PLACAR

Ostapenko decide o WTA de Adelaide contra Kasatkina

Foto: Adelaide International

Adelaide (Austrália) – Abrindo as semifinais do WTA 500 de Adelaide, a letã Jelena Ostapenko levou a melhor sobre a russa Ekaterina Alexandrova em sets diretos, triunfando com parciais de 6/2 e 7/6 (7-3), depois de 1h42 de partida. Sua adversária na final será outra russa, Daria Kasatkina, que sequer precisou entrar em quadra para avançar. A decisão está marcada para às 4h30 (de Brasília) deste sábado.

Kasatkina contou com a desistência da norte-americana Jessica Pegula, que teve um problema gastrointestinal e não conseguiu entrar em quadra. “Infelizmente acordei não me sentindo bem. Eu realmente gostaria de ter jogado esta noite. Espero poder voltar no próximo ano. Obrigada à direção do torneio por um grande evento”, escreveu Pegula em suas redes sociais.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

A russa, que tem oito títulos no circuito e disputará a 14ª final da carreira também se manifestou: “Desejo a Jess uma recuperação rápida e que ela possa estar 100% preparada para o Australian Open”, afirmou a russa, que enfrentará Ostapenko pela oitava vez e tentará melhorar o retrospecto negativo de duas vitórias e cinco derrotas.

Responsável pela eliminação da cazaque Elena Rybakina, na noite anterior, Alexandrova parecia lenta e cansada durante toda a partida e acabou perdendo o primeiro set em apenas 36 minutos. A russa foi quebrada três vezes e só conseguiu bater o saque de Ostapenko uma vez.

Na segunda parcial, a russa elevou o nível e chegou a ter quebra de vantagem em duas oportunidades distintas. A primeira delas foi logo no começo, batendo o serviço da rival no primeiro game, para perder o saque de volta no segundo. Alexandrova anotou novo break no quinto e chegou a sacar para o set em 5/3, mas foi quebrada de volta de zero.

Ostapenko não conseguiu novo break, mas aproveitou o embalo na reta final e foi melhor no tiebreak, cedendo apenas três pontos antes de selar a vitória contando com uma dupla falta de Alexandrova no primeiro match-point. “Às vezes, tive que jogar de forma mais agressiva, mas nas últimas temporadas não estava me saindo tão bem”, disse a letã.

“Agora sinto que, nos momentos de decisão, quando tenho que tentar meus golpes e quando tenho que pressionar minha adversária, estou fazendo isso melhor do que nas últimas temporadas. Estou me sentindo bem e muito animada por estar nas finais”, acrescentou a atual 12 do mundo, que voltará ao top 10 na próxima semana. Vencedora de seis torneios no circuito, ela disputa sua 15ª final.

8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Camila
Camila
1 mês atrás

Parabéns Ostapenko!!! Já está no TOP 10

Cristiana
Cristiana
1 mês atrás

Vai ser interessante ver duas grandes amigas brigando pelo título. Acho que Ostapenko leva, embora Kasatkina tenha evoluído nesse começo de temporada, servindo melhor, p ex, em relação ao ano passado

Leo
Leo
1 mês atrás

Ostapenko deu uma emagrecida considerável. Ainda não chegou a 100% da forma física mas, se ja era perigosa gordinha, agora muito mais. Tem muita potencia, em um dia bom pode atropelar qualquer uma, inclusive as n.1 e 2. É como se fosse uma versão feminina de um Nalbandian ou Tsonga, com muita potencia mas com dificuldade de manter consistencia ao longo de 6 ou 7 partidas. Com a cabeça no lugar pode ganhar um GS.

viktor
1 mês atrás
Responder para  Leo

Esqueceu de Del Potro, Gonzalez, Cilic e Wawrinka. 4 MONSTROS!!! De back, fore e Saque

Ubiratan (Black)
1 mês atrás

Final bem diferente do que se esperava até poucos dias. Mas das 4 semifinalistas, qualquer uma poderia passar, não tinha ninguém passando por cima, todas perderam ou tiveram algum set difícil.
Alexandrova passou por Linette, Kudermetova e Ribakina, não foi pouca coisa, nada de top 50, 80 ou 100+.
Nesse jogo, depois de Ostapenko ganhar primeiro serviço de zero, todos os demais das duas foram ameaçados com BP no 1S, Alexsndrova conseguiu uma quebra mas Ostapenko foi mais decisiva tendo duas acima, assim como no tiebreak do 2S.
Mais uma semana com Ostapenko indo longe apesar de não ter sido folgado. Tem a chance de elevar o sarrafo do top 10 ainda mais. E de ganhar uma gordurinha um pouco maior já que tem QF pra defender agora no AO. Então, ela tem que ser pelo menos ótima lá também para não perder esses pontos. E está com um bom caminho para chegar até as QF.
E mais uma desistência no torneio. Kasatkina foi premiada assim nos dois últimos jogos seguidos e chegou na final. Assim, mais uma que poderá passar Krejcikova e Bia, se for campeã. Essa eu não esperava mas isso é só um detalhe que tem que ser resolvido dentro de quadra a partir de amanhã.
Bem! por estar mais afiada e jogando, Kasatkina ganhou as duas desistências, Ostapenko deve ser mais decisiva para levar o torneio. Mas, veremos.

Última edição 1 mês atrás by Ubiratan (Black)
Ubiratan (Black)
1 mês atrás
Responder para  Ubiratan (Black)

Não só Ostapenko indo longe em mais uma semana, Kasatkina também conquistou o, famoso e tão importante para esse bolo todo, agora 108 pontos de QF em Brisbane.

Última edição 1 mês atrás by Ubiratan (Black)
viktor
1 mês atrás

Ambas entram como favoritas ao lado da atual campeã, Iga e Rybakina. Sorte da Bia que todas as 5 cairam no lado oposto da Chave (só Sabalenka na semi). E aproveitar e fazer no minimo quartas.

Adriano Veiga
Adriano Veiga
1 mês atrás

Jogadoras de estilo muito diferente.
Jelena é uma assassina de bolinhas, potência pura, agressiva demais, toma a iniciativa do jogo e vai pra cima.
Kasatkina é uma baloeira e uma maratonista clássica. Corre pra lá, corre pra cá, devolve, devolve, corre, corre, devolve, corre, devolve mais uma…. Corre mais um pouco…
Prefiro Ostapenko com todas as suas manias e loucuras… Kkkkkkk

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE