PLACAR

Orlando Luz vence após 3h e garante duelo com Pucinelli

Orlando Luz (Foto: Milko Ulloa)

Assunção (Paraguai) – O tênis brasileiro terá um representante nas quartas do challenger de Assunção, em quadras de saibro no Paraguai. Depois da vitória de Matheus Pucinelli na última segunda-feira, foi a vez de Orlando Luz também vencer nesta terça, garantindo um duelo entre eles nas oitavas. Luz venceu uma disputa de 2h55 contra o canadense Liam Draxl, 257º do ranking, por 6/7 (1-7), 7/5 e 6/4.

Em jogo dominado pelos dois sacadores, Draxl disparou 10 aces contra 7 de Luz. O primeiro set foi inteiramente sem quebras ou break-points, com domínio do canadense no tiebreak. Já na segunda parcial, Orlandinho ficou a um game da eliminação, quando perdia por 5/4, mas confirmou o serviço e conseguiu sua primeira quebra na partida logo na sequência. O gaúcho foi superior no terceiro set, conseguindo duas novas quebras para chegar à vitória.

Aos 26 anos, Orlando Luz é o atual 371º do ranking e tem como melhor marca da carreira o 272º lugar, alcançado em agosto de 2021. Diante do jovem paulista Matheus Pucinelli, de 22 anos e 295º colocado, tem uma vitória e uma derrota em partidas disputadas ainda no ano de 2020.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

As oitavas ainda contam com o carioca João Fonseca, de 17 anos e 341º do ranking. Depois de ter vencido a estreia contra o equatoriano Alvaro Guillen Meza na última segunda-feira, ele enfrenta o paraguaio Hernando Isnardi, convidado da organização.

Reis é superado por Dellien. Três brasileiros estreiam
Outro brasileiro em quadra no início da rodada desta terça foi o pernambucano João Lucas Reis, de 23 anos e 324º do ranking. Ele sofreu 6/3 e 6/2 contra o boliviano Hugo Dellien, cabeça 3 do torneio e 183º do mundo, em 1h11 de partida. Foi o terceiro duelo entre os dois jogadores, com uma vitória de Reis no ano passado no Chile e duas do experiente boliviano de 30 anos.

Estão previstas as estreias dos paulistas Pedro Sakamoto, Gustavo Heide e Nicolas Zanellato para o complemento da rodada. Vindo do quali, Zanellato enfrenta o argentino Gonzalo Villanueva. Por sua vez, Heide é cabeça 8 e joga contra o canhoto argentino Valerio Aboian. Já Sakamoto encara o espanhol Carlos Sanchez.

10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Scott
Scott
27 dias atrás

Dellien e Varillas teriam números muito acima dos de Djokovic se jogassem no circuito só contra brasileiros. Impressionante.

Fernando S P
Fernando S P
27 dias atrás
Responder para  Scott

Você já se deu ao trabalho de segmentar a tua análise? Qual a distribuição do ranking dos brasileiros que eles enfrentaram? Você examinou os confrontos diretos contra os brasileiros com ranking mais similar (Monteiro, por exemplo)? Parece que fazer uma análise de padrões não é exatamente a tua praia. Fica a dúvida se eles ganham dos Top 200+ de outros países também. ;)

Andre Borges
Andre Borges
27 dias atrás
Responder para  Scott

Pq jogam contra o Sakamoto se jogassem metade contra o Sakamoto e metade contra o Wild/Monteiro ganhariam só metade dos jogos.

Lucas Miranda Faria
27 dias atrás

Valeu, Orlandinho!!!!!

Refaelov
Refaelov
27 dias atrás

Ótimo jogo do Luz, muito firme no saque o tempo todo, já tinha feito um grande jogo contra o Varillas na última semana, dessa vez veio o resultado.. “pena” o duelo nacional em sequência mas, em contrapartida, devemos ter um semifinalista BR saindo desse setor..

E o Reis depois de iniciar o ano com uma SF já vai acumulando a OITAVA derrota seguida, hj até fez um primeiro set digno mas, depois da primeira quebra a cabeça foi pras cucuicas.. de repente deveria ter vindo jogar esses Futures no Brasil pra recuperar a confiança mas, agora é tarde pra pensar nisso..

Guilherme ES Ribeiro
Guilherme ES Ribeiro
27 dias atrás

Muito boa vitória do Luz. Já o Reis, perder para o Dellien é normal, mas a fase está tenebrosa

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
27 dias atrás

Paraben Luz, jogo dificil, mas jogou e sacou muito, alem fazer correr o canadense. Agora estou com dó do Reis, que fase , depois da semi no 1o.torneio do ano eu achei que ia deslanchar, pro top 200, agora, se terminar entre os 500 está bom. Gosto dele, mas nao sei o que aconteceu..8 derrotas seguidas

Osvaldinho Coplepot Lara
Osvaldinho Coplepot Lara
27 dias atrás

grata surpresa a reação do Luz após perder o 1⁰ set. merece muitos méritos. que superação! já o Dellien triturador de brazucas… tudo normal: empalou mais um.

Refaelov
Refaelov
27 dias atrás

Sakamoto tbm venceu, vem num bom momento em geral, em vias de entrar no top 300.

Só n entendi o propósito de começar essa gira de saibro na Bolívia, dae vir pra Bahia jogar um Future em quadra dura para um seguida voltar pra gira de saibro no Paraguai, a princípio só mais uma decisão equivocada de calendário de um BR..

Última edição 27 dias atrás by Refaelov
Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
27 dias atrás

Excelentes vitórias dos brazucas, Orlando Luz mostrando evolução e o Sakomoto rumo ao top 300.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE