PLACAR

Osaka comemora sua melhor partida na temporada

Foto: Juarez Santos

Miami (EUA) – De volta ao circuito em janeiro, após mais de um ano afastada para cuidar de sua saúde mental e se tornar mãe, a japonesa Naomi Osaka acredita enfim estar recuperando o melhor nível. Depois de campanhas tímidas nos três primeiros torneios de 2024 ele chegou às quartas de final em Doha e venceu duas partidas em Indian Wells, mas foi na estreia do WTA 1000 de Miami, na última quarta-feira, que ela enxerga ter tido seu melhor desempenho no ano, batendo a italiana Elisabetta Cocciaretto por 6/3 e 6/4.

“Honestamente, acho que joguei o meu jogo. Nunca a tinha enfrentado, mas sabia que ela era muito boa em ralis longos e no backhand. Só tentei me posicionar bem na quadra e focar em mim mesma. Este foi provavelmente o momento que me senti mais livre ao bater na bola, o mais próximo que estive da sensação que quero manter no futuro. Foi o meu melhor desempenho em termos de remate, senti que a bola que eu gostaria de bater estava lá, por isso estou muito feliz”, analisou após a partida.

A jogadora de 26 anos e dona de quatro títulos de Grand Slam também comentou sobre a presença de sua família em Miami, algo que a deixou um pouco tensa antes de entrar em quadra. “Minha mãe e minha irmã estavam aqui, talvez por isso eu estivesse muito nervosa antes do jogo. Eu sinto que conforme entrasse no jogo saberia que já havia ido bem neste lugar e poderia contar com meus reflexos, embora não ache que precisasse contar com essas lembranças para me sair bem. Só sei que consegui colocar em jogo o meu tênis e fiz minha melhor partida desde que voltei”, destacou.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Na próxima rodada, Osaka terá pela frente um duelo diante da ucraniana Elina Svitolina, que também teve uma filha no ano passado e vem se destacando no circuito com ótimo resultados após a maternidade. “Lembro-me de vê-la jogar na última edição de Wimbledon, enquanto eu estava grávida, pensando naquele momento que um dia poderia estar lá também. Elina sempre foi uma grande jogadora, então não estou surpresa que ela esteja de volta ao top 20 do mundo. É onde ela pertence”, disse a japonesa.

Em seis partidas disputadas anteriormente entre elas, três vitórias para cada lado. No último encontro, no já distante Australian Open de 2019, vitória da japonesa, enquanto a ucraniana levou a melhor no único embate em Miami, há seis anos.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE