Show!

Haroldo Guimaraes
Haroldo Guimaraes
2 meses atrás

Se um mestre fala, nem se discute. É muito importante para uma adolescente como a Victoria, ter contato com ex- tenistas ou atuais, imagina o orgulho que ela sentiu de jogar com Thomas Kock. Parabéns pra mãe que pelo visto faz um excelente papel… ir ao Rio Open. Lembra o trabalho que foi/está sendo feito com o Fonseca, Vamos brazucas

Roberto
Roberto
2 meses atrás

Temos um potencial e quantidade enorme de tenistas no infanto. Precisa-se apenas de patrocinadores para a carreira obter sucesso e resultados.

Leonel
Leonel
1 mês atrás

Assisti alguns jogos da Nauhany e na minha opiniao deu pra ver que vai ser jogadora top sem dúvidas. A Victória ainda não assisti mas vendo os resultados com 14 anos vemos que é craque também. Essas duas serão as irmãs Willians do Brasil. Bora ser feliz.

Cacio Luiz Crozariolo
Cacio Luiz Crozariolo
1 mês atrás
Responder para  Leonel

Colocaria elas mais na versão Clijsters e Hennan (ate por não serem irmãs). Espero que venham assombrando num futuro próximo.

Paulo
Paulo
1 mês atrás

Com essa idade já houve tenistas chegando longe em grande slam,,, o que vejo são espectativas exageradas num país sem tradição nesse esporte e carente de boas jogadoras…

Julio Cesar
Julio Cesar
1 mês atrás

menos expectativas, pessoal. Deixem a criança ser feliz.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE