PLACAR

Paolini vai às quartas após lesão de Keys na reta final

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) – No duelo entre as duas semifinalistas derrotadas no WTA 500 de Eastbourne na semana passada, tudo parecia caminhar para uma virada de Madison Keys sobre Jasmine Paolini nas oitavas de final de Wimbledon, mas uma lesão na perna esquerda na reta final da partida, depois de abrir 5/2 e ter duas quebras de frente no terceiro set, acabou minando as chances da norte-americana. Mesmo com dificuldades de locomoção, ela voltou para a quadra, mas não resistiu por muito tempo e abandonou o jogo logo após a italiana empatar, terminando a partida com o placar de 6/3, 6/7 (6-8) e 5/5 em 2h23 de disputa.

Com a classificação, Paolini disputará as quartas de final no All England Club pela primeira vez na carreira e se torna a quinta mulher italiana a alcançar a antepenúltima fase da competição na Era Aberta, repetindo os feitos de Laura Golarsa (1989), Silvia Farina Elia (2003), Francesa Schiavone (2009) e Camila Giorgi (2018).

Aos 28 anos, Paolini nunca tinha vencido uma partida sequer na grama até 2024, mas o bom momento no circuito lhe fez chegar na semi em Eastbourne e agora às quartas em Wimbledon. Atual vice-campeã de Roland Garros, ela também fez oitavas no Australian Open, sendo portanto a única italiana a alcançar a segunda semana dos três primeiros Grand Slam do calendário em uma única temporada.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Em busca de uma vaga na semifinal, Paolini já sabe que terá outra norte-americana pela frente, já enfrentará a vencedora do duelo entre Emma Navarro e Coco Gauff. A italiana nunca venceu ambas, tendo três derrotas para Navarro e outras duas para Gauff, todos os cinco jogos disputados em quadra dura.

Enquanto isso, Keys perde a chance de chegar pela terceira vez nas quartas em Londres, naquele que é o único Slam em que ainda não chegou entre as quatro melhores após dez participações. Vice-campeã do US Open em 2017, ela tem outras duas semis em Nova York, mais duas semis em Melbourne e outra em Paris. Boa jogadora de grama, ela tem três títulos no piso ao longo da carreira e também fez semi em Eastbourne este ano na preparação para Wimbledon.

Jogo de alternâncias, quase virada, choro e abandono

Jasmine Paolini começou a partida em ritmo fulminante, abrindo 4/0 logo de cara. Apesar de ver Keys devolver uma das duas quebras no quinto game, a italiana se manteve firme e segurou a vantagem até o fim da parcial para largar na frente no placar. Destaque para os oito pontos vencidos em dez disputados no segundo saque da norte-americana, mostrando agressividade nas devoluções.

A segunda parcial começou sugerindo um novo passeio de Paolini, que novamente começou quebrando a adversária, mas desta vez a vantagem durou pouco, e Keys conseguiu três quebras de saque seguidas, abrindo 5/1. No entanto, na hora de fechar, a norte-americana sucumbiu, permitiu o empate e ainda precisou salvar fundamental break-point no 11º game, levando a decisão para o tiebreak. No de desempate, a italiana chegou a ficar a dois pontos da vitória por duas vezes, mas não chegou ao match-point e Keys empatou a partida.

O terceiro e decisivo set foi quase como uma repetição do segundo, com a norte-americana abrindo duas quebras de vantagem e chegando a ter 5/2. Na primeira tentativa de sacar para o jogo, ela foi quebrada, e logo depois Paolini confirmou seu serviço, diminuindo a diferença para 5/4. Neste momento, Keys pediu atendimento médico na coxa esquerda, ainda tentou voltar, mas não aguentou. Chorando em quadra, com dificuldades para se locomover e sacar, ela novamente foi quebrada, jogou mais um ponto no 11º game, mas não resistiu e se retirou sob aplausos da torcida na Quadra 1.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
11 dias atrás

Vamos jasmine

Refaelov
Refaelov
10 dias atrás

Americana teve o jogo na mão no 2° set, pagou caríssimo pela viajada ali(oq n é novidade na sua carreira)

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE